Resenha: Rosas e chocolate


Rosas e Chocolate da autora Tatyana Zille foi recebido em parceria com a  Editora Oasys Cultural, e nos conta a história de Yasmin, que após sofrer um acidente de carro aos 18 anos se vê paraplégica, presa a uma cadeira de rodas para o resto da vida.

Yasmim é uma mulher jovem que aceitou com resignação a condição que o destino lhe impôs. Logo nos primeiros capítulos vemos que ela consegue fazer muitas tarefas sozinha, como tomar banho e cuidar de si. Mas é óbvio que a vida de cadeirante não é nada fácil, por mais que a protagonista se esforce para nos passar essa visão. 


Depois de dezoito meses fora do Brasil em um intenso tratamento, chega a hora de retornar e com ela vem sua amiga Monik, companheira dedicada e inseparável durante todo o processo de reabilitação.

Todos os arranjos para a volta de Yasmin ao Brasil são feitos por Marcus e é também através desse querido amigo que ela conhece Geraldo, o homem que virá a se tornar seu marido. A história de amor de Yasmin e Geraldo sofre uma interrupção quando ele desaparece sem deixar rastros, e nossa protagonista precisa lutar para superar os obstáculos à sua frente.

Se a ideia era mostrar uma protagonista que mantém a fé na vida e no amor, apesar de todos os percalços da sua caminhada, a autora conseguiu me passar isso com Yasmin. Vale mencionar que o livro tem muitos toques poéticos, porém, a narrativa é, por vezes, um tanto apressada. 

Senti que a autora poderia ter desenvolvido mais certos pontos e situações, detalhado acontecimentos e dado um pouco mais de ênfase a algumas histórias. Em determinados momentos senti um certo toque religioso no livro, mas nada que incomode uma pessoa que não seja ligada a essa temática. 

Tatyana Zille nasceu em 1980 e, aos 18 meses de idade, a menina recebeu o diagnóstico de Paralisia Cerebral Espástica e em 1995 passou a escrever suas primeiras impressões mundanas e os primeiros versos. Seu primeiro livro foi , “O Jardim Suspenso”, uma coletânea de poesias.


Título: Rosas e Chocolate (exemplar cedido pela Oasys Cultural)
Autora: Tatyana Zille
Editora: Chiado
Páginas: 97
Ano: 2016

SORTEIO:

Gostou do livro e deseja levá-lo para casa? 
Participe do nosso sorteio em nossas redes sociais.
Acesse aqui.

14 Revelaram sentimentos:

  1. Parece ter uma história bonita e bem real. É uma luta de muitos e ver uma pessoa aceitando essa nova realidade, fazendo o possível pra se ajustar à ela e conseguir viver da melhor forma possível é algo que dá um sentimento de esperança na gente. Yasmim tem aí um problema que desanima muita gente e só posso imaginar como é viver assim. Ela parece uma personagem forte e isso é bonito. Os toques da narrativa também podem ser legais e é uma leitura que dá pra ler bem rápido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Cristiane! O livro é rápido de ler sim! Nem imagino como seria viver assim!

      Excluir
  2. É uma situação difícil para qualquer um ser cadeirante, a personagem deve mostrar suas angustias pois não é fácil aceitar essa situação, é uma historia que deve nos deixar refletindo sobre o assunto. Pena que em algumas partes não foram bem trabalhadas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Maria!
      Mas nada que impeça uma linda história de ser contada ;)
      Muito dificil a situação da protagonista....

      Excluir
  3. Sissi!
    Quem tem algum tipo de deficiência física, sabe o que é ter de depender de alguém para fazer muitas coisas.
    Não estou na cadeira de rodas e espero evitá-la durante muito tempo ainda, mas já é difícil, porque tenho de ter sempre alguém ao meu lado, mesmo com a órtese e a muleta, as pernas falham e sempre caio e entendo um pouco o sentimento da autora, em querer e precisar ser mais independente.
    Deve ser um livro sensível, mesmo com suas ressalvas e gostaria de lÊ-lo.
    Desejo uma semana maravilhosa e florida!
    “Para saber uma verdade qualquer a meu respeito, é preciso que eu passe pelo outro.” (Jean-Paul Sartre)
    Cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim Rudynalva! Estamos sorteando ele lá no instagram!!!
      Beijao

      Excluir
  4. Olá, Sissi!

    Eu achei bem interessante que, mesmo não sendo auto biográfico, tanto a autora quanto a Yasmin superam as limitações e preconceitos que quem é paraplégico passa. Se quebra aquela imagem do "coitadinho" e se vê o que as pessoas são realmente capazes de fazer para viver e amar, mesmo quando todos estão contra.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pura verdade! O amor está em todos os lados!!!!
      Beijao

      Excluir
  5. Achei que o livro era mais uma receita pronta mas após ler sobre o sumiço do marido da protagonista percebi que não é bem assim. Não é um gênero que costumo ler mas vi que tem poucas páginas e fiquei com vontade de ver como a autora desenvolveu a história em pouco espaço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah nao Maira... nao é receitinha de bolo nao!
      Tem uma trama bem inserida ali!
      Vc vai gostar! Estamos sorteando ele la no insta!

      Excluir
  6. Oi,Sissi!
    O livro aparece ser bem interessante. A protagonista sem dúvida é bem corajosa e forte por enfrentar um acidente com essa proporções. Gostei muito da resenha e quero muito ler essa estória.
    Bjoss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marta! Obrigada!
      Estamos sorteando o livro lá no insta! Corre lá!

      Excluir
  7. Oi! Que legal a proposta do livro! A ideia de acompanhar alguém com essa condição me parece interessante para nos fazer refletir sobre todas as dificuldades que essas pessoas passam sem que a gente perceba. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Gabriela! Sim.... as vezes a gente não percebe a real extensão das dificuldades do outro ne?
      Beijao

      Excluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.