29 junho 2019

Crítica: Filme Turma da Mônica - Laços


Sabe aquela sensação nostálgica de poder voltar ao passado? De chegar da escola e assistir seu desenho predileto ou ler aquele sagrado gibi, comendo sua guloseima favorita e deitar sem ter nenhuma preocupação na cabeça? É assim que ficamos ao sentarmos na poltrona para assistir Turma da Mônica: Laços. Nada nos importa, apenas aquele momento. Somos crianças novamente e, ao invés de lermos os gibis, estamos assistindo ao filme.

É aquela velha história… quem leu os gibis já sabe o quanto Mônica e Cebolinha vivem num pé de guerra. Então, ele trama algo para que, juntamente com o Cascão, eles enganem a Mônica e consiga ter em mãos o Sansão.

Quando Cebolinha está dormindo, algo estranho acontece… Floquinho desaparece. Com isso, toda a sua sede em derrotar Mônica também se vai e a única coisa que ele pensa é procurar pelo seu cãozinho. Então ele desenvolve um plano infalível para resgatá-lo com a junta de seus amigos: Mônica, Magali e Cascão. 

Acredito que os atores tenham cumprido o papel e conseguem convencer. Cebolinha, interpretado por Kevin Vechiatto (que já participou da novela Cúmplices de um Resgate), fala “elado” perfeitamente e sempre quer que seus planos sejam colocados em prática. A Mônica, Giulia Benite, parece que nasceu sendo a personagem. Forte, determinada e convincente. Baixinha e invocada, como diz a história. Não vejo uma atriz melhor para essa atuação. Gabriel Moreira, nosso Cascão, é engraçado e o medo de água é bem nítido nas cenas – essencial. Laura Roseo, a Magali, é magrinha e come mais que os três juntos. Gulosa, não pode ver uma comida que já quer colocar na boca – tão eu. Os quatro atores são incríveis, assim como seus pais também não deixam a desejar. Eles foram escolhidos em um longo processo que envolveu entre 7 a 8 mil candidatos. “Eu assisti a mais ou menos 2 mil vídeos durante a seleção”, disse Daniel Rezende, diretor do longa, ele dirigiu também o famoso filme “Cidade de Deus”.


Entendo que muitos acharão o filme bem infantil. Penso que ele seja mais voltado às crianças, realmente, mas para nós, adultos, ele tem aquele gosto incrível de saudade. É possível arrancar lágrimas não apenas dos pequenos, mas dos grandões também. Eu chorei, admito. Não apenas a história é bonita, mas a lição que o filme quer nos passar. Laços… O que essa palavra te faz lembrar?

Laços sempre lembra união, companheirismo, amizade. Laços representam algo que é impossível fazer sozinho. Para se criar um laço, no mínimo, precisa-se de duas pontas; precisa-se de dois. Não se faz um laço sozinho, não se conquista o mundo sozinho. Precisamos de amigos.

A história se passa no Bairro do Limoeiro e as gravações foram feitas em Mairiporã, Poços de Caldas, Holambra, Paulínia e Cubatão. O filme é baseado numa graphic novel escrita pelos irmãos Vitor e Lu Cafaggi. 

O filme é lindo e tem o gosto da nossa infância. Uma das cenas mais arrepiantes é quando temos o momento Stan Lee. Mauricio de Sousa aparece e toca o coração dos fãs. Não tem como não se emocionar, não lembrar dos quadrinhos que lemos. Ele é a parte da alfabetização de muitos e poder relembrar tudo isso é algo indelével.

Fotos: Google Imagem

10 comentários

  1. Oiii ❤ Ahhh, fiquei tão feliz quando foi divulgado que teria um filme da Turma da Mônica! As HQ's fizeram parte da minha infância, até hoje se eu tenho a oportunidade de ler uma, eu leio rsrsrs.
    Que doçura essa mensagem que Laços passa, é tão importante que essa mensagem seja absorvida pelos pequenos, até pelos adultos.
    Deve ser uma nostalgia incrível mesmo assistir esse filme. Relembrar a infância, um momento tão feliz pra mim ❤
    O filme pode até ser voltado para as crianças, mas parece encantar todo mundo. Não vejo a hora de poder ver esses personagens tão amados nas telinhas ❤ Espero que eles encontrem o Floquinho.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme é voltado para os fãs, coloquei a questão das ideias e tal. Mas os fãs vai amar tanto quanto as crianças, espero rs.

      Excluir
  2. Olá! A Turma da Mônica marcou a minha infância, já perdi a conta de quantas HQs eu já li! ♡ A cada nova resenha ou comentário positivo sobre o filme, mais minha vontade de assisti-lo aumenta! Fiquei animada quando soube que fariam um filme dessa turma tão querida.
    Minhas expectativas estão bem altas para o filme, espero ter uma experiência tão maravilhosa quanto a sua foi. É tão bom recordar coisas da infância que nos fizeram felizes e que marcaram nossa vida.
    Quero muito poder acompanhar Mônica, Magali, Cascão e Cebolinha nessa nova aventura!
    Beijos! ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que a de todas nós, Rayssa.
      Espero que você vá assistir o quanto antes e adore.
      Eu amei.

      Excluir
  3. Olá!
    Isso tudo para mim é pura nostalgia.Sempre fui fã da turma da mônica, sempre tinha uma coleção de gibis deles para ler e fazer esse filme foi uma maneira de voltamos no tempo. Adorei muito a trama e estou bem ansiosa para assistir.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente o que eu disse, Lily.
      Super nostalgia. Eu amei e super te indico

      Excluir
  4. É tipo aquela frase " Como não pensaram nisso antes??"
    As histórias de Maurício sempre fizeram parte da vida da maioria de nós. Quanta diversão, quanta inocência e mesmo agora, já bem grandinhos,é esta nostalgia, esse gostinho de voltar ao passado que tem tomado conta da última semana.
    Ainda não chegou no cinema aqui de Lost, mas tenho esperança que na próxima semana já chegue(apesar que oh, o filme sobre a vida do Elton John estou esperando até hoje e nada) e irei conferir!
    Quero isso, me sentar ali na cadeira, tomar suco de acerola com minha amiga de infância e reviver tudo isso na alma!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu pensei isso o tempo todo enquanto fazia a resenha, Angela.
      Aliás, antes mesmo de ver o filme eu já pensei nisso. Queria para antes kkkkkk

      Excluir
  5. Eu amava tanto os gibis da Turma da Mônica! Estou com muita vontade de assistir esse filme, vai ser uma forma de eu relembrar da minha infância! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também, Theresa.
      Tinha coleção. Na verdade, sou assinante até hoje de tanto que amo <3

      Excluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.