Resenha: Contos essenciais

Por Naty Araújo •
06 dezembro 2019

Quando soube do lançamento deste livro eu estava bem afoita para recebê-lo. Só quem conhece a escrita do Machado de Assis poderia se sentir tão emocionado ao ter em mãos quase 700 páginas da literatura machadiana. 

Nesta edição, por ser um convite à leitura, a editora procurou colher amostras representativas nas coletâneas de contos organizadas em vida pelo autor. Além disso, incluíram-se contos publicados em periódicos, mas que não chegaram a compor livros enquanto Machado viveu. Sendo um autor de estatura universal, muito do que Machado de Assis escreveu pode nos levar à reflexão, se não estabelecer incômodos, por nos vermos parcialmente representados nas ações, justas ou questionáveis, de suas personagens. 

Hoje a resenha vai ser totalmente diferente do que estou acostumada. Não falarei do livro em si, pois falar dele é falar do óbvio. É um conjunto de contos para deixar o leitor admirado com cada detalhe. Escolher um conto para falar seria covardia, pois vários merecem atenção. Então, resta-me falar sobre Machado de Assis e, com isso, incentivá-los a conhecer essa edição maravilhosa.


Falar sobre Machado de Assis é falar sobre a literatura brasileira da forma mais doce possível. Quem foi Machado? Acredito que você pode não gostar ou apenas não ter embarcado numa literatura brasileira, mas com certeza já ouviu falar de “Dom Casmurro” e aquele grande dilema: Capitu traiu ou não traiu Bentinho? 

Joaquim Maria Machado de Assis nasceu no dia 21 de junho de 1839, no Rio de Janeiro. Ele foi tanta coisa, que, na verdade, continua sendo em muitos de nossos corações. Machado era poeta, cronista, romancista, contista, dramaturgo, jornalista, folhetinista, crítico literário e mais… Um dos fundadores da ABL (Academia Brasileira de Letras) e o primeiro presidente. Como se essa dignidade toda fosse pouca, ele deu nome a um dos principais prêmios literários nacionais. 

Quando estudávamos o que víamos nos livros de literatura? Uma foto de Machado de Assis como se ele fosse branco. Fomos enganados durante décadas e descobrimos que ele era negro, inclusive algumas editoras se uniram para publicar edições, e até mesmo fazer figurinhas, com a sua cor de pele natural, para colar em cima dos livros que o pintavam como branco. Um trabalho digníssimo, por sinal.


Machado era de uma família de classe baixa, descendente de escravizados libertos. Seu pai era pintor de paredes e sua mãe era uma lavadeira. Sem condições, ele vivia como agregado numa família de senadores do Império. Teve uma infância difícil. Para se sustentar, vendia doces em frente a alguns colégios.

O escritor sofria de epilepsia, porém, foi o câncer o responsável por tirar-lhe a vida em 1908. Uma grande perda à literatura brasileira.

Sobre a edição:
O livro possui 55 contos divididos em 8 partes, por ano de publicação: Contos fluminenses, 1870; Histórias da meia-noite, 1873; Papéis avulsos, 1882; Histórias sem data, 1884; Várias histórias, 1896; Páginas recolhidas, 1899; Relíquias de casa velha, 1906; e Contos esparsos, que não possui data.


A edição é em capa dura, fosca, e as letras do nome do autor são coloridas com detalhes como se fossem adesivos. Na lombada encontramos os nomes de todos os contos e o corte do livro é todo em lilás. Um detalhe que não sei se é defeito ou se foi proposital, já que vi muita gente comentando, são as numerações das páginas cortadas, elas não aparecem inteiras. Parece que foi erro da gráfica, mas pode ter sido um detalhe na diagramação, vai saber.

A guarda da capa quanto da contracapa são amarelas, bem fluorescente, e temos uma fita de cetim azulada para marcar a página. O trabalho estético é muito bonito. Uma ótima edição para colocar na estante. Vale a pena comprar para presentear também.

Outras fotos:



Título: Contos essenciais (exemplar cedido pela editora)
Autor: Machado de Assis
Editora: Martin Claret
Páginas: 693
Ano: 2019
Compre: aqui

Comentários via Facebook

15 Revelaram sentimentos:

  1. Confesso que o coração até acelerou!Fiquei aqui olhando as fotos e imaginando como é segurar um presente deste em mãos. Menina do céu, isso sim é um tesouro!!!
    Machado é isso, doçura do começo ao fim e engraçado e triste que muitos só conhecem Machado por Capitu..rs e não é apenas isso. Machado vai além,muito além do que cada um de nós pode imaginar.
    Pena que na época escolar, leituras como essas eram impostas e poucos eram os alunos que liam por prazer, tanto que só fui ler com emoção algumas obras dele, quando parei de estudar e não vi mais como imposição!!!
    Diagramação lindíssima e já vai para a lista dos mais desejados!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvidas é um presentão, Angela.
      Essa edição está incrível e não podia ser diferente com contos desse autor, não é mesmo?
      Espero que você tenha a oportunidade de ler.
      Beijo

      Excluir
  2. Olá! ♡ Gosto bastante de Machado de Assis, li Dom Casmurro e fiquei impressionada com sua genialidade. Sem dúvidas, ele é um ícone da nossa literatura. Adoraria ler mais obras do autor, se tiver a oportunidade com certeza vou querer fazer essa leitura, fiquei curiosa para conhecer cada um dos contos ♡
    A edição é realmente maravilhosa, cheia de detalhes e muito caprichada! ♡
    Obrigada pela indicação! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza é um ícone da nossa literatura, Ray.
      Vale a pena ter essa edição em mãos. Recomendo

      Excluir
  3. Oi, Naty
    Confesso que nunca li nada de Machado de Assis, apenas resumos de seus livros para o vestibular.
    Estou em falta com ele e outros autores nacionais dessa época, mas não foi por falta de interesse eu começava a ler e não entendia e abandonava o livro.
    Esse livro é uma obra de arte, lindíssimo! A editora capricha nos livros tenho apenas um deles e tenho dó de manusear o livro.
    Quero muito ler algo do autor, beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha. Normal, Lu.
      Na escola somos forçados a ler e muitos não gostam ou leem resumos para não ler a obra mesmo. Eu li e ainda foi mais de uma vez para poder fazer trabalhos. Adorava.

      Excluir
  4. NAT!
    Fez muito bem em falar sobre o autor icônico da nossa literatura nacional, porque muitos acham os escritores clássicos chatos e não se motivam a fazer a leitura de seus livros, sensacional sua ideia.
    E ver um livro de contos do Machado de Assis, é uma verdadeira obra de arte.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaah, Rudy, sua fofa... Muito obrigada.
      Tive essa ideia porque falar do livro é pouco para o que esse autor é. Falar de um conto seria covardia. Nada melhor do que falar dele, do nosso Machado.

      Excluir
  5. Olá! Eita que dá um orgulho danado saber um pouco mais sobre um autor tão versátil e talentoso, e que podemos chamar de nosso hein, essa obra deve ser uma ótima oportunidade para aqueles que, como eu, querem conhecer mais das preciosidades criadas por Machado de Assis, e, principalmente, para aqueles que são fã de carteirinha do autor.

    ResponderExcluir
  6. Que coisa mais linda, Machado de Assis realmente deveria ser uma leitura obrigatória a todos. Incrível como as escrita dele é tão intensa e suave ao mesmo tempo e cativa o leitor. E essa edição simplesmente perfeita, essas bordas roxinhas estão um charme.

    ResponderExcluir
  7. Eu amo Machado de Assis, esse livro então é um carinho do meu coração kkkkk.
    O livro me pareceu ter uma diagramação bem simples, mas pela quantidade de histórias presente nele, já vejo que vale super a pena.
    Adorei essa mini biografia do autor!

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Só pelo detalhe das fotos vejo que o livro foi muito bem trabalhado. Eu ouço fala bastante desse autor, nunca li nada, uma vez o outra vejo memes de se Capitu traiu ou não, isso basicamente me deixa confusa e bem curiosa, é pode me julgarem rsrsrs. O livro em si me parece ser bem interessante, talvez eu resolva dá uma oportunidade para essa leitura né.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  9. Oiii ❤ Ainda não li tantos livros do Machado de Assis quanto eu gostaria, tenho muito que conhecer sobre a escrita do autor ainda, mas é incrível ver a forma como ele pensava através de seus livros, suas críticas sociais são ótimas.
    Esse parece o livro ideal pra todos que adoram a escrita do Machado de Assis e gostariam de saber mais sobre a vida do escritor.
    Mesmo sendo um livro enorme, gostaria de dar uma chance à leitura.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  10. Desde os tempos de escola tenho um carinho muito grande pela escrita do Machado de Assis e também por sua história de vida.
    O livro está na minha wishlist há algum tempo

    ResponderExcluir
  11. o conto "O alienista" está presente nessa obra?

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.

Instagram

© Revelando Sentimentos | Resenhas de livros – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in