Resenha: After



After é uma obra de arrancar suspiros de quem está lendo. Quer seja de alegria ou de tristeza, afinal, o desfecho deixa uma baita frustração para sabermos o que acontecerá no próximo livro. É impossível não ficar com raiva por não ter noção de como será desenvolvida a história no instante seguinte.

Tessa é uma garota de apenas dezoito anos que está saindo de sua casa para estudar. Sua mãe sempre lhe ensinou a importância dos estudos e de se dedicar para ser sempre a melhor. A faculdade seria a determinação de seu futuro, já que a própria Tessa afirma que está em uma época em que perguntam primeiro onde você estudou e, só depois, o seu nome. Ela é a garota certinha e namora Noah, ele é apenas um ano mais novo que ela.

O dia mais importante da sua vida chega e sua mãe, juntamente com Noah, levam-na até o campus da Universidade de Washington Central. A mãe de Tessa estudou lá durante um tempo, mas, infelizmente, não concluiu o estudo. O sonho dela era ver sua filha ingressar em uma faculdade de renome.

Eles sabem que Tessa não ficará hospedada sozinha, mas não têm noção de quem será a sua colega de quarto. Ao chegarem ao local, o choque não poderia ser maior: uma garota chamada Steph está deitada na cama. Ela usa uma roupa decotada, maquiagem em excesso e os braços estão cobertos de tatuagens coloridas. Em seguida, dois rapazes entram no quarto com um visual cheio de piercings e tatuagens. O desespero do rosto da mãe de Tessa é evidente e ela tenta convencer sua filha em arrumar outro quarto, porém, a garota não quer evitar confusões e decide ficar.

A turma de Steph era o oposto de Tessa. Enquanto esta preferia ficar em seu quarto estudando, não fumava, não bebia e nem frequentava festas, a turma daquela só pensava em beber, curtir e aproveitar as festas todos os finais de semana; não ligavam para relacionamentos sérios, beijavam qualquer um e transavam em qualquer lugar com quem tivesse oportunidade. Enquanto isso, Tessa era o oposto, sequer tinha tido um momento além dos beijos com seu namorado Noah.

Hardin é um cara completamente diferente do que Tessa já teve contato. Um garoto revoltado e que não faz questão de tratar bem as pessoas e, em especial, a própria Tessa. Eles vivem brigando e se desentendendo. Porém, certo dia ela resolve ir à festa com Steph e, para sua surpresa, a festa é na república de Hardin. A aproximação surge e mesmo em meio a tantas brigas e alguns segredos são desvendados.

A obra tem tudo para ser um grande clichê. A todo o momento somos deparados com situações tiradas de grandes filmes de comédia romântica. Porém, a autora consegue fazer um diferencial em algumas cenas na obra. São previsíveis o que acontece: o romance entre eles e a sede por ficarem juntos. Contudo, posso dizer que o final me surpreendeu. Mesmo este sendo clichê, a autora contornou a situação e me deixou agoniada quando virei a última página do livro e notei não existia mais nada nele. Ou seja, para saber o que acontecerá, de fato, é necessário ler o segundo volume.

Hardin é um personagem completamente irritante e inconveniente. Dá vontade de pegá-lo pelo pescoço e triturá-lo em uma máquina de moer carnes. Por sua vez, Tessa não fica atrás, dava vontade de jogar ácido sulfúrico em sua face, algumas vezes. Todo sofrimento em que ela passa na obra é em virtude de sua “burrice”. Ingenuidade poderia até ser substituída, mas acredito que nem sempre ser ingênua é sinônimo de errar várias vezes em um mesmo ponto e ser humilhada por alguém. Ela é uma personagem que não tem voz ativa na maior parte do livro, apenas chora por qualquer coisa que lhe aflige (até mesmo assistindo um romance que ela já viu mil vezes); e, quando tem, é algo momentâneo, o que acaba por tirar a sua autonomia em alguns momentos.

Um personagem que me cativou desde o início do livro foi Logan. Ele surge como o melhor amigo de Tessa e com certeza seria um melhor amigo para todos, até mesmo para Hardin, já que este detesta o garoto bonzinho do colégio. Além deles, muitos personagens são inseridos na história.

Achei a capa bem neutra, mas gosto desse tom de verde presente nela. A diagramação é muito confortável e, mesmo sendo um livro grande, a narrativa não é cansativa, embora muitas cenas tenham sido desnecessárias. A revisão é ótima, porém, não é perfeita. Mesmo sendo revisada por quatro pessoas, notei alguns erros.

Enquanto Hardin desperta o pior que existe em Tessa e ela desperta o que existe de melhor nele, em mim a obra desperta os dois. É impossível largar o livro sem antes descobrir o que vai acontecer.

Quotes:
“Ele é um mistério para mim. Por que precisa ser tão babaca? Então me lembro de suas prateleiras de livros... por que tudo aquilo? É impossível que um cara grosso e todo tatuado como Hardin tenha algum apreço por aqueles livros. A única coisa que consigo imaginá-lo lendo é o rótulo de uma garrafa de cerveja” (p.35).

“Uma vez você me disse que eu desperto o que existe de pior em você. Bom, você desperta o que existe de melhor em mim” (p.248).

“É assim que você é, é isso o que faz. Você encontra a fraqueza das pessoas e explora isso. Usa para seu benefício. Há quanto tempo está esperando uma oportunidade para dizer algo sobre meu pai? Provavelmente desde que me conheceu!” (p.336).


Título: After (exemplar cedido pela editora)
Autora: Anna Todd
Editora: Paralela
Páginas: 524
Ano: 2014

4 Revelaram sentimentos:

  1. Oi Natalia, tudo bem?
    Eu não tenho interesse por livros deste gênero justamente por serem clichês. A premissa me lembra bastante aqueles filmes adolescentes cheios de drama e tal. Uma coisa que eu gosto bastante nessa série são as capas, aliás acho que a única coisa que eu gosto rsrsrs
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá, não acreditei quando descobri que essa história era na verdade uma fanfic, não costumo lê-las por considerá-las mal feitas e percebi que estava completamente enganado. A autora criou personagens cativantes e singulares em uma trama que transborda sentimentos. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Eu estou super doida para ler esse livro!
    Bom, ler a série toda!
    Gosto de romances pesados e que se passam na faculdade!
    Já li vários e sempre amo!
    Tô muito ansiosa para ler ele!
    Beijosss

    ResponderExcluir
  4. Traduziu muito bem o que eu senti!
    Ao mesmo tempo que eu amei eu odiei esse livro, SUPER queria moer o Hardin num moedor mas não conseguia largar o livro :s
    Sei que na vida real um relacionamento como o deles não terminaria bem, mas me permiti viajar por alguns dias com esse clichêzão.
    Apesar do final ser aberto eu não me interessei pra ler os livros seguintes. É muita enrolação, muita página desnecessária. Não aguento mais 5 livros assim hahaha

    Beijos

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.