Resenha: Foundryside

Por Je Vasques •
11 outubro 2021

Sabe quando você termina um livro e sabe que ele foi o melhor do ano? Que vai precisar de muito para bater essa leitura? Esse foi o caso de Foundryside para mim. Essa é uma história de fantasia com ficção científica. Tudo nesse mundo foi novo e original para mim, e isso já um ponto muito grande, pois é difícil ler coisas tão diferentes assim.

Nesse mundo, tudo é inscrito, a base de toda a sociedade vem dessa magia chamada inscrições. Tudo que você pode imaginar funciona com essa magia, da luz que existe em algumas casas até as carroças funcionando. Não existem cavalos levando essas carroças, existe essa inscrições que são palavras dotadas de magia, falando de uma forma bem simples, que ensinam o que aquele objeto deve fazer.

Então essa carroça teve as rodas inscritas para entenderem o sentido e a velocidade que precisam girar. O prédio, que tem sua base de madeira podre e que poderia cair a qualquer momento, teve essas madeiras inscritas para acreditarem que na verdade não estão podres e não vão cair pois estão, na verdade, em ótimo estado. O portão está inscrito para abrir somente com uma chave ou em um determinado horário. E assim como tudo.


Sancia é nossa protagonista, e ela é uma ladra. Mas não uma ladra qualquer, ela é a melhor no que ela faz, pois tem um poder que lhe dá uma vantagem considerável. Sancia consegue escutar inscrições. Ela consegue tocar em uma parede e a parede lhe conta como foi construída, quais as lembranças que ela tem. Também lhe conta quais são seus pontos fracos, por onde uma ladra pode entrar, e quem está naquela construção. Quantas pessoas estão ocupando aquele espaço?

Sancia usa essa habilidade para sobreviver em uma sociedade completamente desigual. Ela vive na periferia, pois não teve sorte de fazer parte de uma casa fundadora. Existem quatro, e elas detêm todo o poder das inscrições. Essas quatro casas vivem em bairros murados chamados Campos, onde existe comida, água e vida decente. Quem tem contatos, dinheiro e oportunidades, mora dentro de algum Campo. Mas quem não tem, como Sancia, precisa se virar como possível.

A vida de Sancia está prestes a mudar quando ela aceita o maior trabalho que já fez. A fortuna que vai receber por ele vai mudar sua vida, e conseguir com que ela faça a cirurgia que vai tirar dela o poder de ouvir inscrições. Ela está exausta, não consegue tocar em nada com a mão descoberta pois escuta tudo, e só quer que isso termine. Só que algumas coisas dão errado e ela se vê fugindo junto com um amigo e prestes a descobrir que as inscrições são muito mais do que ela imaginava.


É muito difícil falar desse livro, achei difícil no meu vlog e é mais difícil ainda escrevendo. Mas acreditem em mim quando digo que não falei nem a metade do que esse livro é. O quão grande é a história, o quanto de regras ela tem, o quanto ela cresce. Sancia é incrível, corajosa, desconfiada, inteligente. Eu amo com todo coração o Clave também, mas vou deixar para vocês saberem dele lendo o livro. Eu amo escutar ele falando sobre si, sobre seu passado, e com as inscrições. As inscrições são o ponto alto e principal do livro, entender como elas funcionam, como contorná-las, é muito legal.

Todos os personagens secundários são bem construídos, eles são apresentados de uma forma e seguem nela até o fim. Um das coisas que mais gostei é que tudo dá errado, eles fazem planos e são frustrados, algo acontece, eles precisam improvisar. Nada sai como planejado e o final é sensacional, deixando uma ponta enorme para o próximo. Tem muita coisa que a gente não sabe, muita coisa para descobrir sobre as inscrições e sobre quem criou elas. Muita coisa para a Sancia fazer, coisas para ela descobrir sobre si mesma. O livro não para um minuto, tem muita ação, muita magia, muita coisa para entender, um mundo enorme com muitos desdobramentos para vir.

Sancia também é uma protagonista não branca, assim como vários outros personagens na história. E também é LGBTQIA+. Essas são pequenas coisas que só deixam a história maior para mim. Foi um livro perfeito de capa a capa, desde escrita, até mundo, personagens, e tudo mais. Recomendo e estou ansiosa para o segundo volume.

Título: Foundryside - As Margens da Fundição
Série: Os Fundadores #1
Autor: Robert Jackson Bennett
Editora: Morro Branco
Páginas: 640
Ano: 2021
Compre: aqui

Comentários via Facebook

7 Revelaram sentimentos:

  1. Muita coisa acontecendo ao mesmo tempo mas que de alguma forma, se encaixam e fazem sentido, deixando a trama bem mais interessante

    ResponderExcluir
  2. Não conheço muitos livros de ficção científica, mas acho muito legal quando descobrimos algo que é fora do nosso comum. Achei tão legal você falar que foi uma das melhores leituras, que bom que compartilhou com a gente porque eu fiquei bem curiosa.
    Coisa boa é quando a gente se identifica com o protagonista, gosta dele, sente sua evolução. E claro, os personagens secundários também deixam seu brilho. Esse livro parece ser ótimo mesmo!!

    ResponderExcluir
  3. Representatividade! Antes de tudo, antes de todos. Que coisa mais linda ler uma resenha assim, que não entrega muito,mas que de todo os jeitos, nos convence a ir atrás do livro o quanto antes.
    Primeira resenha que leio, primeiraz vez que leio sobre Sancia e já preciso deste livro em mãos para ontem!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  4. Me empolguei com esse livro que não conhecia.
    Falar sobre magia sem repetir algo é muito difícil, pois é um assunto muito abordado. Porém dessa forma nunca li nada.
    Adorei o fato de não precisarem explorar cavalos.
    E pra completar ainda tem representatividade.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  5. Je!
    A primeira coisa que me chamou atenção foi o fato de se misturar a fantasia com a ficção e me parece que tem um enredo muito bem elaborado.
    E gostei ainda mais de saber que a protagonista é negra e tem toda uma diversidade no livro.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  6. Os livros da morro branco quase sempre são histórias com muitos detalhes e nem construídas em algumas muitas páginas, gosto disso.

    ResponderExcluir
  7. Olá! Uau, mesmo eu que não curto muito o gênero e geralmente torço o nariz para livros assim, fiquei empolgada ao terminar de ler a resenha, o livro tem de tudo e pelo visto é daquelas leituras que marcam, sem falar nessa edição maravilhosa né, que deixa tudo ainda mais interessante (risos).

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.

Instagram

© Revelando Sentimentos – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in