Especial Sexta-Feira 13

by - maio 13, 2022


Olá, pessoas! Como vão?
Quem aqui gosta de uma boa e velha história de terror? Sexta-Feira 13 pede um terrorzinho, não é? :) E foi pensando nisso que decidimos trazer um Especial para vocês!

Aqui, vou trazer algumas indicações de livros de terror e suspense que tenho na minha estante e que recomendo a leitura!

Vamos começar?


Como deixar de trazer o livro do filme Sexta-Feira 13? Impossível, né?
Essa edição da Darkside está linda e traz muitas informações sobre o filme que marcou a era do terror.

Título: Sexta-Feira 13 [Arquivos de Crystal Lake]
Autor: David Grove
Editora: DarkSide
Sinopse: Um mito impossível de matar!
Você conhece o homem atrás da máscara de hóquei. Há 35 anos, Jason Voorhees é sinônimo de terror. A lenda do assassino foi recontada inúmeras vezes em cinemas, aparelhos de VHS ou em reprises nas madrugadas da TV. Ícone supremo dos slasher films (vá dizer isso pessoalmente para Leatherface, Freddy Kruegger ou Chucky!), Jason tem um currículo imbatível no número de vítimas: 146, desde a última contagem do portal Rotten Tomatoes. Aposto que você sabe tudo sobre ele. Será?

Sexta-Feira 13 [Arquivos de Crystal Lake] é o mais novo livro da Coleção Dissecando, série da editora DarkSide® Books que revela os segredos por trás de grandes clássicos do terror, como O Massacre da Serra Elétrica e Evil Dead.

Em Sexta-Feira 13 [Arquivos de Crystal Lake] você vai entender todos os processos de criação, produção e filmagem do primeiro filme, o eterno Sexta-Feira 13, de 1980. Fotos inéditas e centenas de depoimentos dos atores, membros da equipe e de fãs que também se destacaram no mundo do terror. A cada parágrafo, você vai se sentir andando pelos bastidores das filmagens. Leia o que o astro Kevin Bacon, o diretor Sean S. Cunningham, a donzela Adrienne King, mamãe Betsy Palmer e os rivais Wes Craven e Robert Englund têm a dizer sobre esse clássico. Jason permaneceu calado.

David Grove tomou coragem para revirar os corpos empalados a machete, entre outros objetos perfurantes, e encontrou pérolas que os verdadeiros fãs não podem perder por nada.

O prefácio é assinado pelo mestre Tom Savini, responsável pela maquiagem e os efeitos especiais de qualquer bom filme sanguinolento que se preze. Incluindo, claro, Sexta-Feira 13.

Leia Sexta-Feira 13 [Arquivos de Cristal Lake] e tente não ficar na cabeça com o famoso efeito sonoro que prenuncia a chegada do assassino. Ei, o que é isso atrás de você?


A próxima dica é ninguém menos que Amityville, um clássico baseado em fatos reais e que ainda assombra muita gente. Eu amo essa história e acho os filmes incríveis!

Título: Amityville
Autor: Jay Anson
Editora: DarkSide
Sinopse: Depois de passar algumas décadas fechada, a propriedade no número 112 da Ocean Avenue no subúrbio de Nova York finalmente abre as portas para os leitores da DarkSide Books. Cercada pela natureza, com janelas amplas e uma sacada espaçosa, ela poderia ser uma casa de bairro tranquila como todas as outras, não fosse seu passado devastador e sangrento. Em 1975, George e Kathleen Lutz resolveram recomeçar a vida em uma nova residência que compraram por uma pechincha. Vinte e oito dias depois, os cinco membros da família fugiram aterrorizados, deixando a maior parte de seus pertences para trás. 

Estranhos eventos começaram a acontecer, afetando a vida dos Lutz e indicando que uma presença maligna habitava a casa. Embora tenha sido amplamente divulgada pela mídia, em especial nos jornais e nas revistas da época, muitas vezes de maneira sensacionalista, a história da casa nunca havia sido contada com riqueza de detalhes — até Jay Anson decidir reconstruí-la e transformar seu livro de não-ficção em um dos relatos paranormais mais importantes e conhecidos de todos os tempos. 

Baseado nas experiências sobrenaturais reportadas pelos Lutz durante o mês de dezembro de 1975 e o começo de janeiro de 1976, Amityville é um dos livros mais aguardados pelos leitores da Caveirinha. Por isso mesmo, muito mais do que dar apenas aquela demão de tinta, a DarkSide Books vai fazer uma reforma completa na casa, apresentando a sombria construção em detalhes, do quarto secreto no porão às verdadeiras manchas nas portas e nas paredes escondidas pelas tintas do tempo — tudo exatamente como aconteceu, com todos as entidades e vozes que habitaram o sótão, o porão e demais cômodos da casa —, em uma edição assustadora e com o cuidado quase sobrenatural da editora mais dark do Brasil.

Adaptada várias vezes para o cinema e contando também com diversos spin-offs, a história de Amityville hoje é amplamente conhecida e é considerada um dos mais importantes relatos sobre casas mal-assombradas da cultura popular.


Os Condenados é um livro extremamente forte e intenso, que te faz acelerar o coração em vários momentos da leitura.

Título: Os Condenados
Autor: Andrew Piper
Editora: DarkSide
Sinopse: Danny Orchard conseguiu enganar a morte e ganhou uma segunda chance para viver. Só que ele não voltou do inferno sozinho. Em Os Condenados, Andrew Pyper, autor do fenômeno O Demonologista, explora as conexões de amor e ódio entre irmãos gêmeos, numa história sobrenatural digna de pesadelos.

Danny passou por uma experiência de quase-morte em um incêndio há mais de vinte anos. Sua irmã gêmea, Ashleigh, não teve a mesma sorte. Danny conseguiu transformar sua tragédia pessoal em um livro que se tornaria um grande best-seller. Ainda que isso não signifique que ele tenha conseguido superar a morte da irmã. Claro, ela nunca mais o deixaria em paz. Mesmo depois de morta, Ash continua sendo uma garota vingativa e egoísta, como sempre. Mas agora que seu irmão finalmente tenta levar uma vida normal, ela se torna cada vez mais possessiva. Danny parece condenado à solidão. Qualquer chance de felicidade é destruída pelo fantasma de seu passado, e se aproximar de outras pessoas significa colocá-las em risco.

Os Condenados é o segundo lançamento de Andrew Pyper pela DarkSide Books. O autor, presente em diversas listas de mais vendidos em todo o mundo, foi consagrado por uma nova geração de leitores brasileiros, que fizeram O Demonologista ser uma das melhores surpresas em 2015. E agora Pyper promete incendiar novamente o mercado com este asfixiante thriller psicológico.


E como deixar esse clássico de fora? Essa edição de Drácula está incrível e a DarkSide como sempre entregou tudo!

Título: Drácula
Autor: Bram Stoker
Editora: DarkSide
Sinopse: Drácula, um clássico que ainda corre quente na veia de inúmeras gerações de leitores por todo o mundo e a mais celebrada narrativa de vampiros, continua a transcender fronteiras de tempo, espaço, história e memória. Mais de 120 anos após sua primeira publicação, o romance epistolar mobiliza leitores e estudiosos, confirmando o vigor perene de uma árvore cujas sólidas raízes respondem pela vitalidade de suas ramificações. Embora o famoso conde não tenha sido o primeiro vampiro literário, certamente é o mais popular, sugado e adaptado para inúmeros universos: teatro, cinema, quadrinhos, séries e brinquedos, o semblante é reconhecido até mesmo por aqueles que nunca leram o romance. Ele está em todos os lugares. 

A obra atemporal de Bram Stoker narra, por meio de fragmentos de cartas, diários e notícias de jornal, a história de humanos lutando para sobreviver às investidas do vampiro Drácula. O grupo formado por Jonathan Harker, Mina Harker, dr. Van Helsing e dr. Seward tenta impedir que a vil criatura se alimente de sangue humano na Londres da época vitoriana, no final do século XIX. Um clássico absoluto do terror, Bram Stoker define em Drácula a forma como nós entendemos e pensamos os vampiros atualmente. Mais que isso, ele traz esse monstro para o centro do palco da cultura pop do nosso século e eterniza o vilão de modos refinados e comportamento sanguinário. 

Não é de agora que os leitores clamam por uma edição de Drácula feita pela DarkSide® Books para honrar o legado do mestre Bram Stoker. Uma obra tão grandiosa quanto essa será publicada em duas versões, para nenhum vampiro colocar defeito: FIRST EDITION, com a icônica capa amarela da primeira publicação, em 1897, uma edição inédita no mercado brasileiro que eterniza o brilho e o encanto do sol, algo inalcançável diante de toda a dor da eternidade; e a DARK EDITION (da foto), dedicada aos leitores trevosos de coração sombrio. Por dentro elas carregam o mesmo conteúdo sangrento; por fora demonstram a vida e a beleza de um clássico imortal. 

Para fazer os leitores se arrepiarem, Marcia Heloisa assina a tradução e introdução de Drácula. E como sangue tem poder, o descendente direto do autor, Dacre Stoker, escreve a preciosa apresentação desta edição. Carlos Primati e Marcia Heloisa dão suas contribuições para a perpétua criatura. O leitor encontra textos de apoio que contam as relações entre a verdadeira Transilvânia e a aquela eternizada no livro, bem como a influência dos vampiros na cultura pop mundial. 

E como a DarkSide® Books sabe o que faz o coração dos vivos leitores da editora bater mais forte, apresenta também o conto “O Hóspede de Drácula”, que fazia parte do texto de Stoker, mas foi retirado da primeira publicação. Todo esse conteúdo, planejado especialmente para os darksiders que sabem que existe uma razão para as coisas serem como são, é ornamentado com as belas e poderosas imagens de Samuel Casal, premiado quadrinista e ilustrador brasileiro, que fez uma releitura deslumbrante de personagens imortais.


Um dos melhores suspenses de todos os tempos, Psicose é imortal aos meus olhos. Sou simplesmente apaixonada por essa obra e panfleto em todo lugar.

Título: Psicose
Autor: Robert Bloch
Editora: DarkSide
Sinopse: Psicose, o clássico de Robert Bloch, foi publicado originalmente em 1959, livremente inspirado no caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. O protagonista Norman Bates, assim como Gein, era um assassino solitário que vivia em uma localidade rural isolada, teve uma mãe dominadora, construiu um santuário para ela em um quarto e se vestia com roupas femininas. 

O livro teve dois lançamentos no Brasil, em 1959 e 1964. São, portanto, quase 50 anos sem uma edição no país, sem que a maioria das novas gerações pudesse ler a obra original que Hitchcock adaptou para o cinema em 1960. A DarkSide orgulhosamente tem o prazer de reparar este lapso, em julho de 2013, com o lançamento de Psicose em versões brochura (classic edition) e capa dura, limited edition que incluirá um caderno especial com imagens do clássico de Hitchcock. 

Uma história curiosa envolvendo o livro é que Alfred Hitchcock adquiriu anonimamente os direitos de Psycho e depois comprou todas as cópias do livro disponíveis no mercado para que ninguém o lesse e, consequentemente, ele conseguisse manter a surpresa do final da obra. Em Psicose, Bloch antecipou e prenunciou a explosão do fenômeno serial killer do final dos anos 1980 e começo dos 1990. 

O livro, junto com o filme de Hitchcock, tornou-se um ícone do horror, inspirando um número sem fim de imitações inferiores, assim como a criação de Bloch, o esquizofrênico violento e travestido Bates, tornou-se um arquétipo do horror incorporado a cultura pop.


Misery sem dúvidas é minha obra favorita do mestre do terror: Stephen King. Um livro intenso, que mexe com absolutamente todas as suas emoções. Eu não consigo nem descrever em palavras tudo o que eu senti durante essa leitura.

Título: Misery - Louca Obsessão
Autor: Stephen King
Editora: Suma
Sinopse: Misery, o clássico do terror que inspirou o filme com Kathy Bates, é uma história chocante sobre o impacto da ficção em uma mente obsessiva e a angústia do aprisionamento.

Paul Sheldon é um escritor famoso, reconhecido por uma série de best-sellers protagonizados pela mesma personagem: Misery Chastain. Annie Wilkes é uma enfermeira aposentada, leitora voraz e obcecada pela história de Misery. Quando Paul sofre um acidente de carro em uma nevasca, ele é resgatado justamente por Annie, e esse encontro entre fã e autor é o ponto de partida de uma das tramas mais aterrorizantes de Stephen King.

Insatisfeita com o final do último livro da série, a fã isola o autor debilitado em um quarto em sua casa. Com torturas, ameaças e uma vigilância persistente, ela faz de tudo para obrigá-lo a reescrever a narrativa com o final que ela considera apropriado. Considerada uma das vilãs mais assustadoras e complexas do universo King e interpretada por Kathy Bates no filme que se tornou um clássico, Annie Wilkes é a figura que faz de Misery um livro essencial.


E para fechar com chave de ouro, o meu livro de terror favorito de todos os tempos: O Exorcista.
O livro que deu origem ao clássico filme que marcou gerações é ainda mais intenso que a sua adaptação.

Título: O Exorcista
Autor: William P. Blatty
Editora: Haper Collins
Sinopse: Um clássico do terror com mais de 13 milhões de exemplares vendidos. Uma obra que mudou a cultura pop para sempre, O exorcista é o livro que deu origem ao maior filme de terror do século XX. Quatro décadas após chocar o mundo inteiro, a obra-prima de William Peter Blatty permanece uma metáfora moderna do combate entre o sagrado e o profano, em um dos romances mais macabros já escritos. O mal assume várias formas. Seja com monstros, fantasmas ou demônios, tanto a literatura quanto o cinema sempre foram bem-sucedidos em representar a essência do nosso lado mais reprovável. 

O exorcista, no entanto, conseguiu superar qualquer outra obra do gênero. Inspirado no caso real do exorcismo de um adolescente, o escritor William Peter Blatty publicou em 1971 a perturbadora história de Chris MacNeil, uma atriz que sofre com inesperadas mudanças no comportamento da filha de 11 anos, Regan. Quando todos os esforços da ciência para descobrir o que há de errado com a menina falham e uma personalidade demoníaca parece vir à tona, Chris busca a ajuda da Igreja para tentar livrar a filha do que parece ser um raro caso de possessão. Cabe a Damien Karras, um padre da universidade de Georgetown, salvar a alma de Regan e ao mesmo tempo tentar restabelecer a própria fé, abalada desde a morte da mãe. 

Neste livro, Blatty conseguiu dar ao demônio a sua face mais revoltante: a corrupção de uma alma inocente. A menina Regan é, ao mesmo tempo, o mal e sua vítima. Ela recebe a pena e a revolta de leitores e espectadores em doses equivalentes e, mesmo quarenta anos depois, seu sofrimento e o abismo entre o que ela era e o que se torna continuam nos atormentando a cada página, a cada cena. Um clássico do terror que se mantém atual como somente os grandes nomes do gênero poderiam criar, O exorcista não se trata apenas de uma simples história sobre o bem contra o mal, ou sobre Deus contra o Demônio, mas também sobre a renovação da fé.

Agora quero saber de vocês...
Conhecem algum desses livros?
Indicam algum para esse dia macabro?
Quero recomendações!

E para completar esse dia, que tal uma trilha sonora bem assustadora?
Recomendo colocarem na playlist Rob Zombie e Marilyn Manson, que por sinal são cantores que eu adoro, porém, tem algumas músicas dignas de filmes de terror (não é a toa que eles estão presentes em vários).

E aí, gostaram do Especial?
Ótima Sexta-Feira 13!
Não durmam de luzes apagadas!

You May Also Like

7 comments

  1. Sabe aquele post que você vai fechar os olhos e achar que foi feito pensando em você?? Pois é rs
    Esse foi pra mim!!Eu amo o gênero(de dois anos pra cá, antes? Medrosa até o talo)
    Mas tenho e só não li alguns ainda dessa gigante lista rs Eu preciso comprar Sexta Feira, mas fico meio receosa por isso de só ter informações da franquia de filmes!
    Drácula, Psicose e Misery estão aqui para ser lidos e de quebra, vou acrescentar Frankenstein.
    O Exorcista é maravilhoso e agora já vou tacar no carrinho, Os Condenados(que nem sabia que não tinha ainda rs)
    Adorei, adorei!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  2. No quesito leitura macabrinha não sou capaz de opinar, pois não leio terror. Mas confesso que tenho vontade de colecionar os da Darkside pela beleza da parte gráfica.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  3. Fernanda!
    Embora já tenha lido todas suas indicações, elas foram perfeitas, principalmente para essa Sexta-feira 13.
    São livros excepcionais, cada um com sua particularidade.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  4. Mesmo não sendo minha praia literária e sentindo medo.... da sua lista de indicações já li Misery e em breve lerei Drácula no projeto #LendoClassicosCP e como gosto do filme, me interessei por Psicose

    ResponderExcluir
  5. Não curto esse gênero Sei que muitos são super conhecidos como Psicose, Sexta Feira 13 Misery e O exorcista. Mas passo a dica dessa vez.

    ResponderExcluir
  6. Leio quase nada do genero mas tenho vontade de ler e conhecer mais livros dele.
    Desses indicados os que tenho muito curiosidade é misery e psicose.
    Psicose tenho muita vontade de ver a serie tb.

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Não sou muito fã do gênero, mas quero ler mais aqueles livros com foco no horror esse ano, pois li alguns do gênero no início do ano e foram leituras bem positivas. Dracula está na minha meta de leitura desse ano e gostei do estilo da capa da Darkside!

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.