29 maio 2019

Resenha: A impossível faca da memória


Sinopse:
A adolescente Hayley Kincain e o pai, Andy, passaram cinco anos viajando de caminhão, fugindo das lembranças que os assombram. Agora, estão de volta à cidade natal de Andy para tentar levar uma vida “normal”, mas os horrores que ele testemunhou na guerra ameaçam destruir a existência de pai e filha. De mãos e pés atados, Hayley é obrigada a vê-lo ser lentamente derrotado pela depressão, e se entregar às drogas e à bebida para calar os demônios interiores. É então que seu próprio passado vem à tona, e o presente se estilhaça... anunciando um futuro totalmente incerto.

O que você deve fazer para proteger a vida de seu pai quando a morte o está rondando? Que atitude tomar quando os papéis de pai e filha se invertem? E o que acontece quando aquele garoto encantador e divertido entra no seu mundo sem pedir licença e, pela primeira vez, você se vê pensando no futuro?


Sobre o livro:
A impossível faca da memória foi meu primeiro contato com a escrita da autora e por mais que a capa não seja muito chamativa, a sinopse me atraiu.

Comecei a leitura de forma despretensiosa, mas infelizmente não fluiu como eu esperava. Na obra, temos a história de uma garota que desde nova já luta para ajudar o pai e enfrenta os problemas de casa sozinha, então, logo você sente compaixão por ela. Quer ajudar, mesmo ela sendo uma adolescente irritante que nega qualquer tipo de ajuda externa. Mas você consegue entender seus motivos.

Uma garota tão jovem carregando um fardo tão pesado te faz refletir sobre a sua vida, sobre aquilo que você tem e muitas vezes não é grato; sobre mesmo quando você acha que tudo pode dar errado, que não existe mais uma solução, há uma luz no fim do túnel, há uma forma de recomeçar sempre.


Embora a escrita não tenha me cativado, acho pertinente apontar que é um livro forte, que traz temas profundos para reflexão. Então, acredito que para outros leitores o livro deve fluir melhor, pois não se trata de uma história rasa, muito pelo contrário.

Vale a pena dar uma oportunidade!

Sobre a edição: 
Acho que a editora pecou um pouco na capa, pois ela não atrai a atenção do leitor e isso é um aspecto muito importante. O tamanho do livro também não é dos favoritos, mas a diagramação foi bastante confortável.



Livro: A impossível faca da memória (exemplar cedido pela editora)
Autora: Laurie Halse Anderson
Editora: Valentina
Páginas: 348
Ano: 2019

8 comentários

  1. Puxa, a primeira resenha que leio não tão positiva sobre este livro. Ao contrário de você, eu amei a capa.rs Adoro quando elas vem assim, simples e se formos olhar sinopse e elas, condizem e muito.
    Esse inverter papéis, o peso de um passado tão duro e triste, contrastando com o presente, é algo que preciso ler. Sei lá, enredos fortes e duros assim me aquece o coração!
    Por isso, o livro já está na listinha de desejados e espero ler o quanto antes!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Angela!
      Acho que vale muito a pena dar uma chance sim! Ainda mais que é seu estilo..

      Beijos!

      Excluir
  2. Oiii Fernanda

    Uma pena que a escrita não tenha te cativado, esse livro tb tinha me chamado a atenção por conta dos temas que trata, mas sinceramente não sei quando vou ler e nem se vou ler porque o tempo anda tão corrido que acabo deixando passar a maior parte dos livros que me chamam a atenção e lendo só uns poucos.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alice!

      Nem me fale em tempo corrido srsrsrs
      A situação está preta aqui também!

      Mas quando puder, dê uma chance!

      Beijos!

      Excluir
  3. Olá!
    O livro me agradou um pouco, tem uma historia com uma premissa boa e com uma boa reflexão. Eu já tinha visto esse livro mas ainda sim queria conhecer mais a trama. Não sei se leria mas talvez em algum outro momento.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lily,

      Quando puder, dê uma chance sim. Vale a pena!

      Beijos!

      Excluir
  4. Eu já li Garotas de Vidro da Laurie Halse Anderson e, pelo jeito ela sempre joga um fardo bem pesado para a personagem principal carregar. Realmente a capa do livro não atrai em nada. Uma pena que o enredo não funcionou com você mas eu pretendo ler esse livro. Espero gostar dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nil!

      Que ótimo que você já teve uma experiência com a autora! Pode ser que flua melhor para você.

      Beijos!

      Excluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.