21 junho 2019

Resenha: Agora e Sempre


Eu praticamente li todos os livros da Judith, amo essa autora e a forma como ela conduz suas histórias, cheias de romance e risadas. Esse é o caso de Agora e Sempre, que já foi lançado aqui em 2012, e volta agora com uma nova edição. 

Victória é nossa protagonista, e ela acabou de perder os pais em um grave acidente. Sem ter parentes próximos, ela é enviada para Londres, onde ficará com um amigo de sua mãe, o Conde de Wakefield, que tem condições de lhe proporcionar um bom casamento e uma boa vida. Quando chega em sua casa, ela descobre que o Conde tem um sobrinho chamado Jason, e é aí que seus problemas começam.

Victória é uma protagonista que me fez rir muito. As mulheres dessa época não podiam ter voz, mas o que mais gosto desses livros é justamente quando isso não acontece, o que é o caso dela. Ela se vê desesperada quando os pais morrem e fica sozinha com a irmã, mas tem um modo de ficar absolutamente calma mesmo em meio à crise. Então, quando ela chega em Londres, está otimista e tentando se adaptar à vida nova. Ela é alegre, e não demora muito para alegrar a casa. Ela se preocupa com os empregados, chama-os pelo nome, se importa. Coisas que Jason nunca fez.


Jason é o típico homem mulherengo, mas além disso, ele sofre e se afasta dos compromissos por outro motivo. Então, quando ela chega, o conde acredita que eles serão um casal perfeito, o que leva Jason à loucura, e rende os melhores diálogos e conversas. O conde é engraçadíssimo, e usa de todo seu charme com Victória, e toda sua saúde frágil e debilitada com Jason. Mesmo ele correndo com todas as suas forças dela, Jason logo se vê gostando da sua companhia, das suas conversas inteligentes e sua risada. 

Como ele sofreu no passado, se mantém distante e não consegue aceitar que Victória gosta dele pelo que ele é, e não pelo que ele tem. Ela o desafia quando ele fica bravo e os empregados correm, ela ri na cara dele. Quando ele fala não, ela diz que ele não manda em nada. E para a época, isso é extremamente ultrajante e inaceitável.

Sim, existem vários momentos que ela fica triste e ele passa do nível e se torna insuportável, mas ela é forte e otimista, e tenta sempre ignorá-lo, e colocá-lo no seu devido lugar, o que eu gostei muito. Se você é um leitor de livros de época, já está acostumado com costumes e atitudes que, hoje, seriam impensáveis. Existem muitas situações como essa neste livro. Então, talvez você passe muita raiva como eu passei, com alguns diálogos e atitudes, principalmente de Jason, que é extremamente desconfiado. Se fosse hoje, eu ia falar para ele se tratar antes de falar com Victória, porque, meu Deus, que homem difícil!


A cena que eles ficam juntos pela primeira vez é absurda aos meus olhos, e tentei entender que o livro expressa uma outra época, onde o que acontece não era visto da mesma forma que hoje. Mas foi bem difícil. Quando Jason tem uma atitude fofa, logo depois ele se lembra que foi legal e muda novamente. Victória é muito inocente e ele não consegue acreditar nisso. Tem algumas atitudes absurdas, que tive vontade de matá-lo.

Amei a escrita e o dia a dia, ri muito com os escândalos e as coisas que as mulheres acham absurdas. Amei os bailes e óperas, os vestidos e convenções sociais. Sempre me divertindo muito. Achei que poderia ter sido um pouco menor, pois em alguns momentos fica muito tedioso, e o final é muito corrido. Mas, para quem gosta desse tipo de romance, com certeza vai gostar. 

 
Título: Agora e sempre
Autora: Judith McNaught
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 415
Ano: 2019

11 comentários

  1. Olá! Ainda não li nada da Judith McNaught, mas tenho muito interesse, já que a autora se destaca no gênero que escreve. Acho que vou gostar da Victória, achei muito bacana e atencioso da parte dela se preocupar com os empregados e os chamar pelo nome, ela com certeza se destaca comparado a outras mocinhas. Não simpatizei com o Jason, mas quero ler o livro para poder ter uma opinião formada sobre o personagem. Não gostei de o final ser corrido, o final é uma das partes mais importantes do livro, por isso tem que ser bem desenvolvido e não corrido.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rayssa,
      Judith é um amor! Conheça a autora assim que possível. Jason é realmente um personagem difícil, depois me conta o que achou.
      beijos

      Excluir
  2. Eu confesso que conheço bem pouco o trabalho da autora, mas não há como negar que o nome dela está sempre entre os mais indicados no quesito Romance de época bem escrito!
    Adoro esse lance de misturar personagens com passado difícil, tendo que se "submeter" as mudanças que os sentimentos trazem e também adoro isso quando a autora dá voz a mulher.
    Realmente a época já calava todas as mulheres e quando uma autora ou autor deixa a personagem livre para ir atrás do que acredita, é maravilhoso!
    Bom humor, isso também faz toda a diferença e com certeza, quero muito ter a oportunidade de conferir este e outros trabalhos da autora!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      A autora é sempre uma referencia, né? Ela deixa a protagonista bem livre dentro do possível, rs. Mas sem duvida o bom humor é bem nítido, espero que consiga ler em breve!
      Beijos

      Excluir
  3. Já li esse livro a alguns anos atrás, a primeira edição dele. Eu gostava tanto da primeira capa. Achava mais delicada.
    Lembro de ter gostado do romance, mas nada que tenha me arrebatado. A escrita da Judith é bem fluida e gostosa de ser lida. É um romance muito gostoso, com uma personagem determinada que vai atrás do que quer.
    Eu gostei nem sei se tem a continuação aqui. Mas se tiver vou querer ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nil.

      Gosto mais dessa capa, achei a edição bem bonita. Realmente não é um romance super memorável, mas é bem divertido. Não tem continuação, livro único!
      Beijos

      Excluir
  4. Oiii ❤ Não vejo a hora de ler algo da Judith Mcnaught, já que ainda não tive a oportunidade de ler nenhum de seus livros. Sempre ouço maravilhas sobre sua escrita. Além de que, essa capa está incrível, a Editora caprichou.
    Gostei de Victoria já de cara, adoro mocinhas além de seu tempo, que não se importam de ser diferentes do que a sociedade exige delas.
    Quero muito saber o que fez Jason se fechar para o amor e ver o romance ser construído entre ele e Victoria.
    Espero não me irritar tanto com Jason, pois ele parece um personagem terrível de se lidar.
    Obrigada pela dica de leitura, espero poder conferir em breve ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rayane,

      Provavelmente será difícil não se irritar com Jason.O que acontece com ele é triste, mas mesmo assim, ele é difícil demais. Mas a Victoria é um amor. Muito a frente do seu tempo mesmo. Espero que leia logo e que goste da leitura!
      Beijos

      Excluir
  5. Olá,
    Eu amei a capa desse livro, achei muito linda mesmo!
    Fiquei bem empolgada para ler ele, apesar de ter quase sempre um pé atrás com romances de época

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Theresa,

      É linda essa edição! Aproveita que essa autora é especialista nesse gênero, talvez você goste mais de romances de época.
      Beijos

      Excluir
  6. Olá!
    Já tinha lido alguma resenha dessa autora. Esse livro tem uma premissa ótima e me deixou com certo interesse em ler, só fiquei bem receosa pelo fato de como é os personagens, espero muito ter uma conclusão diferente.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.