Resenha: Os sete maridos de Evelyn Hugo

Por Je Vasques •
08 janeiro 2020

Evelyn Hugo sempre for cercada de controvérsias. Sempre teve a fama ao seu lado, e é considerada um ícone do cinema. Com seus cabelos loiros e sobrancelhas escuras e marcadas, ela nunca foi esquecida, mesmo tendo se afastado dos tabloides durante o fim da sua vida. Entre os prêmios que ganhou e os vários filmes que fez, ela se casou sete vezes, o que sempre foi motivo de notícia e espanto. Agora, perto dos 80 anos, ela decidiu fazer um grande leilão dos seus mais famosos vestidos. 

Todo mundo quer uma entrevista com a mulher que sumiu da mídia, mas que ainda causa tanta dúvida e curiosidade, mas, quando ela decide fazer isso, são pelos seus próprios termos, como sempre. Monique é uma mulher recém-separada que trabalha na Vivant, um jornal famoso e conceituado que ela sempre quis trabalhar. Ela não está satisfeita com o seu trabalho, mas tem pouca perspectiva do que fazer. Quando Evelyn Hugo decide dar uma entrevista, ela pede especificamente por ela, o que causa um grande questionamento do porque, dentre tantos jornais e jornalistas conceituados, visto que Monique não é ninguém importante. O encontro das duas e as consequências desse encontro serão notícia para sempre.

Nada me preparou para esse livro. Eu comecei achando meio qualquer coisa e terminei em lágrimas. Esse é meu primeiro contato com a autora, e fui arrebatada pela forma como ela escreve e cria seus personagens. Evelyn é tão complexa que jamais vou conseguir explicar o que essa personagem causou em mim. 


Foi muito interessante acompanhar a Hollywood dos anos 50, e como as coisas precisavam acontecer, se sua intenção era ser famosa. Jogo de poder de todos os tipos, absolutamente nada é o que parece e o que a imprensa sugere. Evelyn tem desde sempre a certeza que quer ser famosa. Quer ser atriz, quer ganhar a vida com isso e corre atrás desse objetivo de todas as formas. Nunca se desculpa e se arrepende de pouquíssimas coisas. Acompanhamos o crescimento dela, as mudanças físicas e comportamentais que ela se submete. É uma personagem que senti raiva, que fiquei abismada com a frieza, e que senti, acima de tudo, pena.

As pessoas tendem a achar sempre o pior de você, principalmente quando você é mulher, ainda mais nos anos 50. Os tabloides a tem como fútil, assim como a maioria das pessoas, mas não conseguem se afastar e buscar cada notícia e oportunidade para vê-la e falar dela. A grande questão da mídia é descobrir quem, entre os sete maridos, foi seu verdadeiro amor. E essa descoberta é a mais linda e dolorosa de todo o livro. Essa história nos mostra a mulher Evelyn, que erra e tem medo, que sofre e que se orgulha do seu trabalho. A mulher por trás das lentes.

Monique acabou um casamento há pouco tempo, sente perdida e desmotivada. O encontro com Evelyn abre portas dentro dela que precisavam ser abertas. Tudo que ela escuta e aprende toma forma dentro do seu coração, e, no final do encontro das duas, ela é uma nova mulher. Não só porque entende a escolha de Evelyn em chamar especificamente ela, mas também porque aprende a se impor, a amar a si mesma, não aceitar migalhas e correr atrás do que quer. Ela não acredita no seu potencial e se auto sabota várias vezes. Vi-me nela mais vezes do que consigo contar. Evelyn a impulsiona e a ensina mesmo que seja na base do ódio.

Eu amei a representatividade, sexual e racial que existe no livro. Claudia é uma mulher negra, Evelyn é cubana e tem a sua pele morena. Os amigos que ela faz durante a vida são raros, ainda mais nesse contexto que ela escolher viver, mas os poucos são mitos bem cuidados. Evelyn quebra regras do moralmente aceitável incontáveis vezes por eles e por ela. Eu chorei em várias passagens, me senti cada vez mais entretida conforme lia. 

Não é uma história com grandes reviravoltas, é uma história de drama puro, com personagens reais e sofridos, com pensamentos ruins e atitudes questionadoras. Mas é também um livro sobre o amor e suas infinitas formas, sobre escolhas e o aprendizado de viver com elas. O hype envolta desse livro, para mim, pelo menos, era real. Essa foi uma das últimas leituras do ano, e fiquei muito feliz de ter finalizado 2019 com a Evelyn e a Monique.

 

Título: Os sete maridos de Evelyn Hugo (exemplar cedido pela editora)
Autora: Taylor Jenkins Reid
Editora: Paralela
Páginas: 354
Ano: 2019
Compre: aqui

Comentários via Facebook

14 Revelaram sentimentos:

  1. A autora que já estava sendo elogiada demais por seu livro Daisy Jones, já vem sendo mais elogiada ainda por este novo trabalho.
    Não somente por trazer representatividade,mas por trazer uma personagem tão real, tão forte e tão intensa.
    E não falo isso somente pela luta dela com ela mesma, mas pelo drama, pela intensidade da vida!!
    A capa deste livro é linda e eu preciso urgente conhecer e me apaixonar pelas letras da autora!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Angela,

      To doida para ler esse outro livro dela! Tem muito drama realmente, demais. Acompanhar a vida da Evelyn, é intensa, certeza que você vai gostar!
      Bjs

      Excluir
  2. Olá! O livro parece ser ótimo, já estava curiosa para conhecer a escrita da autora pelo seu livro anterior, acompanhei a divulgação de seu lançamento pelo twitter, e estou bem curiosa (tipo bem curiosa mesmo) para descobrir a razão da escolha dessa repórter específica (já tenho vários palpites), acredito que vai ser uma experiência incrível acompanhar a vida de Evelyn Hugo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Elizete,

      Acho difícil você adivinhar sobre a repórter, eu não desconfiei nada! Espero que consiga fazer a leitura em breve!

      bjs

      Excluir
  3. Jessica!
    Só escuto bons comentários sobre esse livro.
    Delícia ver personagens tão bem contruídas, parecem reais.
    Bom quando um livro traz grandes aprendizados mostrando a vida de uma personagem, mesmo que ficticia, de grande evidência em sua época.
    Seus amores, seus revéses na vida, suas dores e tudo isso ainda bem escrito, de uma forma que é impossível deixar de ler.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Rudy,

      Leia assim que puder, a Evelyn é muito real, erra muito, se arrepende, e ama de forma intensa. foi maravilhoso acompanhar sua história!
      bjs

      Excluir
  4. Oi, Jéssica
    Nossa esse livro está sendo muito indicado, falado. Participei de um monte de sorteio dele e não ganhei.
    Mas estou de olho quando abaixar o preço eu compro, o frete sai caro.
    Li muitas resenhas do livro, mas a sua esclareceu um pouco do mistério entre Evelyn e Monique.
    Evelyn teve algumas atitudes que dão raiva no leitor, mas ela parece ser uma pessoa que sofreu também, só lendo para ter certeza.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Luana.

      Sim, o livro tá super no hype. Fica de olho porque já vi algumas promos boas dele, em ebook também, se gostar.
      Evelyn sofre demais, viu? Mas as coisas foram frutos da suas escolhas. nem sempre coerentes. Espero que consiga fazer a leitura em breve!

      bjs

      Excluir
  5. Olá! ♡ Esse foi um dos livros que mais vi as pessoas elogiarem, e com razão! Parece o tipo de história que nos faz refletir sobre temas importantes ao passo que conhecemos mais sobre Evelyn e Monique, duas personagens que preciso conhecer.
    Adoro dramas e tenho certeza que vou me emocionar bastante com esse ♡
    Muito obrigada pela indicação! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Rayssa,

      É assim mesmo. Vamos refletindo sobre nós, e entendendo a histórias delas. Se gosta de drama, vai gostar sim.
      Beijos

      Excluir
  6. Oiii ❤ Estou muito curiosa sobre esse livro, já que até agora só vi elogios acerca da escrita da autora e a premissa de uma estrela de Hollywood escolher alguém não "importante" para escrever sua biografia chamou minha atenção.
    Quero saber porquê Evelyn escolheu justamente Nicole para escrever sobre sua vida e sobre a relação dela com os seus sete maridos.
    Espero fazer essa leitura em breve.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Rayane,

      Fiquei bem surpresa quando descobrimos o porque da escolha. Os elogios valem a pena, a história é maravilhosa.
      Beijos

      Excluir
  7. Olá!
    Lembro de ter lido algo relacionado ao livro e gostei da trama. Ao reler novamente foi deixando eu com mais curiosidade a ainda pela autora. A premissa é muito boa e a forma de como ela conta a vida dessa personagem famosa me deixa curiosa. Espero ler logo!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  8. Eu nem me lembro como foi que eu soube do lançamento desse livro mas acabei comprando ele em e-book por impulso e infelizmente ainda não li mas a sinopse me chamou muita atenção já que não é nada do que eu sou acostumada a ler

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.

Editoras parceiras

Instagram

© Revelando Sentimentos | Resenhas de livros – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in