Relembrando o passado

Querida irmã, escrevo esta carta porque sinto sua falta e tento preencher esse vazio que há em mim, escrevendo para ti.
Sei que foi muito difícil para você quando precisou tomar uma decisão tão repentina. A decisão que nos afastou por um período indeterminado. Você sempre foi a minha proteção; meu ânimo para continuar os trajetos mais difíceis que precisei e não tinha forças; sempre foi minha força para vencer todos os obstáculos que eu tivesse que enfrentar.
Sempre nos considerávamos essenciais para uma união ser perfeita. Nos completávamos e cada uma servia de escudo para a outra em qualquer situação.
As luzes da realidade se acenderam quando vi você, minha querida irmã e melhor amiga, virar as costas para todo o passado que vivemos juntas, mas sei que nenhuma força poderá tirá-las de nós. Nenhum vento será capaz de varrer os rastros de uma vida que passamos.
Você precisou ir e nenhuma palavra minha, ou razões concretas, faria você ficar. Sempre foi muito decidida e agora não foi diferente. Estava certa que iria para a Inglaterra e, automaticamente, romperia a continuação da história que fizemos na Alemanha. Entendo que casou-se recentemente e foi pra lá por motivos de trabalho do seu marido. Ele tem um trabalho fixo e não poderia abandoná-lo para viver contigo na casa dos sogros. Seria inóspito.
Então você se foi, deixando aqui as dores de uma amizade que não será a mesma. Você é a diferença que eu buscava para mim. Agora ficarei sem a minha força, sem meu apoio e sem a minha estrutura. Quem me dará um ombro amigo quando eu precisar? E se eu cair, se eu vacilar, quem vai me levantar? Você não poderá fazer mais isso, não pessoalmente. Espero que por outros meios você continue sendo o meu alicerce.
Quero acreditar que nossa amizade não será destruída por causa de um obstáculo.
Queria teu ombro, neste momento, para chorar e ser consolada. Sua ausência destrói a minha vida e corrói a minha alma.
Espero que você não apague-me de sua lembrança, pois as minhas estarão guardadas aqui, para sempre.

Com eterno amor, Magg.

Beijos com sabor do mel da nossa amizade e um gosto amargo da saudade.

Pauta para Blorkutando e Bloínquês - Conto e cartas.
Natalia Araújo - 04/04
1° Lugar - Blorkutando.
1° Lugar - Bloínquês - conto/história.
2° Lugar - Bloínquês - Cartas

20 Revelaram sentimentos:

  1. Nossa, está lindo Naty. Lindo Lindo lindoo! Sempre arrasando nos textos, adorei! Um beijinhos!

    ResponderExcluir
  2. Maninha( pegou mesmo) eu adoro o que tu escreve, sempre tão doce! Tão profundo!

    Bjos querida!

    ResponderExcluir
  3. Que criativa, menina! Adorei demais!

    Lindo, lindo, como sempre!

    Beijão, querida!

    ResponderExcluir
  4. Hoje com skype, todo mundo está perto!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. As lembranças dos que se foram estarão sempre presentes.
    Mesmo quando não as sentimos.
    Lindo texto

    =)

    ResponderExcluir
  6. E quem disse que uma amizade assim acaba do nada?
    Distancia são só passos (ainda que seja de avião)

    Beijo,
    nara

    ResponderExcluir
  7. A saudade é algo difícil de compreender, e ainda por se tratar de alguém como vc disse uma irmã ou irmão, laços de sangue que unem é difícil se separar!
    Um beijo Naty

    ResponderExcluir
  8. E se é verdade que o tempo não volta também não deveria ser verdade que os amigos tbm não se perdem.
    Beijo Naty

    ResponderExcluir
  9. Que texto lindo! Acho que nem a distância faria uma irmã apagar da lembrança outra irmã!

    ResponderExcluir
  10. Lindo axu q uma ligação dessa naum pode ser kebrada assim ..
    lindoo post ..!'

    ResponderExcluir
  11. Minha querida
    Como sempre um belo texto...vida e realidade.


    Beijinhos
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  12. O que mantém a chama no alto é a intensidade de quem á acendeu! ;)

    Adorei a foto =D


    www.suportedamente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. eu e minha irmã não temos um relacionamento assim, confesso, mas achei até invejável...

    ResponderExcluir
  14. Me pareceu o filme Lembranças no final dele....
    muito bonito mesmo e com emoção...e ja ganhou...

    bjos Naty

    ResponderExcluir
  15. Aqueles que nos amam não se vão totalmente, li isso em Harry Potter, e acredito nisso, nessa saudade, nesse amor mudo que cala pelo medo de deixar de existir, eu acredito, eu também sinto.
    beijo,

    Charlie B.

    ResponderExcluir
  16. Continuas inspirada. Gostei muito, mas gostaria de ver um texto mais alegre, diferente, porque não?
    Estás sempre a escrever coisas um pouco tristes. Espero que não fiques triste e zangada comigo por te ter dito isto.
    Bjocas
    Patty

    ResponderExcluir
  17. Acho que é unânime a opinião por aqui...
    achei lindo o seu texto, xarazinha.

    Por mais que uma amizade fraternal assim não acabe por causa da distância, sempre dói não poder abraçar, sentir o cheiro, ouvir a voz de perto...

    Quem inventou a distância não conhecia a dor da saudade...é como dizem por aí, né?

    Um beijo e ótimo fds!

    ResponderExcluir
  18. a adoro as coisas que vc escreve vc muito boa. parbéns.

    se quizer fazer parceria
    meu msn: leonardo-christian-bygboy@hotmail.com

    ResponderExcluir
  19. Assim eu nunca fui apegada a minha irmã'
    Eu até queria, mais não sei se agora, que eu e ela já estamos assim, meio qe crescidas possa surgir uma cumplicidade sabe? às vezes eu vejo assim, na rua, ou histórias, como a sua de irmãs que são unidas, e é, eu sinto uma certa inveja HSIAUHIA.
    Beeijo :)

    ResponderExcluir
  20. Amei!!!
    Amor de irmã é algo especial...

    Bjs

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.