07 maio 2018

Resenha: Do outro lado do espelho


Ah, como é legal voltar aqui para conversar com vocês sobre um livro que eu adorei ler! Paz de espírito que chama kkkk. Sem mais enrolações, vamos descobrir quais segredos existem Do outro lado do espelho.

Logo somos apresentado à Leona, uma garota que, inicialmente, não mostra nada de inovador, mas, tendo sua vida dentro dos mais perfeitos trilhos, a mocinha nem imagina que seu destino é muito mais complexo do que a nossa vã filosofia consegue explicar.

Ao ajudar sua vizinha com uma mudança e logo entrar em contato com um misterioso espelho, nossa protagonista atravessa um portal para Amantia, um mundo fantástico, num ambiente completamente hostil ao qual ela está acostumada, com seres e elementos próprios. Dentro desse novo universo, Leona precisa entender o porquê de ter sido levada até lá e, principalmente, correr contra o tempo e tentar voltar para o mundo real. Durante esse período ela terá que contar com a ajuda do oportunista e nada confiável elfo negro, mais conhecido como Ewren, além de enfrentar as várias armadilhas e missões que lhes foram impostas.

Deixa-me adivinhar: parece que você já leu algo parecido com esse resumo uma centena de vezes, certo? Tive a seguinte sensação, mas eu olhei para essa capa linda, ela olhou para mim. Depois eu fui dar uma conferida na sinopse e pensei: “por que não?”.


Assim que Leona atravessa o portal e é levada até Amantia, a autora nos apresenta um mundo completamente novo e interessante, cheio de peculiaridades. Dotado de dois sóis que precisam estar em perfeito equilíbrio, esse universo é vasto das mais distintas criaturas, desde humanos, híbridos e elfos até espectros e gingantes. A introdução de tais elementos fictícios, aliados a uma boa condução, fizeram a obra fluir bem. Além disso, tudo oferece perigo, batalhas são inevitáveis e poucas coisas são confiáveis, o que deu uma dinamicidade legal para a história.

Algumas personagens são carismáticas e, com o tempo, ganham nossa simpatia, como foi o caso da protagonista que, apesar da ingenuidade em alguns pontos consegue se sobressair e lutar quando necessário. Além do mais, Leona conseguiu crescer, se conhecer e amadurecer muito durante a trama. Deixou de ser a mocinha que sempre precisava de ajuda para ditar a sua própria vida, mesmo que esta agora tivesse mais e mais novidades iminentes para lidar.

Ainda sobre a conquista do coração do leitor, Ewren ainda não conseguiu me convencer. Creio que esse foi um dos únicos erros da autora: tentou forçar demais a personalidade de um personagem e, dessa forma, ele ficou completamente maçante, marrento e insosso. De fato, Ewren me irritou no início, sempre querendo diminuir a protagonista, se achando (quando ele era, no máximo, suportável).


A escrita da Emilly é maravilhosa e envolvente. Não se pode negar que a criatividade dela é expressa em cada linha. Com uma narrativa fluida, as 254 páginas passaram tão rápido que eu terminei querendo um tantinho mais. Entretanto (ai, PenDragon, por que você faz isso comigo?), ainda pude notar alguns erros de digitação que me incomodaram, sim, durante a leitura.

Sobre a edição: eu sou suspeita para falar, pois adoro todos os trabalhos do capista Marcos Pallas e dessa vez não foi diferente. Adorei o design, como a capa traduz perfeitamente a história a ser contada. A diagramação do livro está bela demais, composta por arabescos no início dos capítulos e flores nos finais de cada um deles. O tamanho da fonte também é bastante confortável.


Título: Do Outro Lado do Espelho (exemplar cedido pela editora)
Autora: Emilly Amite
Editora: PenDragon
Páginas: 254 páginas
Ano: 2017

9 comentários

  1. Oi, Mariana.

    É uma aventura e tanto, né?

    Imagino que para a Leona, foi algo bem único, fora da realidade, por fazer novas descobertas.

    ResponderExcluir
  2. A capa e a edição parece mesmo estar muito bonita. Também não me conformo com muitos deslizes como erros e revisão. Muitas edições lindas acabam perdendo o valor com esses descuidos. Eu não me importo se alguns detalhes acabam tomando o mesmo caminho nesses enredos de fantasia, o importante é como o autor se desenvolve e cria seu mundo a partir disso. Fiquei bem curioso e com vontade de fazer a leitura.

    ResponderExcluir
  3. Mariana!
    Não conhecia o livro.
    Ver que tem alguns erros de revisão também me incomodam quando são em excesso.
    E ver que a autora criou uma personagem forçada, não me agradou muito, mas ainda assim, acredito que por causa de todo plot, merece ser lido.
    Desejo uma ótima semana!
    “Um homem pode ser destruído, mas não derrotado.” (Ernest Hemingway)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MAIO – 4 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  4. Oi Mariana,
    Não lembro de já ter visto esse livro por aí, até porque essa capa com certeza iria chamar a minha atenção na hora.
    Fico animada em saber que essa trama é original, pois de inicio pensei que seria mais uma história onde uma garotinha se vê indefesa em um mundo distinto. Pelo jeito é uma leitura muito gostosa de acompanhar, com um cenário interessante e repleto de peculiaridades que atraem o leitor. Gostei de saber que a Leona vai amadurecendo durante a narrativa.
    Acredito que esse livro seria um ótimo presente para a minha prima.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Mariana,
    Nossa, tive mesmo a sensação de já ter lido algo do tipo, acho que na realidade os livros de fantasia que vem sendo lançados seguem um enredo bem parecido.
    Acho muito divertido conhecer esse novo mundo apresentado e suas características, outro ponto legal foi o crescimento da protagonista, é algo que sempre observo no gênero e acho essencial.
    Tão bom quando uma leitura conquista não é?
    A edição é mto bonita mesmo, simples e bonita.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Com certeza já li livros de fantasia que, pelo menos, começavam bem parecidamente com esse! Mas gosto bastante do gênero, pois sempre fico curiosa para saber como é o mundo criado pelo autor! Por isso, esses livros precisam ter muita criativa, assim como esse tem! Não conhecia-o, mas fiquei muito interessada, apesar desse Ewren. Um ponto positivo com relação à esse livro foi a protagonista amadurecer ao longo da história! Também achei a capa muito boa!!!

    ResponderExcluir
  7. Olá, Mariana!

    Mesmo lembrando de Alice no país das maravilhas, Do outro lado do espelho mostra um novo mundo, com personagens e desafios diferentes. Isso ajuda a tirar a história dos clichês e a torna ainda mais interessante.
    Pena que a PenDragon não está caprichando na revisão, deixando passar tantos erros de português. Em outras editoras, tal nível de erros mandaria o livro para a revisão novamente.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  8. Gosto de livros onde a fantasia é bem desenvolvida!! O autor com sua criatividade consegue fazer a junção perfeita entre a fantasia, romance e suspense. Personagens bem elaborados fazem com que a história flua bem!! A capa do livro realmente está linda e atrativa!!

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia o livro, mas gosto bastante dessas coisas meio Alice (mesmo as vezes sendo clichê). Parece ser um ótimo livro de fantasia, e u fiquei bem interessada.
    Uma pequena quando o livro tem erros, eles também me deixam bem incomodada.

    beijinhos
    She is a Bookaholic

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.