Resenha: Tocando as estrelas


O maior sonho de Paige Townsen era ser atriz; sua mãe não se interessava muito, mas nunca desestimulou a filha nesse sentido. Cassandra e Jake são os melhores amigos da garota e sempre a incentivaram para conquistar os seus sonhos, mesmo que para isso ela tivesse de sair do país. Convencida por sua amiga Cassandra, Paige participa de um teste para uma adaptação cinematográfica e, claro, é aceita, além de conseguir o papel principal.

As coisas tomam um rumo depressa e a jovem não sabe lidar com isso. O mundo da celebridade é algo novo para ela e ter de conviver com algumas mentiras poderá colocar seu futuro a perder. Paige precisará lidar com o mundo das notícias e que nem sempre são verdadeiras. Afinal, uma fotografia nem sempre representa aquilo que estão dizendo. Sua rotina mudará totalmente; embora ela não esteja acostumada, a garota gosta do seu status de nova celebridade.

Rainer também é ator e está gamado em Paige. O garoto sedutor e que encanta milhares de mulheres já deixou claro para ela o seu interesse. No entanto, nem tudo são flores e o que parece ter um destino certo acaba se desviando no meio do percurso. Além de Rainer, Paige contracena com Jordan. Ambos são famosos, queridos e desejados pelas mulheres. Além de tudo isso em comum ainda existe algo mais: eles se interessam por Paige.


Para quem gosta de um bom livro clichê, esse contém todos os elementos para você se divertir. Já para quem não gosta, acredito que não será bem a sua praia, assim como não foi a minha. Li o livro em apenas um dia, ele é simples, rápido, fácil e uma narrativa leve e descontraída. Contudo, os elementos caracterizadores para uma obra marcante e eletrizante não existiram. É notório que a história seria rodeada de clichê, mas imaginei que tivesse algum diferencial.

A capa e a diagramação foram destaque no livro. A Novo Conceito trabalhou de forma caprichosa e ficou tudo a ver com a história. Uma pena que o que se salva seja a estética, visto que o conteúdo deixou a desejar. Porém, para quem gosta do gênero certamente irá se agradar com esse. É mais um desafio do que uma boa pedida, mas não custa arriscar; aliás, custa, mas é bem pouco.


Quotes:
“Isso não importa mais. É como um guarda-chuva no meio de uma tempestade depois de estar completamente molhado. Exatamente o que você precisava, o que você queria, mas já é tarde” (p. 158).

“Se é pelo esquecimento que perdoamos, então somos apenas restabelecidos pela ignorância, nunca pelo amor” (p. 163).

“Essa é uma verdade sobre o sucesso. Muita coisa muda, mas nem tudo. Você ainda tem dias de cabelo ruim. Amizades que se desfizeram não serão reparadas milagrosamente. E pessoas que não amavam você antes continuarão a não amar. Uma coisa que o sucesso não muda, não importa a que nível você chegue, são as coisas que já viraram passado” (p. 179).


Título: Tocando as estrelas
Autora: Rebecca Serle
Editora: Novo Conceito
Páginas: 224
Ano: 2015

21 Revelaram sentimentos:

  1. A resenha me lembrou muito aqueles filmes adolescentes que passam repetidamente no disney channel hahaha. A história tem muitos elementos clichês e não gosto disso, então não leria. Mas acho muito legal ter tantos livros assim para incentivar as pessoas mais novas a lerem, tudo mundo tem que começar de algum jeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para quem gosta é bom, Maíra. Eu particularmente não curto rs.

      Excluir
  2. Ah, que diagramação mais linda! Tão cheia de luzes :D Deve ser uma coisa muito fofa pessoalmente, mais ainda se estiver lendo. O enredo parece ter uma ideia bem legal, mas é de fato uma pena uma nota tão baixa. Não estou tão animada assim pra conhecer.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tem uma coisa que a Novo Conceito capricha é na capa e na diagramação. Essa está realmente linda, Eduarda.

      Excluir
  3. Olá, Naty.
    A única coisa que gostei nesse livro foi conhecer um pouco mais sobre os bastidores do cinema. Porque de resto é tudo bem chatinho. O triangulo é chato e não consegui acreditar no amor dela pelo Jordan. Achei muito forçado.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, Sil.
      O livro nos proporciona um bom conhecimento sobre esse livro. Só gostei disso também.

      Excluir
  4. Não vi muita graça nele quando saiu e não teve nada que me chamasse muita atenção. Acho que não é minha praia também...
    É mais pra quem curte o estilo ou achar legal a história vendo sinopse. Sei lá, se quiser algo bem leve e um pouco divertido...

    ResponderExcluir
  5. Uma pena que o conteúdo deixou a desejar :(
    Ganhei esse livro, mas não recebi ainda.
    Criei uma certa expectativa em relação a obra, mas estou vendo alguns comentários negativos e isso está me deixando desanimada.
    Mas vou esperar para ler e tirar minhas próprias conclusões.
    Achei linda a capa desse livro <3
    Gostei da resenha :)
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que ótimo que ganhou, Carol, mas espero que você goste

      Excluir
  6. Oii Naty! Que lindo esse livro! Enredo mto bom, me agradou bastante. A capa é linda, os quotes que me deixaram curiosa pra ler!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que te agradou, Aline, pois eu não consegui gostar.
      Espero que leia e goste.

      Excluir
  7. Natália!
    Já tive oportunidade de ler esse livro uns anos atrás e também não fez muito minha cabeça, não por ser clichê, porque até gosto, mas achei mais do mesmo e é bonzinho, mas não entrou na lista dos favoritos.
    “Deus com Sua infinita Sabedoria, escondeu o Inferno no meio do Paraíso para que nós sempre estivéssemos atentos.” (Paulo Coelho)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de SETEMBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também pensei exatamente isso, Rudy.

      Excluir
  8. Oi, Naty
    Eu gosto de clichÊs, desde que bem desenvolvidos. Leria esse livro por ele ser leve e divertido. Uma pena que não tenha nada a mais que o diferencie, mas arriscaria a leitura. Gostei da dica.


    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  9. eu ganhei esse livro a algum tempo num sorteio nunca consegui lê-lo pois justamente achei ele clichês demais e pior dei uma folheada a escrita da autora não me atraiu
    sabe tem aqueles livros q são clichês mas vc consegue ler por causa da narrativa que é diferente ou algo assim. mas esse...
    e depois dessa resenha ele vai para o desapego

    ResponderExcluir
  10. Oi Naty,
    Olha, eu até gosto de um clichê, mas esse daí não consegui me interessar em ler. Eu até tenho esse livro adicionado no skoob, mas confesso que imaginava uma história completamente diferente, o titulo fez com que pensasse que seria uma história marcante, nossa viajei totalmente hahaha
    Como a lista está imensa não pretendo ler esse livro, deixo passar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Resenha muito bem elaborada e sincera, gosto dessas características. A premissa do livro não me agradou e lendo sua resenha, mais certeza fiquei de que não seria uma leitura que prenderia minha atenção. Mas para os leitores que gostam desse estilo, será uma boa dica. Obrigada. Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Vez e outra adoro ler um livro clichê e acho que esse será o próximo a história parece ser ótima mas bem que poderia ser melhor
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Esse vou deixar passar, Naty.
    Nem por curiosidade vou tentar a leitura, :(

    ResponderExcluir
  14. Adorei conhecer o livro!! A capa e a edição ficaram lindas!! Adoro ler um livro clichê!!
    Beijoss

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.