08 agosto 2018

Resenha: Um vento à porta


“Amor não é o que você sente. É o que você faz.”

Minha experiência com Madeleine L’Engle foi através de Uma dobra no tempo e foi bem agradável, por sinal. A autora tem uma forma gostosa de escrever e nos deixa curiosos para saber o que acontece com o pai das crianças. Ok, até aí tudo está nos conformes.

No entanto, neste livro a coisa parece que muda e o que foi vivenciado antes parece não ter tanta importância assim. É claro que a gente precisa avançar conforme a vida vai passando, não é? Talvez essa tenha sido a ideia da autora, primar por não dar tanta ênfase ao passado, ao sufoco que eles passaram. Contudo, confesso, senti falta disso. 


No decorrer da leitura percebemos que a história se passa um tempo depois de Uma dobra no tempo, mas nada do primeiro livro é mencionado aqui. Esse fator, inclusive, faz com que cada volume possa ser lido de forma independente.

No segundo livro da série, Charles Wallace, um menino de apenas seis anos, mas que possui uma inteligência fora do comum, sofre o tão temido bullying. Talvez pelo fato de ser inteligente demais as crianças acabam exagerando e magoando o garoto. Meg está bem preocupada quanto a isso e tenta ajudar da melhor forma. Mas não será tão simples assim, afinal, ela descobre que Charles está vendo dragões no quintal de casa e que não é apenas ilusão da sua cabeça. Ela descobre que os dragões na verdade são Proginoskes, querubins feitos de asas, vento e chamas 

Outra coisa muito séria é o estado de saúde do menino. Ele não se sente tão disposto como antes e, como ele mesmo afirma, sua saúde vem regredindo graças ao seu problema com suas mitocôndrias e farândolas. Tudo passa a ser uma situação delicada e Meg precisará ser bem forte para ajudar o irmão.


Esse é só o começo de uma nova aventura, onde Meg e seu amigo Calvin precisam correr contra o tempo para salvar seu irmãozinho. E, para fazer isso, eles devem partir em uma viagem para dentro do corpo do menino e lutar para restaurar a brilhante harmonia do universo.

Por ser um livro infanto juvenil, considero a leitura um pouco complicada para esse tipo de idade. Por esse fator, quando alguém me perguntar qual o público desse livro, tenho receio em dizer essa frase de forma veemente. Não considero que seja assim, ainda que os personagens sejam jovens e a história seja perto disso. No entanto, a premissa é bem rebuscada e alguns termos são bem complicados para um adolescente. Apesar disso, acho válida a leitura, porque nos deixa atentos a cada detalhe e faz com que os mais novos fiquem assim também. 

Sobre a edição: Preciso dizer que a edição está linda. A capa é fosca, mas possui detalhes exuberantes. Por dentro algumas páginas são trabalhadas e a diagramação segue um padrão que proporciona uma leitura confortável. É claro que seria pura covardia comparar a capa deste segundo volume (da HarperCollins) com o primeiro (da DarkSide). A estética de um é absolutamente diferente da outra. Não que este segundo seja ruim, mas fica bem aquém em relação à primeira. 

Outras fotos:





Título: Um vento à porta (exemplar cedido pela editora)
Autora: Madeleine L’Engle
Editora: HarperCollins
Páginas: 224
Ano: 2018

10 comentários

  1. Eu ainda não consegui iniciar a leitura do segundo livro dessa série e já vi que saiu o quarto rs. Eu gostei do primeiro, vi que teve muitas criticas negativas, mas não encontrei tantos problemas (considerando a época que foi escrita). Mas lendo sua resenha, mesmo com as ressalvas, senti que esse tem mais ação e scifi mesmo que os outros.. Ainda quero dar uma chance =D

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Clayci.
      Dê uma chance, sim. Eu até que curti, mas o primeiro é bem melhor

      Excluir
  2. Naty!
    Tenho tanta vontade de ler essa série.
    Entendi seu ponto de vista na mudança de tudo ter de dar continuidade, mas de sentir falta do que foi passado, dá uma sensação de vazio, não é?
    “.A vida merece algo além do aumento da sua velocidade.” (Mahatma Gandhi)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA AGOSTO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso, Rudy.
      Você definiu bem. É essa sensação de vazio que dá.

      Excluir
  3. Oi Naty! Amei a sua resenha detalhada, e justamente por não ser um livro que se refira muito ao passado já ganhou meu coração ♡ anotadíssimo aqui! PS: você escreve muuuito bem! Kissinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Chez. Espero que você leia e curta rs.
      Obrigada :D

      Excluir
  4. Olá, Natália!

    Bem você comparou uma versão em HQ de Uma Dobra no Tempo com a versão normal de Um Vento à Porta, o que realmente iria dar em grandes diferenças, até mesmo porque a HQ é um meio mais gráfico, que já transforma em imagens a imaginação da autora.Mas não temos como negar que a DarkSide capricha bastante nas capas e na diagramação também. Todavia, a versão normal de Uma Dobra no Tempo pela Harper Collins segue o estilo de Um Vento à Porta sem muitas diferenças.
    Aliás, o tema de se aventurar pelo corpo humano também inspirou outros livros e filmes. Me lembro até hoje de um filme chamado Osmose Jones, em que ele é uma célula de glóbulo branco que defende o corpo do humano onde vive de doenças, como se esse corpo fosse uma verdadeira cidade, sendo um grande exemplo disso. De novo, Madeleine abriu a estrada para outro autores também trilharem com sucesso.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  5. Não sabia que a autora tinha esse livro também, o que deixa bem legal, pois Uma dobra no tempo é bem fascinante. Espero que esse livro seja também surpreendente e de muito sucesso.

    ResponderExcluir
  6. Eu adorei esse livro Não vejo porque muita gente critica a história por que é realmente uma coisa bem diferente do que eu tô acostumado a ver não sabia que a Dark Side tinha uma edição desse livro

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.