É Quase Magica

Aurelie trabalha como aprendiz em uma padaria. Sua chefe é uma megera e mesmo o fato de ela saber magia não ajuda, afinal, a magia é algo que já caiu em desuso tem algum tempo.

Dizem que se você usar a magia para aumentar a comida, 2h depois, sua fome vai voltar dobrada. Se você usar para criar dinheiro, logo ficará pobre e por aí vai. As pessoas acreditam nisso há tanto tempo, que não sabem mais se é verdade ou apenas algo que foi se tornando verdade com o passar das décadas.

O que realmente se sabe é que Aurelie é boa em magia de busca, que como o próprio nome já diz, serve para procurar alguém através de algum objeto. E a vida da jovem muda justamente devido a isso.

Certo dia, uma garota chamada Iliana aparece na padaria querendo contratar os serviços de busca de Aurelie, que apesar de rejeitar no início, acaba aceitando depois.

É assim que a vida dela muda, já que em uma dessas buscas, as duas acabam viajando para uma floresta proibida e se metendo em muita confusão envolvendo um príncipe desastrado, uma não humana, um desaparecido e muito mais.

O primeiro ponto que quero destacar sobre essa leitura é que ela é bem divertida. O típico livro perfeito para sair daquela velha ressaca literária, pois ele é uma leitura descompromissada e que, como já disse, diverte.

Um dos fatores principais para essa diversão é o fato de que os personagens são muito debochados, respondendo as coisas com ironia sempre que podem. Além disso, os personagens também são muito divertidos, com personalidades bem marcantes. Os que mais roubaram a cena para mim foram os dois principais, Aurelie e o príncipe, que formam o casal do livro. Mas esse romance é feito de forma orgânica, o que pode agradar tanto os fãs de romance como os que não são tão chegados.

Acredito que o livro poderia ter sido melhor desenvolvido, principalmente no mistério principal, que parece ter sido deixado todo para o final. Isso não torna o livro ruim, mas não tem como não ficarmos com a sensação de que poderia ter tido mais. Só que como eu falei, é um livro bem divertido, para ler de forma despretensiosa, sair de uma ressaca, se divertir e curtir a viagem.

Recomendo bastante esse bom lançamento da editora.

Título: É Quase Mágica (Exemplar cedido pela editora)
Autora: Emma Mills
Editora: Livros da Alice
Páginas: 339
Ano: 2023
Adquira: aqui

4 comentários:

  1. Não conhecia esse livro....e me encantei por muitos motivos..... um deles é o nome da protagonista.....depois foi a questão da magia.....e como ela pode ser dubia

    ResponderExcluir
  2. Não fazia a menor ideia da existência desse livro, mas juntar magia e diversão é sempre uma ótima pedida!!!!
    Já fiquei mega curiosa pelos personagens e suas ironias rs(adoro isso)
    Listinha de desejados pra já!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Embora o livro não foi melhor desenvolvido em alguma parte , achei muito boa a dica de que ele serve muito para sair de uma ressaca por causa da linguagem bem divertida

    ResponderExcluir
  4. Oi, Fábio! Já fiquei aqui imaginando toda a confusão nessa viagem para uma floresta proibida. E tudo parece acontecer dentro de uma atmosfera bastante divertida, realmente. Uma pena a autora ter pecado no desenvolvimento do mistério.

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.