17 agosto 2018

Resenha: Deuses caídos


Fala galera, como estão? Hoje venho trazer a resenha do livro Deuses caídos, lançamento recente da editora Suma. E já vou avisando logo que favoritei. Mas por quê?

História: 
Deuses Caídos conta a história de um padre gay (que só quer saber de travestis), com poderes ocultos, que mais parece a fusão entre John Constantine (personagem dos quadrinhos) com Jesse (o padre das Hqs e série Preacher) em busca de um psicopata que anda matando líderes religiosos envolvidos em algum tipo de ato ilícito.

Para ajudá-lo nessa busca Judas Cipriano (o padre) vai contar com a ajuda de Júlia Abdemi uma policial que tem o poder de entrar nos aparelhos tecnológicos e tem um passado que ela mesmo desconhece.

Cipriano trabalha para uma sociedade secreta do Vaticano denominada Sociedade de São Tomé, uma organização especializada em manter o mundo real, ou seja, o nosso mundo, alheio do mundo místico, onde criaturas de todo tipo vivem, como Vampiros, Lobisomens, Anjos, Demônios e até mesmo Sacis, pois todas as lendas criadas no mundo real acabaram vindo de situações concretas, porém amenizadas para o público digamos assim.

E ao receber um e-mail destinado a ele cabe a Cipriano investigar o caso para dar fim nessa pessoa (ou criatura) que anda matando os padres por aí. No meio tempo ele deve recrutar Júlia para que ela venha a fazer parte da Sociedade de São Tomé no futuro.

Como é de se imaginar, as coisas não serão nada fáceis.


Resenha:
O livro na minha opinião é simplesmente fantástico. O livro se passa no Rio de Janeiro e toda sua ambientação é excelente, isso porque a forma como o Gabriel Tennyson constrói o mundo místico é perfeita, adaptando tanto as criaturas conhecidas mundialmente como as do folclore brasileiro para a nossa realidade brasileira e urbana..

Mas não se enganem também achando que esse é um livro besta de monstro, porque não é. Se você tem estômago fraco eu não recomendo esse livro. Ele contém cenas incrivelmente gráficas de brutalidade em suas mortes, torturas que você talvez nem imagine sendo descritas de uma forma crua, que se você não estiver preparado pode não se dar muito bem.

Para contrapor isso Gabriel Tennyson nos mostra uma veia cômica muito bem posta em seus diálogos. É um humor cínico, às vezes beirando o humor negro que faz com que você dê algumas risadas, principalmente com Cipriano. Afinal, para que melhor do que um padre que trabalha nas horas vagas fazendo bico em Stand Up Comedy contando piadas ateístas?

Aliás, não só de humor vive o livro. Além de sua história muito bem construída o livro conta com uma infinidade de referências passando de Sérgio Mallandro a Stephen King, todas em momentos pontuais, sem atrapalhar a trama. Inclusive o livro não perde tempo construindo seus personagens, ou pelo menos no sentido de que não se alongar nisso.

Judas Cipriano já vem definido logo de cara, assim que começa o livro você já percebe que ele é um personagem malandro, que não quer muita coisa da vida e meio cínico (Constantine). Já Júlia, essa sim tem um pouco de construção no decorrer do livro, com uma base bem sólida no começo mas que vai mudar um pouco ao descobrir sobre seu passado e entender o porquê de suas habilidades. 

Sobre a edição: O livro tem uma capa, na minha opinião muito bonita, mostrando o “bichinho” que cada vítima encara antes de morrer. Os capítulos são pequenos, ótimo para que a leitura passe mais rápido, porém, as letras são um pouco pequenas para contrapor isso. De resto nada do que reclamar.

Conclusão: Deuses caídos é mais um livro nacional excelente, que acredito que quem gosta de terror vai adorar. Quem gosta de fantasia também, porém, com aquela ressalva das cenas mais fortes. É um livro que com certeza vale a leitura, uma mistura de escrita pesada com divertida que equilibra bastante as coisas.

A Suma fez uma excelente escolha ao lançar essa obra. E pelo menos, na minha opinião, Judas Cipriano merece um lugarzinho no hall da fama de personagens memoráveis. Um livro muito bem escrito que, sinceramente, daria uma ótima série da Netflix. 

Como já disse antes, está favoritado. Até a próxima e fique esperto que talvez exista uma cidade de criaturas bem embaixo do seu nariz.

 

Título: Deuses caídos (exemplar cedido pela editora)
Autor: Gabriel Tennyson
Editora: Suma
Páginas: 288
Ano: 2018

18 comentários

  1. Amei a resenha. Instigou muito minha vontade de ler, apesar de ter cenas extremamente fortes que vc citou, pois sou meio avessa a torturas, ahaha... Esse padre me pareceu sensacional num todo e curti muito o fato dele fazer stand up,bem inesperado e criativo. Parabéns. Arrasou s2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paty.

      Verdade, curioso pra saber se você irá aguentar ler essas partes, mas tirando elas você vai adorar. Ele realmente é fora da caixinha kkkkk

      Bjs

      Excluir
  2. Oi Fábio,
    Não conhecia a obra!
    E pela sinopse, também acho que a Netflix deveria investir na série, rs.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alessandra.

      Verdade viu, ia ser uma serie excelente.

      Bjs

      Excluir
  3. Oi Fábio,

    Confesso que não tenho muito estomago para cenas fortes.
    Achei bem diferente a premissa da história, até o momento não visto nada parecido.
    Fico feliz que tenha favoritado, mas não sei se leria nesse momento.
    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jessica.

      Tem algumas cenas fortes sim, mas tem outras bem engraçadas, quem sabe um dia você não resolva arriscar? kkkk

      Bjs, boa semana.

      Excluir
  4. Gente, um representante da sociedade secreta do Vaticano... que trabalha para evitar que a gente descubra que vampiros, lobisomens e afins existem... e ainda trabalha no Brasil?! Rapaz! Eu gostei! kkkk Só não sei se teria estômago para ler as cenas de tortura com tantos detalhes macabros, mas fiquei foi curiosa para saber o que passa na cabeça de alguém que vai de Sérgio Mallandro para Stephen King no mesmo livro! kkkk
    Bjks!

    Mundinho da Hanna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Hanna.

      Arrisca, não deixa passar kkk. Pega o livro e lê. kkkkk É muito legal esse livro.

      Bjs

      Excluir
  5. Fábio!
    Já gostei porque é uma raridade livro único e com final fechado e esse é o primeiro motivo que me atrai a fazer a leitura.
    Depois gosto demais de livros que trazem uma abordagem religiosa embasada e mesmo tendo uma linguagem crua, sem rodeios (outro aspecto que me atrai), acho pertinente essa forma de colocar os fatos, afinal, mostra o que realmente aconteceu pela visão do autor.
    Vejo que é um livro rico em conhecimento e claro que quero ler.
    Gostei demais dos quotes.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rudynalva.

      Então, não entendi que quotes. Não tem nada pela visão do autor também não. O livro é de terror/policial. Lê a resenha =*

      Excluir
  6. Oi Fabio,
    Adorei a resenha. Confesso que me apeguei às partes cômicas, será que tem alguma pegadinha do Mallandro? Hahahaha.
    Bem diferente a proposta do livro e parece muito interessante, embora não seja muito minha praia.
    Mas me parece mesmo uma história fantástica e amei essa capa!

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fernanda

      Pode-se dizer que tem uma pegadinha do Mallandro no inicio do livro kkkkk. Bom, dependendo do tamanho do seu gosto por livro de terror eu diria para você arriscar. Eu gostei muito, apesar das cenas de torturas o livro tem mais coisas. Por outro lado, você que não gosta de fantasia pode não gostar por ver Gárgulas falantes por exemplo kkkkk.

      Abraço.

      Excluir
  7. Boa noite,
    Tudo bem?
    Cara, sempre bom ler novas recomendações de autores nacionais :)
    Ah, gostei quando você disse que é preciso ter estômago forte para certas partes do livro...adoro! kkkkkk

    Abraços e tenha uma excelente semana
    www.rimasdopreto.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sandro.

      Sim, sempre bom conhecer novos autores nacionais. Ultimamente ando lendo alguns que não ficam devendo em nada para autores internacionais. Leia mesmo essa obra, você vai gostar.

      Excluir
  8. Eu tenho certeza que em nenhum livro que eu li esse ano a sinopse conseguiu me surpreender tanto Li e reli essa a sua resenha umas duas vezes e a vontade de ler esse livro só aumentou essa mistura de stand-up com crítica social e a questão do padre ser homossexual com predileção por travestis realmente me deixou empolgada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carolina.

      Pois está ai uma boa pedida de leitura. Não deixe essa passa, compre e e leia, aposto que você irá gostar. =D

      Excluir
  9. Muito interessante a resenha, gostei bastante desse livro, principalmente por se passar no Rio de Janeiro. Mas sou sensível a certas coisas, então não acho um boa idéia eu ler esse livro por enquanto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana.

      Verdade, tem umas cenas mais pesadas, então é melhor deixar para ler quando estiver preparada. Mas vale a pena.

      Excluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.