Resenha: O Rei das Cinzas

Por Fabio Pedreira •
03 agosto 2020

Vingança a longo prazo
Durante muito tempo Têmbria era governada por cinco grandes reinos. Isso durou até que o Rei Steveren Langene fosse traído e morto por Lodavico Sentarzi. No meio da guerra que culminou com a morte de Steveren e sua familia, estava Daylon Durmarch, o barão de Marquensas e grande amigo de Languene. O fato interessante era que apesar da amizade dos dois, Daylon foi pego de surpresa nessa empreitada, não deixando alternativa a não ser marchar a favor de Lodavico e se juntar às tropas traidoras.

Mas uma oportunidade de vingar a morte do amigo aparece. Reza a lenda que quando o último dos Jubardentes fosse morto o mundo iria acabar. Como isso não aconteceu, talvez exista ainda um descendente vivo. Isso se prova verdade quando, após a batalha, um bebê é deixado na tenda de Daylon, e, sem saber, o que fazer ele o envia para uma nação secreta, onde jovens são treinados para se tornarem os melhores assassinos do mundo. Porém, Daylon tem uma condição… ao se tornar adulto, o jovem deve retornar e se apresentar pra ele.

Se você acha que isso é spoiler, fique tranquilo porque é só o prólogo do livro. O rei das cinzas é o primeiro volume da trilogia da saga dos Jubardentes. E logo após todos esses eventos vamos conhecer os reais protagonistas da história, Hatu e Declan.

Hatu é o bebê encontrado. Apesar dele não saber, nós sabemos porque é bem óbvio e não tem segredo nenhum nisso aí. Como o livro é dividido em capítulos com pontos de vista, nos capítulos de Hatu nós vamos conhecer mais sobre seus treinamentos e como funciona a nação secreta de assassinos, até que coisas aconteçam e mude seu destino. Já Declan é um jovem aprendiz de ferreiro que também tem sua vida virada de cabeça para baixo quando a pequena vila que ele mora é atacada por contrabandistas forçando assim ele e outros a fugir. Como seu mestre fez uma promessa no passado, Declan se vê de certa forma obrigado a cumpri-la.


A personalidade dos dois são bem opostas, enquanto Hatu tem sempre uma raiva crescente dentro dele, Declan é bem mais tranquilo e menos impulsivo. Porém, os dois tem qualidades que os tornam únicos. Claro que devido ao seu treinamento mais amplo, Hatu tem algumas habilidades extras e essa sua raiva é explicada em determinado momento do livro.

Aliás, como eu disse antes, esse é o primeiro livro de uma trilogia, então ele é muito mais introdutório. Não vá esperando um livro cheio de ação. Se você for com essa intenção é bem provável que se decepcione. Mas ao mesmo tempo não entenda errado, pois não é porque o livro não tenha muita ação que ele seja ruim, pelo contrário. O rei das cinzas é uma história muito envolvente e que tem um mundo muito bem criado, sendo uma alta fantasia de qualidade. Já li outro livro do autor (Mago: Aprendiz) e sei como ele constrói mundos muito bem.

Apesar desse detalhe, de talvez para alguns ele demorar um pouco de engrenar, eu digo que vale a pena insistir. Muita coisa interessante acontece, principalmente referente a Hatu. Um clímax na história vai sendo construído a ponto de deixar você bem intrigado para o que pode acontecer no próximo livro.

Outra coisa que me pegou de surpresa foi que apesar de eu ter achado inicialmente que não, o livro conta sim com um sistema de magia. Ela leva um pouquinho de tempo para ser introduzida mas acaba aparecendo eventualmente, não só ela como também a existência de outros seres que com certeza vão se expandir nos próximos volumes.

Recomendo essa fantasia para todos os fãs do gênero. Quem gosta pode ir sem arrependimento, mas como eu disse, quem está acostumado com uma leitura frenética, vá com calma. Tirando isso, acho que não vai se arrepender. E agora torcer para a Harper Collins lançar o segundo, que saiu lá nos EUA esse ano.
Título: O Rei das Cinzas
Autor: Raymond E. Feist
Tradução: Ana Cristina Rodrigues
Editora: Harper Collins
Páginas: 512
Ano: 2018
Compre: aqui

Comentários via Facebook

14 Revelaram sentimentos:

  1. Eu gosto demais do trabalho da Harper. A fonte deles normalmente é bem confortável e meus olhos agradecem! rs
    Eu também gosto demais de personagens que tem essa raiva dentro de si. Por muitas vezes, a explicação para isso é até fácil, em outras(eu sinto que nessa fantasia é) é bem mais complexa a explicação.
    Como você mesmo disse, é apenas o primeiro livro. Agora é torcer pelas continuações e com certeza, este primeiro é um livro que vai para aquela listinha interminável de desejados!!!

    Beijo, Fábio!
    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Angela

      Eles fazem um bom trabalho mesmo. kkkkk O nosso, ninguém merece letras pequenas. Ele tem essa raiva, mas felizmente não tem aquele drama que as vezes tem em livro teen. Olha, até que é simples kkkkkk. Espero que consiga ler um dia e goste. Você pode gostar.

      Bjs =*

      Excluir
  2. Fábio!
    Bom ver que é uma fantasia e que tem um sistema de magia envolvido, gosto aioda mais de livros assim.
    Bom ver que o livro apesar de tão grande, tem uma escrita fluida e envolvente que faz o leitor ficar grudadinho até acabar.
    Adoro livros que tem mapas, fica mais fácil de localizar.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rudy

      Eu também gosto bastante assim. Sim, a escrita é bem importante nesse momento. Recomendo. Também adoro mapas, o desse livro é muito bem feito.

      Bjs

      Excluir
  3. Oi Fábio!
    Acho que já disse por aqui que Fantasia não é meu forte! Mesmo assim reconheço uma boa premissa do gênero.
    E o Rei das Cinzas tem ótimos elementos de uma boa fantasia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Chelle

      Acho que já, mas fica a dica ai pra quando quiser arriscar algum, já sabe onde pegar as dicas kkkkk.

      Excluir
  4. Não é o tipo de leitura que costumo fazer, mas acho muito interessante ver o final dessas guerras entre reinos, das confusões (as vezes desnecessárias) e até onde as pessoas estão dispostas a ir pelo poder ou para defender sua família... Agora, acompanhar tooodo o desenvolver é que não me prende muito. Talvez um dia eu dê uma chance, pois se não gostar, é só uma trilogia e não aquelas séries enormes. Acho interessante a parte da magia também, talvez eu deva começar a ler fantasias hahah.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Amanda

      Olha, sou suspeito pra falar, mas recomendo muito fantasia. Tem muito livro bom e de todo tipo que você possa imaginar. Com certeza deve ter alguns que vão te agradar bastante =D. Não sei se começar por esse seria uma boa kkk. Mas tem outros que sim, tipo The Witcher.

      Bjs =*

      Excluir
  5. Olá! Com certeza mais uma bela série para conferirmos hein, o enredo é bastante intrigante, e pelo visto a história é daquelas que nos prende de tal maneira que não vamos conseguir largar o livro, e por isso, claro que já fiquei doida para ler, já que parece que ainda haverá muitas coisas a serem exploradas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Elizete

      Olha, eu fiquei grudado viu. Não parei de ler hora nenhuma kkkk. Apesar do ritmo mais lento é bom demais. Recomendo =D. O segundo livro é cheio de potencial.

      Excluir
  6. ola Fabio
    não é um genero que me atrai tanto mas o curioso é que gosto de series de fantasia .acho que entre fantasia e terror eu prefiro fantasia .já fiquei curiosa para saber o que vai acontecer no segundo volume .rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Eliane

      Olha ai a oportunidade. Se gosta de series do tipo, com certeza você vai adorar os livros do gênero. São muito bons e bem completos.

      Excluir
  7. Tenho muita vontade de ler esse livro, o que me desanima é que fantasia não é meu gênero preferido, mas por tudo o que li, vale a pena dar uma chance para esse livro.

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Não tinha conhecimento desse livro, mas parece ter uma trama muito bem envolvente. Fiquei um tanto curiosa por ela mas ultimamente estou fugindo de serie ultimamente, já basta a que tenho iniciadas e nem se quer terminei. kkk

    Blog: Tempos Literários

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.

Instagram

© Revelando Sentimentos | Resenhas de livros – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in