Resenha: Nevando em Bali


Nevando em Bali é conhecido como best-seller da escritora australiana Kathryn Bonella. Através de seu jornalismo investigativo, ela penetra o mundo secreto da vida mansa e orgíaca dos milionários e traficantes que vivem na ilha de Bali.

Essa ilha é localizada na Indonésia, considerada a imagem perfeita do paraíso. Os moradores são hospitaleiros, sorridentes; o lugar possui praias de deixar os brasileiros desejando por um momento de lazer, além de ter muitas festas para agradar qualquer gosto.

Não é só de elogios que a ilha é vista, já que possui um lado negro – não considerado por muitos, é claro. Esse outro mundo de Bali encontramos playboys ricos e jovens surfistas que se divertem em festas orgânicas, se envolvem com várias mulheres numa noite, usam e vendem muitas drogas. Essa ainda não é a parte ruim, mas é um caminho para ela.



Na ilha de Bali quem é pego por tráfico de drogas só sai da prisão de Kerobokan se for morto. O risco de uma pessoa ser pega é altíssimo, pois a polícia local realiza um trabalho pesado. Ainda que alguns policiais sejam subordinados, como em todo lugar, nem todos preferem as notas imundas que esse mundo proporciona. Preferem a justiça – aquela em que os traficantes são condenados à morte por fuzilamento.

A autora entrevista alguns dos barões do tráfico e, durante toda a leitura, são separados comentários importantes e inseridos entre os parágrafos. O leitor se vê ansioso querendo saber qual é o brasileiro que foi condenado à morte, assim como também se houve traficantes que saíram ilesos da condenação.

Traição, mentira, sexo, droga, superação, pena, morte e outros assuntos são tratados no livro. É difícil não sentir pena com a história, assim como é impossível não sentir raiva e desejo de justiça. Pena porque existem crianças, traficantes que são pais, que são mães e esses meninos não têm culpa por viver nesse mundo; raiva e desejo de justiça porque vemos a ambição desses barões, sempre desejando mais dinheiro, mais drogas e isso, automaticamente, acaba com a vida desses inocentes. O que uma criança faria com os pais presos? Quem cuidaria delas? É este sentimento que sentimos: agonia.


Embora haja muitos traficantes que só desejam farra, é possível que alguns deles aprendam a lição e saiam desse caminho antes de os policiais tirarem suas vidas. Além de mortes, de traições, de vingança, encontramos uma história de superação. É possível mudar, é possível largar o mundo que estamos habituados a lidar, ainda que seja um que nos proporcione ganhos exorbitantes, mas não nos proporciona a paz.

O livro nos mostra como o tráfico influencia vidas, de como é uma válvula de escape para quem não consegue trabalhar (e ganhar dinheiro), mas também é uma forma de mostrar que é possível mudar, basta determinação e atitude.

A capa é bonita, ainda que as letras tenham ficado exageradas. A diagramação é boa e as partes são bem separadas, proporciona uma leitura veloz. Embora as páginas não sejam amareladas, como é de costume da Geração Editorial, a leitura não é prejudicada. E então fico no aguardo de mais uma obra da Kathryn Bonella, torcendo para a Geração publicá-la no Brasil.



Título: Nevando em Bali (exemplar cedido pela editora)
Autora: Kathryn Bonella
Editora:
Geração Editorial
Páginas: 368
Ano: 2016

16 Revelaram sentimentos:

  1. Oi Natalia, tudo bem?
    Nossa que história pesada esta. Nem consigo imaginar o pesar que eu sentiria lendo este livro, e imaginando crianças e pessoas inocentes a mercê do tráfico e do risco de serem presas e mortas apenas para terem condições de sobreviver, enquanto uns esbanjam e levam a vida na brincadeira. Adorei a resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Natalia, achei bem interessante a história, é um tema delicado para se tratar, a autora foi corajosa!

    Blog aboutbooksandmore.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. À primeira vista já chamou minha atenção pelo lugar. Adoro "conhecer" novos lugares assim, através de um livro. Mas nossa, o tema por trás da história é pesado. Ver coisas sobre tráfico nunca é um negocio bom, mas acho que ler e ver os porquês dessas pessoas fazerem isso, entender a história delas, deve ser interessante. Gostei do estilo do livro e de como parece ser bom para refletir sobre esse assunto de uma forma um pouco diferente.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Natalia.
    Acredito que o trafico é muito atraente para muita gente, principalmente para crianças que crescem em locais assim. Mas apesar do tema muito interessante do livro, que eu ainda não conhecia, é um livro que não me interessa muito. Prefiro ler ficção. Até leria se ganhasse, mas comprar acho que não vou.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Ainda não conhecia esse livro, mas gostei muito..Gosto de realidade; pois vivemos ela, e ficção; não podemos viver(na verdade podemos, aprofundando nos livros).
    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Naty
    Não conhecia o livro. A princípio não sei se faria a leitura no momento, mas ´uma ótima dica para procurar futuramente.
    Gosto d livros que abordam todos esses temas e quando conseguimos imaginar toda essa situação envolvida na vida dos personagens. Fiquei curiosa para conhecer todo esse lado ruim da ilha. Ótima dica.

    ResponderExcluir
  7. Que lindas as fotos esse céu esta maravilhoso. A historia deve ser muito forte, pega pesado, essa leitura deve nos deixar pensativos, no geral desperta muitos sentimentos, é verdade o tráfico é uma forte influencia, dizem que se ganha muito bem, muitos são levados por essa ambição dinheiro e poder, não importa quem tem que prejudicar pelo caminho.

    ResponderExcluir
  8. Eu costumo gostar de livros com histórias policiais e que envolvem crimes mas esse não me chamou atenção não gostei da premissa dele e não é nem por ser um livro aparentemente pesado mas sim pq ele foge das coisas que costumo ler.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Natalia!!
    Nunca imaginei quando vi a capa desse livro que por trás seria abordado um assunto tão pesado!! A acho que a autora está de parabéns pela coragem que ela teve para escrever um livro sobre esse tema!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  10. Apesar do livro retrata o tráfico relacionado a outro país, durante a sua descrição da história da ganancia, e como isso envolve tantas pessoas inocentes e que são afetadas direta e indiretamente, e impossível não se identificar com a realidade do país em que vivemos no Brasil. Amei a premissa dessa história, e por vou inclui-la na minha lista de desejados, com certeza essa deve ter sido uma leitura e tanto.

    ResponderExcluir
  11. Olá, muito interessante um livro que dá destaque para esse assunto, pois há muitos pessoas que não sabem sobre isso. Gosto desse tipo de livro investigativo, a sensação é indescritível. Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Nathalia!
    Triste ver a realidade de um local tão lindo ser dominado pelas drogas e outros crimes.
    Gosto de livros que trazem trabalho jornalístico, porque a realidade vem de forma nua e crua, mesmo que fiquemos com pena da situação das crianças, acredito que a justiça tem mesmo de ser feita. Se isso acontecesse aqui no Brasil, nossa realidade atual seria totalmente diferente.
    “O saber é saber que nada se sabe. Este é a definição do verdadeiro conhecimento.” (Confúcio)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  13. Nath, apenas vi a capa do livro em algum lugar mas nunca cheguei à ler a sinopse, mas depois dessa resenha percebo que ele é bem interessante. E a autora mostrou como o tráfico influencia na vida de uma pessoa e que ele pode chegar de qualquer forma, mas também nos mostra como ele pode levar as pessoas ao declínio, entretanto, algumas delas tem a oportunidade de poder sair desse mundo. Além de claro, abordar tantos temas densos, desde uma mentira à morte.

    ResponderExcluir
  14. Não imaginava que o enredo do livro seria esse. Não sou a favor da pena de morte em qualquer circunstância, então eu fico chocada com essa lei. É claro que os exageros, a ganância irrita, mas acho a pena pesada demais. Gostei muito da sua indicação e resenha.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  15. Oi Nati...
    Ainda não conhecia esse livro... E pelo título jamais imaginaria que o desenrolar da história fosse esse... Traição, mentira, sexo, droga, superação, pena, morte... Um livro com certeza um tanto quanto pesado, que quero ler mais pra frente... Amei sua resenha...
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  16. Oi.
    Eu já tinha visto esse livro em algum lugar, ,porém não me lembro onde, gostei bastante dessa premissa, parece ser um livro interessante e diferente do que estou acostumada a ver, fiquei bem curiosa para conferir, mas inda não tenho certeza se essa séria uma leitura para mim, já que mexe com uns temas que costumo evitar como drogas, traição e etec, eu li uma coisa e concordo com você, que para mudar bastar querer isso é realmente um fato.
    Bjs.

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.