Resenha: A última camélia


Olá, amores! Tudo bem com vocês?

Tenho uma queda por romances cuja narrativa flui entre duas épocas diferentes e neste livro da Sarah Jio acompanhamos acontecimentos importantes na vida de Flora que se passaram no início da década de quarenta e também na vida de Addison que se passam nos dias atuais. Em comum, elas têm o amor por botânica e a busca por uma rara camélia que supostamente está escondida no jardim dos Livingstons.

Flora não tem muitas perspectivas de futuro nos Estados Unidos, sua família possui uma padaria que está indo tão mal que não vai muito para fechar as portas. Apaixonada por plantas, a jovem sonha um dia estudar botânica e sua paixão acaba despertando o interesse de um negociador de raridades que acha que ela é a pessoa perfeita para se infiltrar na mansão e procurar pelo jardim a rara flor. Aproveitando a situação frágil da família, o negociador ameaça a garota que, para proteger o pai, parte para a Inglaterra assumindo a função de babá das crianças da família.

Enquanto Flora foi praticamente forçada a encontrar a camélia, Addie parecia estar destinada a encontrar a flor. Dona de uma empresa de paisagismo e botânica formada, ela esconde algo em seu passado, algo ruim e feio que fez e segredo compartilhado apenas com alguém que fez parte da sua vida muitos anos atrás e que agora está de volta e a chantageando. Assustada, ela vê na mansão Livingston, recentemente comprada pelos sogros, a oportunidade de fugir das ameaças, por isso ela inventa uma viagem com o marido para a Inglaterra e mal sabia ela no que estaria se metendo e mistérios que iria desvendar na mansão.


Addie fica encantada com os jardins e a arquitetura da propriedade, e ali ela encontra pistas perdidas e escondidas que juntas escrevem a história dos antigos donos e também um velho livro cujas páginas sugerem que algo ruim aconteceu à Flora e à antiga dona da mansão que dedicou a vida à criação do jardim, além disso a cidade tem vários casos de jovens desaparecidas no período pré Primeira Guerra e que ainda não foram solucionados. Juntando pistas e sinais escondidos nas narrativas, tanto de Addison quanto de Flora, vamos aos poucos descobrindo o que aconteceu com a babá e os desdobramentos da sua missão oculta, as paixões que surgiram em seu caminho e os mistérios que desvendou enquanto procurava pela camélia.

Enquanto isso, no presente, Addie parece estar perto de descobrir qual foi a sina dessas garotas e, seja lá o que tenha acontecido a essas mulheres, será que Addison terá o mesmo destino? Ela não parece ter feito um bom trabalho em fugir do passado, e ameaças conhecidas e desconhecidas a rondam e a aterrorizam forçando-a a tomar uma decisão: revelar seus segredos e arriscar perder tudo que tem ou prosseguir deixando sua vida nas mãos de quem a atormenta?


Tanto Addie quanto Flora escondem uma parte importante de si dos homens que amam e com elas percebemos que dizer a verdade sobre si não é tão terrível quanto esconder segredos de alguém em quem deviam confiar.

Os mistérios que rondam a mansão e o jardim foram tão sedutores que me fizeram devorar páginas e mais páginas em busca de respostas e, quando as encontrei, confesso que pelo menos uma delas me deixou chocada e querendo que não fosse verdade. Esqueçam os clichês pois aqui vocês não encontrarão nenhum. Nas páginas desse livro, acompanhamos duas jovens de caráter e forças incríveis, ambas extremamente corajosas e que não desistiram daquilo que almejavam, não importando os riscos.

Terminei A última camélia pensando no tanto de leitura boa da autora que devo estar perdendo e corri para o Skoob procurar mais livros dela para adicionar aos desejados. Então, acho que não preciso dizer mais nada, não é mesmo? Leitura mais que recomendada.

“É engraçado como nosso passado volta para nos assombrar. ”


Título: A última camélia (exemplar cedido pela editora)
Autora: Sarah Jio
Editora: Novo Conceito
Páginas: 374
Ano: 2017

27 Revelaram sentimentos:

  1. Tinha visto esse livro entre os lançamentos da editora novo conceito, e não imaginava que a estória fosse tão boa como você a descreveu, principalmente por não haver clichês nessa trama, muito pelo contrários os mistérios que rondam a trama lhe surpreendeu. Todo esse conjunto me deixou bastante satisfeita, e com muita vontade de adquirir um exemplar e começar logo a leitura.

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Que linda resenha! Parabéns.
    Ainda não li nenhum livro da autora, mas esse está na minha lista de desejados e espero ter a oportunidade de ler. A história é realmente fascinante e diferente, já estou encantada e bem curiosa para desvendar esses mistérios que rondam os personagens.
    A capa é linda e convidativa. Amei a dica.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oi.
    Eu estou apaixonada por essa capa adoro livros que falam sobre flores e tudo mais e se principalmente por em bateria envolvido aí um grande mistério além dos personagens para mim parecerem ser bem interessantes ainda tem essa premissa que é para lá de interinteinteressante enfim irei ler com toda a certeza.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Gosto dessa coisa de intercalar tempos, dias antigos e atuais e ver qual a conexão na história, o que cada uma tem pra ensinar. Já li um livro dessa autora que amei demais e por isso acho que iria gostar desse. Ela faz umas personagens fortes, que passam por coisas ruins e mesmo assim são firmes, tem um caráter admirável. Acho isso legal.
    Esse é outro livro dela que caiu na minha lista de desejados e espero conseguir ler. Vale a pena mesmo procurar mais livros dessa autora. Espero conseguir ler muitos dela ainda!

    ResponderExcluir
  5. Olá Jéssica, tudo bem?
    Adoro livros que tem um mistério que circunda a trama, me deixa doida para devorar todas as páginas e descobrir o do que se trata.
    Gostei muuito da premissa deste livro, ainda mais por as protagonistas serem duas mulheres fortes. Já está na lista de desejados.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi, Jéssica
    Bateu uma curiosidade grande agora para ler esse livro. Gosto de narrativas que se passam por duas épocas diferentes, mas são poucos os livros que li nesse sentido.
    A história parece ser ótima entre as protagonistas. E se tem botânica no meio eu já gostei. A capa está linda! Obrigada pela dica.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  7. Oi, Jéssica
    Me bateu uma curiosidade grande agora para ler esse livro. E também gosto de narrativas que se passam em duas épocas. Mas pelo que lembro li poucos livros nesse sentido.
    ESsa história parece ótima. E se tem botânica já me atraiu rs
    A capa está linda. Obrigada pela dica.


    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  8. Jéssica!
    Uma das melhores características da autora é justamente essa, ter uma história no passado e outra no presente e no final juntando as duas e assim nos possibilitando desfrutar de quase dois enredos em um mesmo livro. Já li alguns livros dela e sempre gosto.
    Imagino que esse também proporcionará uma ótima leitura já que as duas protagonistas tem características fortes e vão em busca do que desejam, sem se preocuparem com as consequências do que poderá acontecer.
    “A sabedoria dos homens é proporcional não à sua experiência mas à sua capacidade de adquirir experiência.” (George Bernard Shaw)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE MAIO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Jé, já ouvi muitos elogios sobre os livros dessa autora. Teve um até que eu tinha aqui, Violetas de Março, mas acabei trocando, ainda tenho a bolsa (ecobag) do livro.
    Não sei, a autora tem um encanto por coisas da natureza e esse é o terceiro livro (que me lembro) que fala de flores e algo relacionado (assim como na capa).
    Dizem que ela tem essa emoção toda e essa forma de cativar, que você expôs. Mas eu não senti vontade de ler nenhum livro dela.
    Porém, com tantos elogios assim fica difícil não ficar curiosa, confesso.
    Adorei suas fotos e a resenha. Obrigada sempre pelo capricho <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nat, não havia reparado que os livros dela tinham esse aspecto em comum. Leitor é vicho estranho mesmo né, quando a gnt nao se interessa por um livro ou autor não mudamos de ideia facilmente.

      Espero que essa curiosidade te faca ler haha e muito obrigada pelos elogios.

      Bjs.

      Excluir
  10. Desde que vi esse livro fiquei interessada, adoro mistério e esse tem de monte, fiquei bem curiosa com os segredos que envolvem essa historia parece que cada um tem o seu, e esse jardim com essa rara flor então nem se fala. Bem instigante deve deixar o leitor avido por respostas, fiquei me perguntando se o desaparecimento das jovens tem a ver com o jardim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que temos uma sherock holmes aqui rss os segredos sao bem instigantes mesmo. Fiquei bastante curiosa acho que vc tbm irá ficar.

      Excluir
  11. Também gosto de histórias que mostram duas épocas diferentes e como as coisas ficam ligadas mas apesar de ter esse ponto super positivo a história do livro não me encantou, o mistério pareceu um tanto que cansativo para mim e não sei se teria paciência para ver o desenrolar dos acontecimentos.

    ResponderExcluir
  12. Olá, Jéssica.
    Eu já tinha lido dois livos da autora e amado os dois. Por isso minhas expectativas estavam bem altas com esse novo livro. E acabei amando esse também. Adoro esse jeito dela escrever contando duas histórias que se relacionam entre si. Leia Neve na Primavera é ótimo.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obgda pela dica Sil, quero mesmo ler outros livros da autora e já coloquei esse daí na minha wishlist.

      Excluir
  13. Oi Jéssica,

    Já ouvi falar muito desse livro! Ótima pedida pq não gosto de clichês, e estou fingindo disso agora. Obrigada por postar ! Vou adicionar as metas desse ano. Abçs

    ResponderExcluir
  14. Oi, Ainda não li nenhum dos livros da autora, mas tenho esse na minha estante, ganhei de presente da minha prima do fim do ano passado, mas não tinha me interessado em ler, mas lendo a sua resenha pude ver que voce gostou muito, vou retirar ele da minha estante e começar a ler, muito obrigado pela dica e adorei a sua resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o destino Ketelyn rss espero que goste tanto quanto eu.

      Boa leitura.

      Excluir
  15. Oi! Nunca li livros que se alternam entre o passado e o presente, e acho que esse livro seria uma boa opção para começar. Nem preciso dizer que to super curiosa para saber quais são os segredos citados na resenha, e saber o que aconteceu com Flora. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriela, é sempre bom ler algo diferente do que estamos acostumados e esse é realmente um livro muito bom para começar. Boa leitura.

      Bjs

      Excluir
  16. OLa!
    Que capa mais linda!!! Fiquei muito curiosa para descobrir esses mistérios que rondam os personagens. Não conhecia essa Autora, mas quero muito ler esse livro!! Parabéns pela resenha!!!

    ResponderExcluir
  17. Oi Jéssica,
    Eu amo romances com narrativa entre duas épocas diferentes, por isso amo tanto a autora Lucinda Riley. Já li dois livros da Sarah Jio e fiquei completamente envolvida com as histórias, tanto Violetas de Março como O Bangalô me cativaram. Quando vi a divulgação de A Última Camélia já adicionei o livro na lista de desejados, e desde então estou doida pra ler. Que resenha incrível! Tudo indica que a autora escreveu mais uma história cheia de emoções e com personagens repletos de segredos. Quero ler logo esse livro e Neve na Primavera.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Achei a premissa dessa história bem interessante e tenho bastante curiosidade de conhecer a escrita da Sarah Jio.
    Gostei de saber que as personagens foram bem construidas pela autora e que ambas são mulheres fortes, pois essa é uma qualidade que prezo muito em personagens femininas.
    Gosto de narrativas que intercalam presente e passado então fiquei bem interessada no livro

    ResponderExcluir
  19. Eu não conhecia a autora e nem o livro, mas como também gosto de ler romances que a narrativa flui em duas épocas diferentes, me interessei muito em ler este livro, adicionei A Última Camélia em minha lista de leitura e espero ler em breve.

    ResponderExcluir
  20. Olá, Jessica!

    Tanto a Flora quanto a Addison foram manipuladas e chantageadas por outras pessoas com seus segredos, e foi esse medo de que aqueles que mais os amam se afastarem por causa disso que as aproximaram da camélia e uma da outra.
    E por pura ganância, vidas foram tiradas ou arruinadas por uma flor.
    Fico até pensando se as duas garotas não tivessem medo de revelar seus segredos, se essa dor de não ser amada por causa de seus segredos nunca teria acontecido e elas provocariam ter uma força tão grande quanto a Hester de A Letra Escarlate. Mas isso é só especulação minha.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  21. Oi, Jessica!
    Apesar de ter achado interessante a narrativa de A última camélia fluir entre duas épocas diferentes e de gostar de livros com mistérios, confesso que não fiquei curiosa para conhecer as histórias de Addie e de Flora, mas eu amei as fotos, ficaram muito bacana!
    Bjos!

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.