Resenha: Em águas profundas

by - maio 16, 2022


Tally acabou de fazer 16 anos e, seguindo a tradição, ele parte junto com seu irmão em uma viagem pelo mundo para conhecer as coisas e viver o que a sua recém maioridade pode permitir. O problema é que Tal não é uma pessoa qualquer, ele é um príncipe, o quarto irmão, mas ele vive escondido da sociedade, pois ele carrega consigo a magia.

Tal é o último mago e a magia pode assustar a todos, pois seu bisavô também era mago e decidiu acabar com todos os outros seres mágicos. Essa herança pesa e pode trazer um perigo mortal não só para Tal como para sua nação. Por isso seu segredo foi mantido escondido o máximo possível.

Porém, tudo pode mudar quando o navio onde Tal está encontra outra embarcação afundando, e ao investigarem encontram um garoto sozinho, amarrado no porão. Esse encontro vai mudar toda a vida de Tally para sempre.


Em Águas Profundas é uma fantasia lançada pela Faro Editorial que está investindo no gênero esse ano. A leitura em si não é ruim, mas achei um tanto quanto bobinha. Pelo menos para os leitores mais experientes do gênero, não irão encontrar nada muito novo, já que a história não tem nada de muito complexa, dando uma equilibrada entre a trama e o desenvolvimento da relação dos dois jovens.

Para quem não é fã de romance, não precisa se preocupar, pois o equilíbrio entre trama e romance é bom. Esse conjunto torna o livro muito bom para quem for mais jovem e estiver iniciando no mundo da literatura fantástica. Nesse caso, com certeza irá encontrar uma leitura muito mais interessante.

O ponto forte na minha opinião é o fato de a autora tratar a questão LGBT como algo totalmente comum, sem ser algo de descobrimento ou que poderia trazer repreensão para Tal. É algo que simplesmente é e é isso.

Recomendo o livro para quem gosta de uma leitura leve, quem estiver iniciando no gênero ou que gosta de um romance. Mas para quem é mais experiente, que vá pela curiosidade, mas não esperando nada muito detalhado.

Título: Em águas profundas (exemplar cedido pela editora)
Autora: F.T. Lukens
Editora: Faro Editorial
Páginas: 240
Ano: 2022 ( ano original 2021)
Compre: aqui

You May Also Like

10 comments

  1. Fábio!
    Acho muito interessante um livro de ficção/fantasia, e ainda ter um romance LGBT, mesmo que não seja o foco do livro.
    Mesmo que não seja uma história profunda, ainda assim, bom descontrair e ler algo mais leve entre uma leitura mais intensa.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  2. Está sendo bem elogiado o livro.
    Pela trama ser ágil, dinâmica, cheia de aventuras e especialmente pela questão lgbtqiap+

    ResponderExcluir
  3. Eu amo essas aventuras juvenis rs que soam bobinhas sim, mas que são reais rs da maneira que fomos ao sermos adolescentes, simples assim.
    Tá, sem a dose de magia rs
    Eu amo o trabalho da Faro, por conta do tamanho da fonte que me ajuda demais na leitura e é um livro que está na listinha de muito desejados com certeza.
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  4. Não tinha parado pra ler a sinopse desse livro, então só imaginei que fosse uma leitura LGBTQIA+, não imaginei que tinha magia envolvida. Legal que o gênero do protagonista é apenas mais um detalhe, uma coisa normal na história.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  5. Sera que nesse livro tem algum personagem feminino legal tb, pq nas resenhas nunca fala sobre, aí penso que talvez foque nos principais mesmo.
    De qualquer maneira, representatividade muito bem vinda sempre, e deve ser uma historia bem boa.

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Fantasia é um gênero que não curto tanto e também não curto tanto tramas juvenis por isso deixo a dica passar dessa vez

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    Gosto de histórias de fantasia, mas ultimamente ando dando preferência para livros de fantasia para o público adulto com um mundo fantástico complexo e já que você disse que é meio bobinho, acho que o livro não funcionaria para mim hoje.

    ResponderExcluir
  8. Olá! Fiquei dividida em relação a esse livro, achei o protagonista muito jovem, como assim 16 anos e maior de idade?! E quem diria que eu sentiria falta de uma complexidade hein, mas por um outro lado é um gênero que eu gosto e parece ser aquela leitura despretensiosa que, às vezes, a gente bem precisa para se livrar de uma ressaca não é mesmo?!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Fábio!
    Não sabia que a Faro Editorial está investindo no gênero fantasia esse ano; vou ficar de olho nos lançamentos... Mas apesar de amar o gênero, confesso que não me interessei pela trama de Em Águas Profundas, não costumo me interessar muito por histórias onde os personagens principais são adolescentes, e lendo que você achou a história bobinha me dá ainda mais certeza de que esse livro não é pra mim... Bjos!

    ResponderExcluir
  10. Oiieee,
    Esse é uma leitura que desejo muito fazer. Antes não tinha noção de sua trama, mas ao ler agora fiquei com mais vontade de ler.. Pelo que li diz que é apenas uma leitura leve e provável que seja essa leitura que ajuda na ressaca literária.

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.