Resenha: Fuck Love


"Não se aborreça se a felicidade não for uma constante na sua vida. Isso pode levar rapidamente uma pessoa a se sentir um fiasco. Se a nossa vida pudesse ser representada pela página de um livro, a felicidade seria a pontuação do texto. Ela interrompe partes que são longas demais, e divide outras para lhes dar ritmo. Mas ela é breve - aparece quando é necessário, e enche de pausas os parágrafos mais cansativos."

Helena se apaixonou. E de um momento para o outro seu mundo mudou. Ela começou a ver cores que nem sabia que existiam, sons e sabores que antes ela ignorava. Helena, aos 23 anos, está apaixonada por Kit, namorado de sua melhor amiga.

O subtítulo de F*ck Lovepublicado pela Faro Editorial é Louco Amor, quando na verdade deveria ser Dane-se o Amor, usando uma palavra mais meiga. O livro não trata de um amor louco, devasso e insano como o título insinua, e sim sobre um amor profundo, inesperado e, por vezes, desesperador. Daqueles que faz você chorar horas seguidas, talvez alternando com crises de risos descontrolados, mas que invariavelmente vai fazer você gritar - DANE-SE O AMOR!!!!

Quando Helena se vê apaixonada por Kit, seu mundo meio que desaba e ela sente uma necessidade visceral de fazer mudanças. Mudanças em seu comportamento, em seu modo de encarar a vida, em seus objetivos. Mudanças na Helena que ela já não reconhece.


A narrativa de Fuck Love é feita do ponto de vista de Helena, da dificuldade que ela encontra em ter um namorado maneiro, uma melhor amiga de infância e estar completa e perdidamente apaixonada pelo namorado dessa amiga. Em como ela luta para manter esse sentimento escondido de todos quando na verdade ele transborda por todos os poros de seu corpo.  E no meio de tudo isso, Helena precisa descobrir se tem o direito de pensar nela em primeiro lugar, ou se sempre vai colocar o sentimentos dos outros na frente. Parece complicado... e é mesmo.

Fuck Love não é um livro hot, com cenas eróticas. Ele é um livro hot de calor mesmo, de calor na alma, de calor no coração, que pode fazer você repensar seu caminho, seu amor. Fuck Love não é para os fracos ou indecisos, pois ele tem o poder de fazer você pensar. Pensar se o que você está fazendo com a sua vida é realmente o que você quer para seu futuro. Mas ele não trata só dessa paixão avassaladora, dessa coisa que faz a gente querer largar a vida toda e correr atrás de um sonho que nem sabe que é possível. Ele fala também sobre amizade, sobre auto conhecimento e, sobretudo, sobre como as vezes você precisa se sentar em um canto, sozinha, e olhar para dentro de você para tentar descobrir o que está acontecendo, o que você anda fazendo. Será que você está mesmo no caminho certo?

A Helena da estória tem 23 anos, mas ela poderia ter 33 anos, 43 anos, 53 anos ou 103 anos. A Helena da estória é você e ela está apaixonada por um homem que não é dela.  Ela é uma personagem bem trabalhada, cheia de humor e de grilos, não é inventada do nada. Ela é aquela personagem que pode estar sentada do seu lado no ônibus, pode ser sua prima ou sua melhor amiga, mas eu acredito que na maior parte do livro ela vai ser você. Se você não sabe ao certo se está apaixonada, se está em dúvida sobre como desembaraçar essa confusão chamada vida, eu te convido a conhecer a Helena e descobrir com ela que se arriscar é necessário.

Compre F*ck Love aqui - http://amzn.to/2y3MX6V

Título: Fuck Love
Autora: Tarryn Fisher
Editora: Faro Editorial
Páginas: 288
Ano: 2017 

22 Revelaram sentimentos:

  1. Já vi resenhas bem intensas sobre esse livro, parece ser bem atrativo! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kaila - esse livro é muito intenso sim. Mas acredito que a gente precisa estar pronto para intensidade dele sabe?
      espero que se anime e leia Fuck Love!

      Excluir
  2. Oi, Sissi!
    Acho que, de todas as resenhas, a sua foi a que chegou beeem mais perto de me fazer ler esse livro. Eu tinha uma ideia completamente diferente da história..
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe das promoções em andamento e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa Luiza que bom saber disso! Leia sim.. não pense - pelo título - que é apenas mais uma estória de amor com pegada Hot... porque não é isso...
      Leia e me conte!
      beijao

      Excluir
  3. Por tudo que falou dá pra ver que o livro faz a gente pensar e muito em muitas coisas. Quando vi tinha achado que seria um daqueles livros que dão um tapa na nossa cara, com uma personagem forte e que a gente ou odeia ou ama pela visão que tem do mundo. Pode até ser assim, em certo ponto. Mas parece que o legal desse livro é explorar o sentimento do amor, explorar como nos afeta e também mostrar, fazer questionar os caminhos da vida e o que a gente faz dela. A personagem tendo esse tom de realidade fica muito mais fácil de ver isso no mundo, entendê-la e etc. Ela tem seus defeitos e sua parte bonita como todo mundo. Parece um baita livro mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris - faz pensar sim.... A Helena é forte e frágil. Ela ama muito e a todos, mas nao consegue se colocar em primeiro lugar... mas AMA a bichinha viu....
      é um baita livro... se vc ler volte pra me contar sua opiniao!
      Beijao

      Excluir
  4. Oi Sissi, não tinha lido nenhuma resenha desse livro, não sabia que se tratava de um livro hot, muito bacana quando encontramos uma personagem tão real assim como Helena, melhor ainda quando nos encontramos e nos identificamos.
    Ótima resenha, beijos!

    Divagando Palavras
    www.divagandopalavras.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não Aline.. não é HOT não... as pessoas pensam nisso quando leem a palavra FUCK, mas ele não é hot, nao é erótico.. ele é denso e intenso, cheio de sentimentos e sensações.
      Dá uma chance pra ele !hehehehe

      Excluir
  5. Não conhecia mas gostei muito da premissa, parece ser uma história muito interessante, acho que ia gostar =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  6. Sissi
    Nossa! Não imaginei que o livro traria uma questão pessoal tão emergente e até certo ponto envolvente, porque gosto quando a protagonista aprende com seus problemas e tenha resolvê-los de uma forma que acha correta, mesmo que o problema da perda e do amor, fiquem retornando.
    Desejo uma semana maravilhoso!!
    “O primeiro passo para a cura é saber qual é a doença.” (Provérbio Latino)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE SETEMBRO 3 livros, 3 ganhadores, participem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha. eu adorei.. viajei e compartilhei o problema de Helena... Amor é delicia, mas tb doi ne!

      Excluir
  7. O título do livro me chamou muito a atenção, não gosto de romances mas eu gostei da história desse e acho que vou dar uma chance, ele parece ser bem intenso e reflexivo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dá sim... dá várias chances #SomosTodasHelena

      Excluir
  8. Oi! Acredito que eu não pegaria o livro para ler por dois motivos: o primeiro é que eu não curto livros de romance, e o segundo é que parece que essa história de "menina se apaixonar pelo namorado da melhor amiga" já virou clichê. Eu provavelmente iria me irritar com a história e desistir da leitura. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah ai que tá a coisa toda. Esse livro não é sobre uma menina que se apaixona pelo namorado da amiga... não é simples assim nao.
      é sobre Helena aprendendo a ser HELENA de verdade... é a jornada dela.
      :)

      Excluir
  9. Desde que vi esse livro a capa chamou minha atenção e foi pra minha lista de compras. Me coloquei no lugar da personagem que situação difícil se apaixonar pelo namorado da amiga, como agir em uma situação assim, confesso que achei que era hot de muitas cenas de sexo rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahah é pq fala F*uck Love e a gente pensa logo no hot. Mas não é não....
      esse livro meio que me destruiu.... amei

      Excluir
  10. Olá, Sissi!

    Essa paixão da Helena faz ela repensar a vida inteira! Afinal, porque estou fazendo algo que é moralmente errado, que é se apaixonar por alguém que já tem namorada e ela é a sua melhor amiga? Será que é pelo fato de ser "errado" ou porque vivi de um modo que não percebi o que sou de verdade.
    Normalmente, com um titulo desse, você pensa que o livro é hot (Porque sempre associam Fuck com sexo?) e que a Helena vai ser a típica vilã da Malhação do passado que vai roubar o namorado da protagonista. Mas ela é humana, comete erros como todos e até mesmo o Kit não é perfeito, então tudo isso faz ela evoluir e ser uma mulher melhor, que se ama e que sabe realmente o que quer de si.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  11. Leti... e quem de nós é perfeito, certo? A Helena só está perdida... ela não sabe ao certo quem ela é, quem pode ser. Essa mudança que ocorre na Helena as 23 anos pode ocorrer com qualquer uma de nós em qualquer idade. Muitas vezes é uma mudança perigosamente necessária.....

    ResponderExcluir
  12. Oi, Sissi!
    Nossa, coitada da Helena, se apaixonar pelo namorado da amiga, tomar a decisão de pensar nela ou nos sentimentos dos outros em primeiro lugar... difícil a situação dela...
    Não costumo ler livros que nos faz pensar mas lendo seus comentários vou colocar Fuck Love na minha lista de leitura sim. Valeu pela dica. Abraços!

    ResponderExcluir
  13. Oi, Sissi!!
    Gostei muito da resenha. Realmente deve ser bem complicado para protagonistas está apaixonada pelo namorado da melhor amiga. Amei a indicação!
    Bjoss

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.