Resenha: Os garotos dinamarqueses que desafiaram Hitler

Por Naty Araújo •
30 março 2020

O que mais gosto da Vestígio é o fato de publicarem histórias sobre a Segunda Guerra Mundial, o que sou apaixonada. Quando faço a solicitação dos livros, eu nem me preocupo se vou gostar ou não, pois sei que eles arrasam nesse gênero. Neste aqui, temos uma história pequena, mas que transmite uma lição profunda, com ensinamentos que levamos para a vida toda.

O que você faria se visse o seu país ser invadido? Talvez não fizéssemos nada, mas o país vizinho se fecha para a invasão dessa nação estrangeira… E o seu país libera tudo, pode tudo e qualquer semelhança com o nosso caso pode ser considerado mera coincidência.

Inconformado com a situação e envergonhado com os líderes de seu país, que se renderam sem resistência aos ocupantes alemães na Segunda Guerra Mundial, o jovem dinamarquês Knud Pedersen, de 15 anos, junto com seu irmão mais velho, Jens, fundou o Clube Churchill. Esse grupo é composto por adolescentes e tem como objetivo praticar atos de sabotagem, despertando a fúria dos alemães, que acabaram identificando e prendendo os garotos. 

Tudo o que o Clube realizou não foi em vão, pois acabou ocasionando uma resistência generalizada na Dinamarca. Esses garotos fizeram o que adultos não tiveram a coragem de fazer, afinal, alguém precisava lutar para não abrir mão da liberdade, para evitar perdas e maiores sofrimentos. Esse grupo se tornou um exemplo, foi um grito dinamarquês da não aceitação das tropas alemãs comandadas por Hitler, um grito de indignação e esperança.


Coragem, ousadia, resiliência… São diversas emoções, sensações e lições de vida que essa história apresenta. É um excelente livro para ser lido nesse período que estamos passando, um período que precisamos fazer a nossa parte, nos preocuparmos com o próximo e refletirmos nossas ações, um tempo que estamos em guerra, mas não uma guerra física e sim com algo que não podemos ver, não podemos tocar. Uma guerra contra um vírus e contra nós mesmos, afinal, precisamos ter consciência. Recuar é a melhor forma de atacar, de nos proteger. Essa história nos faz pensar tantas coisas e percebemos o poder de uma união.

É um livro que merece ser lido por qualquer pessoa, qualquer idade, com uma temática forte, não é uma leitura cansativa. Indico a obra, aproveitem e comprem o e-book para lerem nesse período.

Um detalhe interessante é que no início o autor procurou Knud para escrever a sua história e ele disse que uma pessoa já escreveria. E assim passou-se um tempo… Hoose decidiu entrar em contato e ver como estava o andamento do livro e não tinha dado certo. Knud e Hoose se encontraram e então ele começou a escrever a sua obra. Porém, Knud já estava numa idade delicada e enfim, ao finalizar o livro, Knud recebeu seu exemplar, distribuiu aos parentes e disse adeus a esse mundo, mas as suas atitudes ficarão para sempre em nosso coração. Knud será sempre um exemplo de homem para todos nós!


Título: Os garotos dinamarqueses que desafiaram Hitler (exemplar cedido pela editora)
Autor: Phillip Hoose
Editora: Vestígio
Páginas: 224
Ano: 2019
Compre: aqui

Comentários via Facebook

11 Revelaram sentimentos:

  1. Oi!
    E viva nossa juventude, quem têm mais voz ativa que muitos adultos!
    Me emocionei com os últimos momentos do Knud...

    ResponderExcluir
  2. Oi, Naty
    Nossa, realmente a historia do Knud nos marca.
    A segunda guerra mundial foi muito triste e impactante. Sempre leio livros sobre essa época, porque a gente precisa compreender e conhecer para não deixarmos se repetir.
    E hoje, com esse vírus, percebemos o poder da união, de lutarmos juntos.
    Assim que der lerei!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. oi Naty
    apesar de não ler com muita frequencia fatos relacionados a segunda guerra tenho certeza de que é uma leitura inesquecivel
    é sempre doloroso lembrar desse periodo sombrio da humanidade mas tambem não podemos esquecer
    com certeza é um livro que merece ser lidos por muitos
    eu quero ler sim

    ResponderExcluir
  4. Olá! Também gosto muito de ler livros que retratem essa época tão vergonhosa da humanidade, e concordo que essa é uma leitura muito necessária nos dias de hoje, quando estamos enfrentando não só um vírus, mas a resistência de muitos em entenderem que é preciso nos preservar, não pensar apenas em si, mas em todos, para conseguimos vencer essa batalha.

    ResponderExcluir
  5. Naty!
    Gosto muito de livros sobre essa época
    Não sabia o grande feito desses garotos, porém merecem mérito e fiquei curiosa em poder ler.
    DEve ser um livro inigualável.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Um livro que retrata uma época fria dessa é interessante. Tenho tido muita curiosidade e procurando livros dessa época. Fiquei interessante pelo livro e tem uma boa premissa.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  7. Eu também sou apaixonada no gênero e não há como negar que o trabalho da Editora é sempre impecável.
    Primeira resenha que leio deste livro e claro que já preciso dele em mãos o quanto antes.
    Acredito que tudo que for escrito ou feito em matéria de cinema, nunca será suficiente para retratar em totalidade o que foi vivido nesse tempo tão turvo da nossa história.
    Já vai para a lista dos mais desejados!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  8. Quantas emoções e aprendizados Knud! É tão comum os jovens serem rotulados por não possuírem resiliência e persistência, mas percebe-se que ele é uma bela exceção à regra, principalmente pelo período vivido, enfrentar uma guerra deve ser devastador. Não sei se tem o livro físico, mas essa é uma história que merece destaque na estante.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Naty
    Nossa já estou ficando repetitiva, mas adoro livros com esse tema.
    Sua resenha é a primeira que leio e confesso que estou mega curiosa para ter/ler.
    Precisou dos adolescentes agir para a população ver o que os alemães estavam fazendo no seu país. Entrevistar e conversar com alguém que sobreviveu a todo esse horror deve ser emocionante.
    Claro que necessito do livro em mãos, beijos.

    ResponderExcluir
  10. Gostei bastante do artigo de hoje, sempre estou aqui acompanhando seu blog. Tenho aprendido muitas coisas legais aqui.

    Beijos 😘.

    Meu Blog: Blog da Edy

    ResponderExcluir
  11. Gostei dessa resenha, gosto da temática apresentada. Mesmo não conheçendo pouco do livro, chamou minha atençao e vou ler futuramente.

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.

Instagram

© Revelando Sentimentos | Resenhas de livros – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in