23 agosto 2019

Resenha: As gêmeas do gelo


Fala galera, como prometido, vim trazer para vocês a resenha do livro As gêmeas do gelo, do autor S.K. Tremayne. Um livro com grande potencial, mas apenas parcialmente alcançado.

As gêmeas (sinopse)
Um ano depois de Lydia, uma de suas filhas gêmeas idênticas, morrer em um acidente, Angus se muda com sua mulher, Sarah Moorcroft, para a pequena ilha escocesa que ele herdou da avó, na esperança de conseguirem juntar os pedaços de suas vidas destroçadas.

Mas quando sua filha sobrevivente, Kirstie, afirma que eles estão confundindo a sua identidade - que ela é, na verdade, Lydia - o mundo do casal desaba mais uma vez.

O inverno chega, Sarah se sente sozinha, e Kirstie (ou será Lydia?) fica cada vez mais abalada. Quando uma violenta tempestade deixa mãe e filha confinadas naquela ilha, Sarah é torturada pelo passado - o que realmente aconteceu naquele dia fatídico em que uma de suas filhas morreu?


Tempestade
O livro começa justamente como a sinopse descreveu, com o casal principal se mudando para uma casinha em uma ilha na Escócia, com o principal objetivo de superar a morte de uma de suas filhas. De um lado, temos Angus, um homem decidido, mas um pouco impaciente; do outro, temos Sarah, uma mulher calada que busca por um novo começo longe de onde o acidente de sua filha aconteceu.

Existe uma tensão entre o casal, coisa que é fácil de notar com o decorrer da leitura. A perda de uma das filhas é claramente um dos motivos e é fácil de compreender, mas logo você nota que além disso os dois escondem segredos um do outro. Isso começa a causar dúvidas na cabeça do leitor, fazendo com que a gente comece a desconfiar das coisas e criar teorias do que pode realmente ter acontecido.

E esse é o ponto chave do autor. Tremayne não foca em uma investigação sobre o caso como muitos thrillers, o foco dele é o psicológico dos personagens. É interessante ver como as ações de Sarah, Angus e de sua filha sobrevivente mexem com o comportamento de cada um, seja por suas mentiras ou por descobrir alguma verdade escondida.

A principal afetada em tudo isso é Sarah, principalmente após sua filha sobrevivente - Kirstie - contar para a mãe que, na verdade, ela era Lydia e que ela e o pai se confundiram esse tempo todo. Claro que isso iria mexer e muito com a personalidade da mãe, mas é aí que acho que o autor comete o primeiro erro. Tremayne sabe como mexer com o psicológico, mas acaba pecando no excesso, o que acaba deixando Sarah meio enjoada, parecendo algo um pouco novelesco demais em alguns momentos.

Por outro lado, Kirstie/Lydia é a melhor personagem do livro. É fácil se apegar à personagem e graças a ela temos outro ponto forte do autor. Uma das coisas que ele gosta de fazer é descrever os lugares onde se passa a história, geralmente locais que contenham algum tipo de lenda ou história. E ele as aproveita- sejam elas criadas por ele ou lendas contadas de verdade - e joga no livro, dando um ar de suspense.


Junto com isso vem o fato de que Kirstie/Lydia começa a ver sua irmã morta e a conversar com ela. E esse é o outro ponto forte do autor, porque ele gosta de flertar com o sobrenatural. Você fica na dúvida se o que está acontecendo é real, da imaginação do personagem ou se é um livro de terror. Mas para você que não gosta de terror, fique tranquilx. Ele não faz nada assustador, consegue transitar na medida certa, lhe deixando curioso com os acontecimentos.

E falando em acontecimentos, cada fim de capítulo tem algum pequeno plot twist que te deixa curioso para o próximo. Eles são divididos em dois pontos de vista, tanto o de Sarah como o de Angus. Toda vez que o ponto de vista muda, o capítulo é separado por alguma foto do local onde se passa a história. O que eu acho bem legal, pois assim vamos nos ambientando.

Mas apesar desses plot twists, o autor às vezes peca em repetições, e, juntando isso a alguns outros pequenos defeitos, As gêmeas do gelo acaba se tornando um daqueles clássicos livros Ame x Odeie. Apesar de ter ficado uma sensação de que o livro poderia ter sido muito melhor e ter sido aproveitado de uma forma muito mais envolvente, ele funcionou para mim. 

Consegui me divertir lendo e gostei da trama no geral. É um livro que dou 3 estrelas por ficar justamente no meio termo da coisa, transita entre o regular e o bom. Porém, vai variar de cada leitor e só mesmo lendo para saber de que lado você vai estar, Amar x Odiar, Kirstie x Lydia. Leiam e venham me dizer o que acharam. beijos e até a próxima.

Algumas observações minhas:
1 - O autor tem algumas características que gosta de utilizar em suas obras. Logo terá um post de 5 motivos para lê-lo. Alguns já foram citados nessa resenha.

2 - Os 5 motivos conseguem curiosamente ser pontos fortes e fracos ao mesmo tempo. Fortes nesse livro e alguns sendo fracos no outro livro do autor (na minha opinião).

3 - Recentemente foi lançado outro livro do autor, chamado A criança do fogo. Ele terá resenha em breve pela Natalia. Mas devo dizer que eu não recomendo ler os dois livros do autor de forma seguida. Escolha um e leia. Ou dê um tempo entre um e outro, pois o autor sofre de “mal de fórmula pronta”, o que pode prejudicar a leitura.

Título: As gêmeas do gelo
Autor: S.K. Tremayne
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 368
Ano: 2016 (no original 2015)

22 comentários

  1. Não é a primeira vez q falo isso sobre um livro, mas esse parece ser o tipo de história q eu iria gostar mto mais se fosse em outra mídia, filme ou série, nesse caso pela resenha eu acho q caberia melhor em uma minissérie, de uns 6 episódios. Realmente parece ser mto bom, mas nunca é animador quando alguém fala q um livro tem grande potencial e foi parcialmente alcançado kkkkkkkkkkkk, mas mesmo assim essa história ainda parece ser mto boa :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Yara.

      Olha, acho que concordo. Se fosse bem feito ficaria bom. Eu bem sei, mas as vezes tem gente que gosta bastante do livro. Esse é como eu falei, ou ama ou odeia. O perigo é ler e odiar kkkk.

      Excluir
  2. Ainda não conheço a escrita do autor mas vi muitas críticas super positivas aos seus livros. Esse segundo livro lançado parece que todo mundo gostou. Essa é a primeira resenha que leio sobre As Gêmeas do Gelo. Gostei dessa dúvida em saber qual das duas irmãs é a sobrevivente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nil

      Olha, ainda bem que teve opiniões boas viu, porque eu não gostei muito do segundo não. Achei muito parecido com esse, infelizmente. Mas esse ai da para divertir.

      Excluir
  3. Olá! Mas gente que história, eu como sou gêmea é lógico que já fiquei curiosa (e muito triste) com a história, afinal quais serão as verdades que me esperam no fim do livro? Conheci o autor pelo seu outro livro e fiquei bem intrigada com a sua escrita, apesar de algumas ressalvas, o jeito agora é escolher por qual começar. É uma linha muito perigosa essa de usar a mesma fórmula nas histórias, pois acaba trazendo o desinteresse dos leitores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Elizete

      Aahh, ler essa historia sendo gêmea deve ser intrigante no mínimo kkkk. Sim, o segundo livro não foi muito bom para mim. Acho que pelo problema da formula pronta mesmo. E a historia, que achei mais fraquinha do que essa.

      Excluir
  4. Oi Fábio!
    Eu tbm dei 3 estrelas pra esse livro, podia ter sido beeeem melhor!
    Acho q a fórmula dele pra mim foi ponto fraco, n sinto vontade de ler outro de seus livros...
    Bjs
    A Colecionadora de Histórias - Blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carol

      É bem por ai mesmo viu. Esse até diverte, mas o segundo... nem tanto.

      Excluir
  5. Ainda não conheço as letras do autor, mas já li que este jeito dele de repetir muitas coisas, acaba deixando as histórias meio arrastadas. Pode até não ser isso, mas eu penso que tudo que é exagerado, acaba estragando o foco central, principalmente num enredo.
    Mas acredito que seja como você citou lá no comecinho, tinha tudo para dar certo o enredo, mas pecou em muitos pontos.
    Esse lance da gêmea morta ser uma e não a outra, precisaria talvez ter sido mais usado, deixando um pouco toda a "enrolação" da mãe mais em segundo plano. Sei lá, essa confusão poderia ter sido mais explorada(penso eu)
    Gosto disso de mexer um pouco com o sobrenatural e essa bagunça em deixar o leitor sem saber o que é real e o que não é real.
    Com toda a certeza, já quero muito estes dois livros do autor!!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá

      Olha, arrastado até que não, mas repetitivo sim, o que acaba tornando irritante. A questão das gêmeas até que é bem utilizado, mas as vezes a mãe toma atitudes que dá raiva. Mas esse livro dá sim vontade de ler. O segundo é que a coisa pega mais.

      Excluir
  6. Oiii ❤ Nossa, que barra pesada deve ser para os personagens ter perdido uma das filhas, ainda mais para Sarah que parece muito abalada com a situação.
    Estou curiosa pra saber se a garotinha que sobreviveu é Lydia ou Kirstie. E se a que sobreviveu consegue realmente conversar com a irmã ou isso é fruto apenas de sua imaginação.
    Nunca li nada do autor, mas quero muito ler, ainda mais agora que estou curiosa sobre alguns aspectos da história e sobre a escrita do autor.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rayane

      Não é coisa fácil mesmo não. Esse é um mistério interessante, saber qual das duas está viva e qual morreu. Recomendo a leitura desse sim, mas para quando quiser ler algo mais despretensioso.
      Bjs

      Excluir
  7. Olá! ♡ Ainda não conheço a escrita do autor, mas tenho muita curiosidade, apesar de que essa coisa da fórmula pronta me irrita demais kkkk. Fico muito desanimada quando os autores se utilizam dessa mesma fórmula, tem autores que deixei de ler exatamente por causa disso.
    A capa sempre chamou minha atenção e a trama é bem interessante, é uma pena que o livro tinha um grande potencial, mas que infelizmente não foi alcançado, é bem triste quando isso acontece.
    Gosto demais desse suspense que ronda o livro, estou bem curiosa para saber qual das filhas de fato está viva e se a garota viva está apenas imaginado a irmã ou não.
    Talvez eu dê uma chance para esse livro!
    Beijos! ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rayssa

      Pois, recomendo começar por esse das Gêmeas do Gelo então. Verdade, tem uns que tem certas características como marca registrada, mas conseguem criar historias diferentes, esse ai não considero como sendo um deles. Infelizmente não teve o potencial que poderia ter tido alcançado, mas por outro lado, até que esse diverte. Esse vale a chance.

      Bjs

      Excluir
  8. Eu gosto de livros assim, e só pela sinopse e capa já fiquei interessado. Gosto da forma como o autor trabalha mais o lado psicológico do que a situação em si, afinal isso geralmente consegue ir criando um vínculo maior com as personagens (no meu caso). Claro que quando tudo isso é unido a um bom mistério, é melhor ainda. Mesmo com as considerações, eu quero fazer essa leitura também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Evandro.

      Esses são aspectos que realmente acontecem no livro e deixam melhores. Esse livro eu ainda recomendo a leitura sim. Mas se gostar e quiser arriscar o próximo, eu sugiro que você dê um tempo entre as leituras, se não pode acabar se decepcionando.

      Excluir
  9. Olá!
    Uau, um livro em tanto em... e bastante complicado um casal ter filhas gêmeas e perder uma dela.. seria uma visão bastante difícil para eles verem nela a outra filha que perdeu. Não tinha conhecimento do autor, espero muito a oportunidade em ler.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lily

      Verdade, é uma situação bem delicada. Não posso nem imaginar como seria isso ai.
      Se puder leia sim =D

      Excluir
  10. Oi, Fábio
    Ainda não conhecia o autor pelo lançamento do segundo livro.
    Tenho A Criança do Fogo ainda não li e é por esse que vou conhecer sua escrita e seguirei sua dica de dar um tempinho para ler As Gêmeas do Gelo.
    Apesar de algumas coisas não funcionar muito na trama, gostei de saber que o autor gosta de brincar com o sobrenatural na medida certa.
    Já esta na lista desejos, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luana

      Boa, espero que goste. Sim, tem uma pegada sobrenatural legal. Espero também que caso não goste de A Criança do Fogo, você não desanime para ler As Gêmeas do Gelo =D.

      Bjs

      Excluir
  11. Não tinha me tocado que criança de fogo era dele hahaha mas até que faz sentido o tal do mal da formla pronta pois até o titulo é bastante parecido. ANyway, esse é um livro que eu quero ler há tempos, pois adoro suspenses psicológicos, mas que por algum motivo nunca consegui ler;...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá

      Sim, até o título já mostra que a coisa é meio igual. Se for ler, recomendo começar por esse das Gêmeas. E espero que goste =D

      Excluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.