RESENHA: SOBRE A VERDADE

Por Maiani •
05 dezembro 2020

Sobre a Verdade é uma coletânea de textos de George Orwell retirados de cartas, romances, ensaios e reportagens, cujo tema é a verdade. Que o autor conseguiu ultrapassar as barreiras do tempo e se tornar atemporal - não é novidade para ninguém. Ao ler esses textos a gente passa a imaginar se ele de alguma forma conseguia prever o futuro ou, se a humanidade caminha em círculos mesmo (chega a ser triste e assustador perceber que ideias e ideais da época de Hitler, por exemplo, estão em voga na atualidade). 

Esse não é um texto acadêmico, não possui referências ou embasamento científico, apenas as percepções do autor sobre o período e as situações que viveu. Orwell era de esquerda, acreditava no socialismo, porém, era totalmente contra qualquer forma de autoritarismo, após essa leitura fica ainda mais perceptível seu posicionamento. Nos textos vemos suas críticas às desigualdades sociais, classes dominantes e a exploração oriunda do imperialismo, além do debate sobre os problemas da esquerda. 
“Todos acreditam nas atrocidades do inimigo e duvidam daquelas cometidas por seu próprio lado, sem nem se darem ao trabalho de examinar as evidências.” 
Assim como em A Fazenda dos Animais (1945) e 1984 (1949), esse livro explicita que a verdade é uma construção histórica, composta por camadas, oriunda de trocas de ideias e debates, requer esforço, atenção e crítica. Por esse motivo, ela é a primeira a ser atacada por governos totalitários, que minam sua circulação e as manipulam da forma que lhes convém. Outro ponto de crítica se refere aos jornais que espalham mentiras, ‘a história sendo escrita não em termos do que aconteceu, mas do que deveria ter acontecido de acordo com várias ‘linhas partidárias’, o autor expressa seu medo de que as mentiras possam ser incorporadas à história. 

“Uma das piores coisas da sociedade democrática nos últimos vinte anos é a dificuldade de qualquer conversa ou pensamento franco” 
O livro aborda diversos temas, como em regimes totalitários a ciência deixar de ser um fato e passa a ser entendida apenas como uma narrativa. Em vários momentos nos deparamos com seus pensamentos sobre liberdade de expressão e intelectual. Critica abertamente pessoas que utilizam desculpas para defender o indefensável ou suavizar atos inescrupulosos. Em certas partes os textos se mostram datados, visto que em sua maioria são artigos jornalísticos que fazem crítica ao período histórico, porém, não reduz sua capacidade de adequação aos tempos atuais. Orwell se mostra obcecado com a verdade, um crítico da esquerda, defensor da equidade social e aberto ao debate saudável e necessário para a construção da verdade. 
“Hitler pode dizer que os judeus começaram a guerra, e, se ele sobreviver, essa será a história oficial” 
Assim como em outras obras do autor, esse compilado de textos serve como um empurrão para que nós procuremos por mais e não aceitemos aquilo que nos é dito como verdade. Em época de fake News e pós-verdade se faz necessária uma análise crítica das informações, não encarar tudo como uma dicotomia, os inimigos contra nós, algo que acontecia durante a Segunda Grande Guerra e infelizmente permanece até os dias atuais. Leitura mais do que recomendada.


Título: Sobre a verdade (exemplar cedido pela editora)
Autor: George Orwell
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 208
Ano: 2020
Compre: aqui

Comentários via Facebook

9 Revelaram sentimentos:

  1. Maiane!
    Essa é uma característica do autor: mostrar como a forma política em qualquer época que se passe o livro,deve ser questionada, talvez por ele ter o socialismo incutido em sua forma de analisar a vida.
    Deve ser um livro enriquecedor e quero poder ler.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  2. Eu conheço tão pouco de George que dá até vergonha. Mas todo mundo sabe sim, da grandiosidade desse homem atemporal.
    E o mais gostoso é isso, suas obras terem sido escritas há tempos e mesmo assim, serem atuais. Como se ele prevesse o futuro.
    Adorei isso de trazer cartas, textos e mensagens sim.
    Por isso, já vai pra listinha de desejados!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  3. Li recentemente À Revolução dos Bichos e foi uma leitura ácida, repleta de críticas, que se encaixam perfeitamente nos tempos atuais. E olha que ele foi escrita lá trás e continua super atual.
    Com certeza Sobre A Verdade, tem muitas verdades, algumas delas duras demais.

    ResponderExcluir
  4. Meu deus eu quero ler esse livro, nem sabia dele!!! Eu acho que ele nao conseguia prever nada nao, a humanidade que caminha em círculos mesmo. Li em algum lugar, falando sobre politicas conservadoras extremas, que isso vai e vem infelizmente, pode ficar um tempo sem aparecer, mas um dia ela volta, entao tudo se repete de algum modo sendo diferente. Quero muito ler esse livro!

    ResponderExcluir
  5. Eu adoro livros assim que fazem a gente refletir conceitos que ainda nem estão completamente desvendados. A história com certeza é contada pelo lado que mais tem privilégio e que é ouvida primeiro, muitas histórias por aí nunca e nem serão conhecidas. Achei a resenha incrível. Desperta muito a vontade de ler :)

    ResponderExcluir
  6. Esse autor é mesmo atemporal, o que eu acho incrível. Quero muito ler algo dele algum dia. Algumas partes do livro devem ter mesmo ficado datadas, mas deve ser interessante de se ler mesmo assim.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. OLA
    achei incrivel o que voce resenhou sobre esse livro e esse autor . realmente a humanidade caminha em circulos nada mudou ,se naquela epoca o autor se mostra obsecado com a verdade ,imagino se ele vivesse hoje onde não sabemos mais quem diz a verdade ...

    ResponderExcluir
  8. Esse é um autor que tenho muita curiosidade em ler. Gostei da resenha e o que representa esse livro e os fatos que da outra percepção. Gostaria muito de ler futuramente.

    ResponderExcluir
  9. Olá! 1984 vai ser minha primeira leitura do ano, e já li um livro do autor, por isso, sei bem como é assustador se deparar com passagens escritas há tanto tempo, mas que faz total sentido nos dias de hoje, estou bem curiosa com esse livro em si e espero ter a oportunidade de conferir mais uma baita leitura em breve.

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.

Instagram

© Revelando Sentimentos | Resenhas de livros – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in