Resenha: Sessão da meia-noite com Rayne e Delilah

Por Je Vasques •
17 janeiro 2020

Finalmente li Jeff Zentner. O autor de Juntos somos eternos está na minha lista faz bastante tempo, pelos incontatáveis elogios que são feitos a ele e a sua forma de escrever para os jovens. Sessão da meia-noite é seu novo livro, e conta a história da Josie e da Delia. Toda sexta à noite elas apresentam um programa de terror na TV local. Elas incorporam personagens e falam sobre filmes de terror clássicos e ruins. Delia é uma amante de filmes de terror, ela assistia com o pai, e mesmo quando ele foi embora, ela continuou assistindo. Já Josie, não gosta tanto assim de terror, mas uma coisa ela sabe: quer trabalhar na TV desde sempre, mas, para isso, provavelmente terá que sair da cidade e deixar Delia para trás.

Esse foi um livro divertido de se ler. As protagonistas são bem diferentes em questão de personalidades e de estrutura familiar. Delia tinha uma boa relação com o pai, ele era um grande cara na mente dela. Até o dia que ele foi embora, deixando ela e sua mãe sozinhas. Arrumar emprego é difícil, elas moram em um trailer, e a mãe dela faz o melhor que consegue. Delia não consegue entender e aceitar porque o pai foi embora, por mais que tente, essa é uma questão que ela precisa resolver. Gostei dessa parte, pois curto um drama. Como parar de pensar que a culpa do pai ter ido embora não é dela? Se eles tiveram tantos momentos bons, por que ele foi embora? Aqui temos uma jovem e uma mãe que lutam contra a depressão, apesar dessa parte ser apenas descrita e não aprofundada. Por causa dessa doença, elas tiveram muitos dias ruins e, por isso, Delia tem certeza que o pai foi embora por culpa dela.

Josie tem uma família fofa e estruturada. Sua mãe arranjou um estágio para ela em um programa de TV, mas ela não consegue se decidir se aceita ou não, e não se sente feliz em deixa Delia para trás. A personalidade dela é bem menos complicada, apesar de ela ter os medos clássicos do fim da adolescência; qual faculdade fazer, se namora ou não, e se a amizade feita no colegial vai durar para a vida toda. Coisa que, geralmente, costuma ser bem difícil. Ela se esforça para amar filmes de terror tanto quanto Delia, mas a amizade delas é o que realmente importa para ela, é só o que quer manter.

Os diálogos desse livro são um caso à parte. Delila e Josie tem uma forma muito peculiar para conversar. Os diálogos são bizarros, começam em uma coisa normal e de repente, estão se fazendo perguntas doidas. Principalmente Josie. Achei fofo o romance, apesar de ter achado rápido. E fiquei com muita raiva do final e do encontro que finalmente acontece. Mostra como assumimos culpas desnecessárias e como algumas pessoas são, simplesmente, péssimas e covardes.

Outro encontro que acontece é com um produtor famoso, e essa parte inteira é absurda. Eu não sei até que ponto as pessoas são inocentes, porque esse encontro é de uma inocência sem cabimento. Elas já têm 18 anos, mas tem umas atitudes bem estranhas que não acompanham a idade. Como primeiro contato com o autor, não fiquei muito impressionada, mesmo achando divertido. Gostei do drama, mas, tirando isso, achei um pouco cansativo. Mas amei demais o final, eu amo a mãe da Delia. E gostei da mensagem sobre família, sobre buscar seu sonhos, mesmo se isso significar deixar algumas coisas para trás.

Título: Sessão da meia-noite com Rayne e Delilah (exemplar cedido pela editora)
Autora: Jeff Zentner
Editora: Seguinte
Páginas: 408
Ano: 2019
Compre: aqui

Comentários via Facebook

10 Revelaram sentimentos:

  1. JE!
    Devo confessar que não é o tipo de programa que costume assistir e talvez por esse motivo, não leria o livro, mesmo falando das diversas formas de amor, e principalmente do amor de amizade. Esse excesso de humor também não me agradaria muito.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei o novo layout.
      cheirinhos
      Rudy

      Excluir
    2. Oie Rudy,

      Eu também não assisto nada de terror, mas o livro é ate divertido! Mas realmente tem muita piada,talvez você não goste! Que bom que gostou do blog novo! :)

      Bjs

      Excluir
  2. Ainda não conheço as letras do autor, mas este lançamento tem dividido opiniões e eu particularmente amo quando isso acontece!rs
    Quando um livro toca um leitor de um jeito e outro, de outro jeito.
    Me parece que mesmo com o enredo bem juvenil, as personagens não conseguiram acompanhar tudo isso. Meio que ficaram bem abaixo.rs
    Pela diversão? Se puder, lerei!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    P.s(amei a nova carinha do blog, ficou tudo lindo)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Angela.

      É bem juvenil sim, as personagens não parecem ter 18 anos. Mas é divertido sim, talvez goste mais da leitura do que eu! Super feliz que gostou da cara nova do blog :)

      Beijos

      Excluir
  3. Olá!
    Não conhecia o autor e ao ler a resenha fiquei curiosa por sua escrita. O livro traz uma premissa muito boa e um drama familiar que há na historia. Fiquei um tanto curiosa pelo final das personagens e o desfecho.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  4. Olá! O livro tem alguns aspectos que não me agradam tanto, mas ainda assim essa é uma leitura que quero muito fazer! Achei a premissa bem interessante e estou curiosa para conhecer mais Delia e Josie, que parecem personagens bem bacanas, apesar de algumas de suas atitudes não condizerem com suas idades.
    Como também curto drama, acredito que vou gostar da leitura <3
    Obrigada pela indicação! Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá! Esse parece ser um livro cheio de emoções, daqueles que, com certeza, a gente normalmente ama, ainda não tive a oportunidade de ler os demais livros do autor, mas fiquei empolgada com esse e já quero conhecer mais sobre o seu trabalho. Me identifiquei com as conversar dessas duas eu e minha irmã somos bem parecidas, começamos falando de determinado assunto e depois de um tempo já estamos viajando pelo mundo cósmico (risos). E é claro que fiquei curiosa com esses encontros e desencontros, além do desfecho dos personagens.

    ResponderExcluir
  6. Oiii ❤ Ainda não li nada do autor, ainda não tinha ouvido falar sobre sua escrita antes desse livro ser lançado.
    Gostei que apesar de ser um livro com temas importantes, é uma leitura leve e que fala sobre essa fase da vida.
    É bem irreal que duas pessoas de 18 anos não ajam de acordo com a idade, isso deve incomodar durante a leitura.
    Mas ainda assim, gostaria de fazer essa leitura.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  7. Olá, Jéssica
    Li apenas um livro do autor que foi Dias de despedida, que gostei.
    Pelo que percebi os livros dele divide as opiniões, o jeito é ler sem expectativas.
    Mas ele aborda família, amizade temas que podemos refletir sobre nossa vida e todas nossas conexões com família e amigos.
    Estou muito curiosa para ler, beijos.

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.

Editoras parceiras

Instagram

© Revelando Sentimentos | Resenhas de livros – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in