Resenha: Viúva de Ferro

by - junho 01, 2022


Huaxia é um reino constantemente atacado por Huduns, seres enormes que tem o objetivo de acabar com os humanos. Para se defender, a população conta com a ajuda das Crisalidas, máquinas controladas por um casal. 

O problema é que para as mulheres, que são chamadas de concubinas, a morte é praticamente certa ao serem parceiras dos seus pilotos. Porém, Wu Zetian desconfia que a morte da sua irmã foi na verdade um assassinato e ela resolve se alistar para o exército e virar concubina, em busca de vingança.

É assim que começa a trama de Viúva de Ferro. Uma história que não enrola de jeito nenhum, vai direto ao ponto nas resoluções de seus problemas. Quando algum objetivo aparece, logo é resolvido, aparecendo algo maior pra lidarem, o que torna a leitura bem rápida em alguns momentos. Só o começo que é um pouco mais lento, já que tem toda a apresentação de alguns personagens e do sistema de batalhas que acontecem em Huaxia.

Vingança é o objetivo da personagem, mas não é o do livro. A história tem como mensagem principal mostrar a cultura machista que acontece no mundo e principalmente nos países orientais, mostrando até a prática real das mulheres que tinham seus pés quebrados já que era considerado bonito na época. Ela trabalha isso muito bem, apesar de às vezes a personagem se perder um pouquinho em relação a seus objetivos.

Os personagens inclusive são bons. E apesar de ter seus romances às vezes, não é o foco, não atrapalhando em nada a história. A única coisa que me incomodou foi a idade deles, que são jovens demais, mas parecem ser mais velhos. É algo que não "comprei" na trama, mas também não é nada que afete o desenvolvimento.

O que o leitor pode sentir falta é de um desenvolvimento maior do mundo, mas isso tem um motivo e espero que ele seja melhor descrito no segundo.

Tirando isso, é um livro que recomendo. Tem batalhas muito bem descritas, críticas importantíssimas, protagonista feminina f0d0na e muito mais.

Título: Viúva de Ferro
Autor: Xiran Jay Zhao
Editora: Intrínseca
Páginas: 480
Ano: 2022 (ano original 2021)
Compre: aqui

You May Also Like

8 comments

  1. Fábio!
    Só em poder conhecer um pouco mais sobre a cultura asiática, mesmo que a parte machista, acredito que já é uma boa pedida.
    Não senti muita 'paixão' de sua parte durante a resenha, o que não quer dizer nada, afinal, sua avaliação tem de ser imparcial. Ainda assim, recomendou a leitura e é o que vale.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  2. Está com hype o livro. E isso é muito bom, pois podemos conhecer um pouco mais da cultura asiática!

    ResponderExcluir
  3. Eu ando cada vez mais lendo fantasia e me orgulho muito disso!!!Esse livro é muito desejado, mesmo que sim,ele esteja dividindo opiniões e eu ame quando isso acontece rs
    Acho que a oportunidade de conhecer um pouco da cultura e ter uma protagonista F..ona é sempre um presente aos olhos!!!
    Quero muito ler!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Já tinha visto resenhas desse livro e não sabia que o livro tem quase 500 páginas Embora o livro possibilite o leitor de conhecer a cultura de um outro país eu não fiquei com aquela vontade de ler .Mas é horrível pensar nas situações pelas quais as mulheres passaram.

    ResponderExcluir
  5. Ainda nao li, no inicio vi muita gente falando bem e agora to vendo umas pessoas nao gostando tanto, mas ainda assim to tao curiosa em ler. Pela representativida, cultura diferente, mulher em frente de fantasia como personagem principal...adoro.

    ResponderExcluir
  6. Oiii,
    Já tinha lido algo do livro por ai nos insta literário e achei a historia super interessante. Gosto muito de que esse livro tem representatividade e que sua trama é bem diferenciada.

    ResponderExcluir
  7. A capa conseguiu passar bem a mensagem de força, algo que as mulheres precisam ter e muito nessa cultura, só que na maioria das vezes não podem demonstrar.
    Essa diferença entre os personagens e as idades apresentadas é muito forte em distopias. Normalmente eu ignoro a informação da idade pra não me irritar.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  8. Gosto muito de livros e séries explorando um pouco da cultura oriental, mesmo com toda a atmosfera fantástica prevalecendo. Acredito que os pontos positivos pesem mais quando comparados aos negativos na hora da leitura, e provavelmente será um livro que irei curtir. Assustador essa prática de quebrar os pés das mulheres, eu não tinha conhecimento.

    Evandro.

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.