24 dezembro 2017

Resenha: Cadê meu pai?


Foi com o coração já se enchendo do espírito Natalino que descobri esse livro do Bruno Godoi. Bruno é um escritor mineiro já com outros títulos publicados em formato físico, e no dia 02 de junho deste ano, quando seu pai fez 80 anos, Bruno o presenteou com essa história cheia de sentimentos.

Cadê meu pai? foi publicado na Amazon e conta com duas narrativas distintas.

Começamos nos dias atuais, com uma família reunida para a ceia de Natal, e quando o pai vai colocar as crianças para dormir atende o pedido dos filhos para que conte uma história de dormir. Mas não é qualquer história, é uma que as crianças já conhecem, mas nunca se cansam de ouvir.

Nesse clima gostoso, pós ceia, vamos conhecer Fredin e Zezim, dois meninos de Cidadezinha que estão totalmente dedicados a solucionar o mistério que dá título ao livro. Ivone, a mãe dos meninos, está passando por um sério problema de saúde e, em busca de uma certa paz nos dias mais pesados, envia os meninos atrás do pai, incentivando-os a solucionar um quebra-cabeça feito de peças de madeira.

Essa parte da história tem uma narrativa doce e recheada de regionalismos, pois Cidadezinha é inspirada na mineira Divinópolis e se eu fechasse os olhos por alguns minutos seria capaz de ouvir o sotaque macio das pessoas daquela região.



Além da frágil saúde da mãe, os meninos têm que lidar com a falta de dinheiro e de comida, e essa busca pelo pai, que nunca tiveram a chance de conhecer, lhes dá a distração necessária nesse momento de tristeza.  Zezim é José, o irmão mais velho, contando 8 anos, e Fredim é Frederico, o caçulinha de 6 anos. São inseparáveis e com um tremendo espírito aventureiro se lançam nessa jornada, com sonhos e expectativas de reunir novamente a família.

Durante todo o livro podemos perceber como Zezim se sente responsável pelo irmão mais novo, mesmo ele ainda sendo tão criança. Ele tem o olhar mais sábio que o caçulinha e entende que tem algo de muito errado com a mãe.


Os meninos também se ocupam com Leitosa, a velha cabra da família, e com Tortica, a goiabeira já cansada e cujos frutos são cheios de bichos. Durante toda sua aventura, os meninos aprendem coisas que vão carregar para o resto da vida, reforçando seus valores pessoais.

Ao longo do livro, personagens secundários vão surgindo, preenchendo as lacunas desse mistério que é o pai dos meninos e dividindo com eles suas histórias. Os meninos vão emocionar os leitores, com seu olhar inocente e suas brincadeiras de criança de interior, de um tempo não tão distante assim.

"- Eu quero ficar igual artista de cinema para sair com Vacão para pegar cocota.
- Pegar o quê?

- Namoradas - José explicou."

Bruno se inspirou no famoso Meu Pé de Laranja Lima - que é o seu livro favorito - para poder criar essa história doce e suave. Cadê meu pai? é um livro que pode ser lido em uma tarde, de preferência tomando um café bem quentinho e comendo pão de queijo.

Em tempo, Bruno me disse que esse livro é uma homenagem a todos os pais e suas famílias, Minas Gerais e Meu Pé de Laranja Lima. E você achava que não poderia ficar melhor, hein!

Compre aqui - R$ 2,99 - http://amzn.to/2iQQO0C

Título: Cadê meu pai?
Autor: Bruno Godoi
Editora: Amazon Kindle (ebook)
Páginas: 195
Ano: 2017

18 comentários

  1. Histórias com algo relacionado ao natal chamam atenção nessa época e achei bem bonita essa história dos garotos. Triste, por causa da mãe doente e de todas as dificuldades que eles passam, mas tem um tom de esperança, de fazer a gente torcer pra eles acharem o pai deles, que dá aquele tom bonito pra história. Ver os sonhos simples desses garotos, as brincadeiras e etc. Eles parecem fáceis de se gostar.
    E é uma história bem curta, mas parece valer a pena. Acho que iria gostar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah sim... Cadê Meu Pai? Vai te emocionar em várias partes. Recomendo demais essa leitura!

      Excluir
  2. Ainda não tinha ouvido falar do livro nem do autor, mas que os irmãos parecem ser uma gracinha, parecem! Sou suspeita pra falar porque acho muito fofo livros com crianças sendo protagonistas haha mas acho que ia curtir a leitura, apesar de também ter a parte triste de a mãe estar doente e tudo. Adorei a resenha!
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Gabs!
      Não deixe de conferir o livro... aproveite o precinho da Amazon!
      beijao

      Excluir
  3. Sissi!
    Tenho descoberto tantos autores nacionais novos pela Amazon e gostando muito de ler suas histórias criativas.
    Aqui o que mais gostei foi que o autor conservou o regionalismo, até na forma de chamar os protagonistas com a linguagem própria dos mineiros e também porque fala de família.
    Deve ser um livro irresistível.
    Uma semaninha abençoada na paz do Senhor e FELIZ NATAL!
    “Celebrar o Natal é crer na força do amor, é isto que transforma o homem e o mundo. Feliz Natal!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA dezembro 3 livros + 2 Kits papelaria, 4 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rudynalva - a melhor parte de todas é descobrir os novos autores né? Eu ando muito nessa pesquisa até porque eu escrevo também e fico feliz em ver o contingente Nacional crescendo e sendo apoiado!

      Dê uma chance para essa história linda! beijao

      Excluir
  4. Oi, Sissi.
    A história parece bem nostálgica por nos lembrar da infância.
    O autor parece bem criativo, usando o regionalismo e a inocência característica das crianças.
    Abraços.
    Diego || Diego Morais Viana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diego! Exatamente, o que me encantou foram esses toques que você citou. Uma história muito bacana e que eu recomendo demais!

      Excluir
  5. Ainda não conhecia, gostei muito da sua resenha :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Aproveite e vá conhecer! Não vai se arrepender!!!

      Excluir
  6. É uma história triste, mas que é boa pra entrar no clima do natal!

    ResponderExcluir
  7. Na primeira linha da resenha já percebi que era um livro que se eu ler com certeza vou chorar.
    O genero não é meu favorito, nunca leio nada do tipo mas essa história me pareceu tão delicada e bonita (e curtinha) que parece que vale a pena a leitura. Fora que é sempre bom apoiar autores nacionais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. isso mesmo Maíra! Sempre bom apoiar os nacionais!!!
      Obrigada pelo comentario!! Leia sim que vc vai curtir!

      Excluir
  8. Fiquei curiosa pra ler, adoro O Meu Pé de Laranja Lima. Deve ser uma historia muito bonita e ao mesmo tempo triste, fiquei com dó das crianças, mãe doente, sem comida e sem falar no pai que não sabem onde esta, achei que mostra a união entre os irmãos, parecem que se dão muito bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria - mostra mesmo o amor entre os dois... e toda a sinergia da cidade com eles.
      Vale super a pena!
      beijao

      Excluir
  9. Oi, Sissi!!
    Gostei de conhecer esse livro a história é muito bacana e fiquei bem curiosa para conhecer mas os irmãos Fredin e Zezim. Amei a indicação!!
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Marta! Vale a pena conhecer sim! Se vc tiver o Unlimited da amazon pode pegar o livro por la!

      Excluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.