Resenha: Por lugares incríveis


No início deste livro incrível, conhecemos Theodore Finch, o garoto "aberração" da escola, no parapeito do prédio, em um intervalo das aulas, como se estivesse prestes a pular. Todos da escola já estão acostumados com esse comportamento frequente do rapaz que vive falando sobre suicídio e citando "será que hoje é um bom dia para morrer?" Porém, o que chama a atenção de alguns alunos é que Violet Markey também está no parapeito! Que razões ela teria para estar lá?

O que o pessoal não sabe é que ela subiu lá com a intenção de tomar uma iniciativa para pular e acabar com sua vida. Em vez disso, todos acabam achando que a verdadeira razão para ela estar naquele local foi para salvar Theodore e evitar que ele pulasse. Assim, Violet fica conhecida como a heroína de Finch, a menina que salvou a vida dele. 


Violet é uma menina amável, que perdeu a irmã mais velha em um acidente de carro que a traumatizou muito. As duas, além de irmãs, eram melhores amigas. Elas escreviam um blog juntas, mas, após a morte de Eleanor, Violet não consegue mais continuar com novos posts. A falta que Eleanor faz nos dias de Violet é super marcante, e o leitor consegue sentir apatia por essa personagem que, na verdade, nem conheceu, pois não há diálogos dela no livro, apenas lembranças da Violet, que mostram que Eleanor foi uma garota adorável e sempre alegre durante todo o tempo em que viveu. 

“Mas agora abro um novo documento e encaro a tela. Escrevo duas ou três palavras, apago. Escrevo, apago. Eu era a escritora, não Eleanor, mas tem alguma coisa no ato de escrever que me faz sentir como se traísse minha irmã. Talvez por eu estar aqui e ela não, tudo – cada momento pequeno ou grande que vivi desde abril – de alguma forma parece trapaça.” (p. 99­)


Finch é um garoto de várias personalidades, de tempos em tempos ele muda: Finch nerd, Finch anos 80... Ele conta os dias que consegue ficar desperto e sem desaparecer do mundo. Às vezes, ele adormece e acorda apenas dias depois, como se não tivesse vivido por esse tempo em que teve o "apagão". 

“Desliguei de novo. Apaguei. Num minuto, tudo estava girando e, no instante seguinte, minha mente se arrastava em círculos, como um cão velho com artrite tentando se deitar. Então simplesmente desliguei e dormi, mas não como você faz todas as noites. Pense em um sono longo e profundo, durante o qual você nem sonha.” (p. 21)


O professor de geografia, Sr. Black, inicia um projeto onde o objetivo é os alunos visitarem, em dupla, pelo menos 2 ou 3 lugares do estado de Indiana e documentarem com relatos e fotos como foi a experiência. Finch chama Violet para ser sua dupla e aí começam as Andanças dos dois.  Eles saem com o Tranqueira, carro do Finch, à procura de locais para o projeto e os dois acabam se envolvendo de forma que um percebe que entende o outro e encontram suporte e apoio nessa relação, que cresce a cada dia mais. 

“Ela é oxigênio, carbono, hidrogênio, nitrogênio, cálcio e fósforo. Os mesmos elementos que estão dentro de todos nós, mas não consigo parar de pensar que ela é mais que isso e que tem outros elementos dos quais ninguém nunca ouviu falar, que a tornam diferente de todas as outras pessoas.” (p. 199)

O enredo tem 2 narradores, ora Finch, ora Violet, ambos em 1ª pessoa. Dessa forma, nos sentimos o tempo todo muito próximos desses dois personagens e nos envolvemos muito com a história. A escrita da autora é muito fluida e a leitura deslancha muito facilmente. O livro é apaixonante e muito delicado. 

Um dos assuntos que mais prevalece é o suicídio. Finch fala muito sobre se matar e cita várias frases de escritores que dizem sobre essa questão. Ele também nos conta casos de pessoas que cometeram suicídio no passado e curiosidades sobre o assunto, como: “o enforcamento é o método suicida mais usado no Reino Unido porque, dizem os pesquisadores, é tido como rápido e fácil.”

Eu me deliciei com a leitura e tentei ler devagar, para que durasse mais tempo comigo. Particularmente, acredito que seja muito difícil não gostar dessa obra tão doce. Algumas passagens chegam a ser poéticas e encantadoras. Minha recomendação é: leiam, leiam, leiam! Virou um dos meus favoritos e já tô sentindo falta da história.


Quotes de Finch:
“Tiro a roupa, entro na banheira (...) Meus pés se apoiam no azulejo da parede quando afundo, com os olhos abertos, olhando pra cima pro chuveiro e pra cortina preta e pro forro de plástico e pro teto, então fecho os olhos e finjo que estou num lago.” (p. 93)

“– Não é culpa sua. E ficar pedindo desculpa é perda de tempo. Você tem que viver sem arrependimentos. É mais fácil fazer a coisa certa desde o início pra que não tenha que pedir desculpas depois. – Não que eu tenha moral pra falar isso.” (p. 113)

“Olho para ela longamente. Conheço a vida bem o suficiente pra saber que não podemos acreditar que as coisas vão ser sempre iguais, não importa o quanto a gente queira. Não podemos impedir que as pessoas morram. Não podemos impedi-las de ir embora. Não podemos impedir nós mesmos de ir embora.” (p. 121)

“– Tudo tem um prazo de validade, certo? Quer dizer, uma lâmpada de cem watts foi feita para durar setecentas e cinquenta horas. O sol vai morrer em mais ou menos cinco bilhões de anos. Todos temos um período de vida útil. (...) O americano comum é feito para durar vinte e oito mil dias depois de seu nascimento, o que significa que existe um ano, um dia, uma hora e um minuto específicos para a vida acabar. O final da sua irmã foi aos dezoito anos. Mas se alguém pudesse evitar todas as doenças e infecções e acidentes, ele ou ela viveria até os cento e quinze anos.” (p. 135)



Título: Por lugares incríveis
Autor: Jennifer Niven
Editora: Seguinte
Páginas: 335
Ano: 2015

21 Revelaram sentimentos:

  1. Eu acho que nunca vou superar esse livro, muito bem escrito e te pega de um jeito que você não esperava.
    Achei a história muito boa, que te faz pensar a cada página lida, eu recomendo muito a leitura.

    ResponderExcluir
  2. Tá aí um livro que me fez ficar acabada. Que história maravilhosa! A forma como a autora escreve e o jeito que ela consegue nos conetar com os personagens e seus sentimentos é uma coisa linda, a leitura marca a gente direto no coração. Adorei ter essa visão dos dois e foi bom ver como cada um influenciou a vida do outro. Mesmo com um final daqueles dava pra sentir tudo o que ela quis passar, o livro deixa a gente pensando em tanta coisa! Ahh, Finch! Meu bom Deus, esse personagem acabou comigo mas amo ele. Tem um lugar especial no meu coração.
    E dá uma dó quando vai chegando o fim do livro, não é? Esse é mesmo pra se ler bem devagar e apreciar cada momento.

    ResponderExcluir
  3. Isabela!
    Bom ver um livro que trata sobre suicídio, ser escrito até de forma poética, deve ser uma leitura agradável, apesar do tema ser forte.
    E ainda podermos ver o ponto de vista dos dois protagonistas, com seus dilemas e problemas a sserem superados, deve ser interessante.
    Desejo uma ótima semana!
    “Conhecer os outros é sabedoria. Conhecer-se a si próprio é sabedoria superior.” (Lao-Tsé)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  4. Olá Isabela, tudo bem?
    Eu até hoje não consegui ler este livro ainda, mas morro de vontade. Cada resenha que leio só me deixa mais curiosa ainda para esta leitura. Eu adorei a sua resenha e principalmente as fotos do seu gatíneo com o livro *-*
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Tenho esse livro, e pretendo lê-lo ainda esse ano, porém com tantas leituras atrasadas não sei quando isso irá acontecer. Enfim, sempre gostei de livros que retratassem desse assunto, o tão comentado suicídio, talvez seja uma forma de compreender melhor, o que faz nossos jovens a pensar em tal ato. A autora conseguiu aborda tal tema que forma que nos envolvessem com a estória dos personagens, e querer acompanhar cada momento de suas vidas. Estou com altas expectativas em relação a leitura, acho que vou gostar bastante.

    ResponderExcluir
  6. É um livro que pretendo ler, parece ser muito comovente, pois aborda um tema muito em alta na realidade e em dose dupla pois são dois personagens tentando se suicidar, a leitura deve nos deixar refletindo sobre as questões da vida o que passa com as pessoas, o que as levam a fazer isso, que devemos prestar mais atenção as pessoas em volta e o que estão sentindo. O envolvimento dos dois parece surgir aos poucos assim deixa a historia mais fofa.

    ResponderExcluir
  7. Amei a resenha, esse livro é um dos desejados da minha lista e não vou negar que a historia é emocionante e forte mas espero ter a oportunidade de ler em breve, a historia me lembrou muito Cartas de amor aos mortos a forte ligação entre as irmãs.
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  8. Oi, Isabela
    Sou doida para ler esse livro. Adoro quando a narrativa é meio poética e o livro doce. Ele está na minha lista faz tempo.
    Fico muito feliz com sua resenha positiva, que só reforça que o livro vale a pena.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  9. Olá, Isabela.
    Eu amei esse livro. Desde a capa maravilhosa até a história. E chorei horrores no final dele. Eu não queria acreditar que aquilo tinha acontecido porque já tinha me apegado hehe. Preciso ler o outro livro da autora que foi lançado por aqui.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  10. Oi Isabela,
    Acabei de começar a leitura desse livro, fazia tempo que queria ler Por Lugares Incríveis. Só vejo elogios dessa autora, que as histórias são lindas, envolventes e com dramas bem escrita. Adoro livros que trazem histórias cheias de emoção e reflexão, e os temas que são abordados nesse livro são bem intensos. Pelo jeito os personagens são muito cativantes, tenho certeza que vou me emocionar com esse livro. Ahnm, também quero muito ler Juntando os Pedaços.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi! Eu nunca li nenhum livro sobre suicídio (só assisti a série de 13RW pq o livro é meio carinho hahha) Mas tenho muita curiosidade em ler Por lugares incríveis. Acho importante sabermos mais sobre um assunto que, infelizmente, faz parte da nossa realidade e nós, muitas vezes, não sabemos muito sobre como ajudar. Quero mt saber os motivos de Finch e o fim da história. Beijoss

    ResponderExcluir
  12. Oi.
    Parabéns pela resenha, simplesmente perfeita! E pelas fotos, todas lindas, ainda mais com esse gatinho de modelo!
    Sim, eu tenho esse livro na estante e pretendo ler em breve. Sou apaixonada por essa capa e já percebi que também vou me encantar pela leitura.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  13. Oi.
    você não tem ideia do quando eu quero ler esse livro, sou apaixonada por esta capa e sei que esse livro vai partir meu coração, adoro que os autores cada vez mais abordam assuntos como o suicido abrindo nossos olhos para as coisas que acontecem ao nosso redor.
    Não vejo a hora de ler.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  14. Oi, Isabela!
    Já li muitos comentários favoráveis sobre Por lugares incríveis mas confesso que nunca me interessei em ler esse livro, nunca tive curiosidade em conhecer a história de Finch e Violet... Mas eu amei as suas fotos, principalmente as três com o gatinho...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  15. Oi Isabela!
    Estou pensando seriamente se me arrisco a ler esse livro.
    Tenho certeza de que irei terminar a leitura e ficar acabada.
    Beijokas
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  16. Olá Isabela

    Livro favorito da minha irmã. Não sabe conversar sem citar ele rsrs eu ainda não li, mas eu irei ler assim que der. Sei como a história é muito emocionante e abala com a nossa estrutura!

    ResponderExcluir
  17. Olá Isabela
    Acho que sou a unica que não conhecia esse livro, mas que resenha forte, achei interessante falar sobre suicídio de um jeito poetico!! Mais um que vai para a imensa lista!!!

    ResponderExcluir
  18. Oi, já li e adorei apesar do começo ser meio entediante, Os personagens evoluirão muito. Eu gostei muito dessa capa, das cores, da imagem, linda. Jennifer Niven criou uma história maravilha que me tocou como poucas. O desfecho apesar de ter sido previsível ainda assim me tocou de uma forma que eu não espera.

    ResponderExcluir
  19. Olá, Isabela!

    Por lugares incríveis é um livro verdadeiramente tocante. Fala sobre o suicídio, mas também sobre vida e sobre o quão importante é viver.
    A Violet me tocou. Imagina perder a pessoa que é sua irmã, mas para você é muito mais que isso? Dá para entender porque a Violet não consegue escrever o blog mais.
    Simplesmente, vale muito a pena a leitura!

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  20. Acabei de ler uma resenha sobre o outro livro da autora. Ainda não li nada dela, mas quero ler ambos. “Por lugares incríveis” parece ter tudo o que gosto: é YA, tem drama, tem romance, faz a gente pensar e mexe com as nossas emoções. Tenho certeza que vou curtir a leitura tanto quanto você, mesmo com o final de partir o coração.

    ResponderExcluir
  21. Que amor seu gatinho(a), uma fofura, ficaram lindas as fotos do livro com ele(a).
    Eu estou a um tempinho querendo ler este livro, mas como ainda não tenho ele, ainda não li, e a cada resenha ou comentário que leio sobre Por Lugares Incríveis fico mais ansiosa e curiosa para ler este livro.

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.