22 maio 2019

Resenha: Vem comigo


Tegan e Gabe são definitivamente um casal feliz. Recém casados, com um bebê a caminho, eles estão vivendo um sonho. Mas infelizmente esse sonho é interrompido quando Gabe perde o controle do carro em uma pista coberta por neve e provoca um acidente. 

Uma semana depois, Tegan acorda e percebe que naquele acidente seu bebê se foi e com ele a sua possibilidade de ser mãe outra vez. E então sua vida inteira desmorona. 

Três meses se passaram desde o acidente e ela não consegue reagir, não consegue sair de casa, nem mesmo comer. Uma depressão profunda toma conta de si e Gabe não aguenta mais ver a esposa desse jeito e resolve colocar um basta. 

É quando ele tem a ideia de pegar o pote dos desejos do casal, um lugar onde eles guardaram ideias de coisas para fazerem juntos, viagens, pois ele acredita que isso pode fazer bem aos dois e, quem sabe, trazer sua esposa de volta.


Tegan a princípio não tem vontade alguma de viajar, mas entende que pode ser uma chance de tentar suportar essa dor. Em uma visita à Tailândia, Itália e Havaí, esse casal vai enfrentar momentos alegres e bastante dolorosos se quiserem recomeçar ou seguir em frente. 

Confesso que nunca li nada da autora, mas ao começar com uma tragédia como essa, somos fisgados pela leitura de tal forma que nem vemos o tempo passar. Torcemos por todo o livro para que Tegan consiga perdoar o marido, pois ela o culpa (e muito) pela morte do filho, e seguir em frente. A leitura te faz tomar as dores dos personagens e se colocar no lugar deles. Mas eu torci muito por uma reconciliação. 

Porém, nada me preparou para o desfecho da história. Já nas páginas finais do livro temos uma reviravolta que te deixa de queixo caído e te sensibiliza ainda mais pela história.


Eu amo livros assim, que tem essa reviravolta e, principalmente, quando te mostra o lado feio da vida. Estamos acostumados com livros lindos, felizes e engraçados. Mas quando nos deparamos com histórias assim, reais, dolorosas, você se pega pensando em tudo o que tem. E deveria ser grato. 

Foi fazendo essa leitura que eu comecei a fazer algo por mim. Peguei a ideia de pote dos desejos de Tegan e Gabe e fiz meu pote de gratidão. Sim, são pequenos motivos para agradecer no dia a dia. Seja porque o dia acordou ensolarado ou porque a sua receita de bolo deu certo. Pequenas coisas que muitas vezes passam despercebidas, mas que, juntas, fazem toda a diferença. Então, cada pequena conquista do meu dia a dia eu escrevo em um papel e coloco nesse pote, que espero estar bem cheio até o fim do ano. 


Preciso dizer o quanto esse livro me sensibilizou? 

Só leiam!

Sobre a edição: A capa está linda e a diagramação é simples, porém, encontrei alguns erros durante a leitura. No mais, páginas amareladas e tamanho bacana de fonte, proporcionando um certo conforto ao leitor.



Título: Vem comigo (exemplar cedido pela editora)
Autora: Karma Brown
Editora: Verus
Páginas: 305
Ano: 2019

10 comentários

  1. Este livro tem dado o que falar desde seu recente lançamento. Como sou fã assumida de duas coisas, drama e recomeços, este livro já foi para minha lista de mais desejados desde então.
    Não é um drama comum, é uma perda grande, culpa, olhar no olho do outro, acusar, ferir...recomeçar!
    E confesso que estou curiosa demais em relação a essa reviravolta no final..rs
    Com certeza, espero ler o quanto antes e me emocionar também!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!

      Ah, então vai amar com certeza! É super tocante essa leitura!

      Beijos!

      Excluir
  2. Oiii Fernanda

    Esse livro também mexeu demais comigo, especialmente perto do final quando a gente encontra essa revoravolta que muda toda a perspectiva da história, nos faz rever tudo com novos olhos e nossa, é bem tocante.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ivy...
      Exatamente! A autora nos dá uma rasteira muito bem dada! Rs
      E gostei demais do rumo da história, nos traz reflexões.

      Beijos!

      Excluir
  3. Estou com medo desse desfecho. Tenho visto tantas resenhas sobre esse livro, algumas odiando a Tegan, outras torcendo pelo casal. Mas saber que o final tem uma reviravolta que te tira do chão, faz meu coração apertar. Ainda mais com essa capa.
    Claro que quero muito ler o livro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nil!

      Adoro livros que geram pontos de vistas diferentes na história! Para mim, estes são os melhores.

      Quando puder, leia sim! Vale a pena!

      Beijos!

      Excluir
  4. Olá!
    Já ouvi fala muito desse livro e estou bem curiosa por ele. Sei que houve comentários positivos em relação a ele, outros nem tanto boas mas mesmo assim fiquei um tanto curiosa por ele..Espero poder ler em breve!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lily!

      Acho interessante que leia e tire suas próprias conclusões.
      Eu gostei bastante, pode ser que goste também.
      Mas vale muito a pena.

      Beijos!

      Excluir
  5. Oi, Fernanda
    Li várias resenhas desse livro durante essa semana que passou e gostei muito apesar de ser triste.
    Lendo sua resenha pude perceber que talvez o final do enredo não seja tão feliz, o quanto eu estava torcendo para ser.
    Nunca fiquei grávida e nem tive filhos, mas deve ser uma dor insuportável perder um e ainda saber que não poderá ter filhos. Por um lado compreendo a dor e amargura de Tegan, mas Gabe parece ser um marido bondoso, dedicado e amoroso. Só lendo para saber acompanhada de lenços e chocolate.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luana!

      Ler acompanhada de lenços e chocolate é a melhor combinação!
      É um livro muito reflexivo e independente de como encarar o final, vale a pena a leitura!

      Beijos!

      Excluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.