25 setembro 2018

Resenha: 99 dias


Há meses venho namorando esse livro. Tudo nele me chamava a atenção, desde a capa azul soft touch até a sinopse, que bradava o erro de uma menina que traiu seu namorado com o irmão dele.

Eu estava louca para conhecer Molly e já sabia que ela tinha um segredo que contou para uma única pessoa: sua mãe.

Acontece que a mãe de Molly era uma escritora, best seller do NY Times, que estava com bloqueio criativo.

Molly contou seu segredo para a única pessoa que não poderia contar.

A verdade é que ela fez uma enorme besteira... Quando rolou essa coisa toda de traição, ela namorava Patrick e traiu o moço bonito com ninguém mais, ninguém menos que Gabe, irmão de Patrick. Com o peito cheio de sentimentos em ebulição, Molly corre para os braços da mãe e conta tudo a ela, nos mínimos detalhes, e sua mãe transforma a história de Molly em um livro, que logo vira outro best seller, transformando a vida da garota em um verdadeiro inferno.


E ela faz a única coisa que poderia fazer no momento: sai da cidadezinha onde mora - e onde todos se conhecem - e cursa o último ano do ensino médio em uma escola interna, longe dos olhares acusadores de todos.

Chega o fim das aulas e ela tem 99 dias - as férias de verão - para passar em casa e, mesmo sabendo que vai ser uma tortura, ela empacota suas coisas e volta para casa.

Vale ressaltar que a vida de Molly passa a ser um verdadeiro inferno, desde os olhares acusadores que recebe até as palavras grosseiras que lhe dirigem. E ela também não se ajuda, pois, ao invés de encarar, altiva, todas as pessoas que julgam conhecer sua história, ela se recolhe, acuada, deixando-os ganhar espaço e vantagem.

Aposto que você está aí pensando: Mas, Sissi, ela está errada mesmo! Traiu o namorado! Que coisa feia!

Nem tudo na vida é preto no branco, minha gente... Parem para absorver esse minuto de sabedoria da Tia Sissi.


Molly também tem sua versão dos fatos, apenas optou por não contá-la e nem se defender, e durante a leitura de 99 dias vamos conhecendo mais sobre essa mocinha, sobre Gabe e Patrick e sobre o que realmente aconteceu entre eles.

Mais uma vez temos uma história - tão comum - onde mulheres julgam as outras, chamando-as por nomes e transformando-as nas vilãs sem ao menos questionarem o quão culpado são os homens. E mais um vez tive vergonha por essas mulheres.

A narrativa de Katie Cotugno é envolvente e a forma como a história é contada torna esse um livro fácil e rápido de ler. A cada capítulo temos a contagem dos dias, e às vezes um capitulo tem três páginas, enquanto outros se resumem a uma linha.

Confesso que a parte adolescente que vive em mim criou uma certa empatia com Molly, e em vários momentos eu gostaria de ter podido pegar na sua mão e avisar: você está fazendo tudo errado.

Sobre a edição: A Rocco nos presenteou com uma edição caprichada. A capa em soft touch - como falei anteriormente - e os tons de azul mesclado ao branco no título e subtítulo, deixam o livro muito agradável aos olhos. A diagramação está ótima, e os capítulos são delicadamente encabeçados pela contagem dos dias em letra cursiva, e a contra capa, ai ai ai... cheia de corações.


Obrigada Rocco, pelo carinho com os leitores!

Título: 99 Dias 
Autora: Katie Cotugno
Editora: Rocco - Jovens Leitores
Páginas: 384
Ano: 2018

4 comentários

  1. Olá, como vai?
    Nunca tinha ouvido falar do livro, mas depois da sua resenha e dessa capa que eu amei, fiquei super curiosa e doida pra ler hahaha.

    Beijos!!
    https://sentimentos-de--uma-garota--bipolar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. essa capa é fofa mesmo ne? E a historia me encantou tb... por alguns motivos eu nao consegui ter nenhum ranço da protagonista...

      Excluir
  2. Oi Sissi! Já tinha visto esse livro por aí mas n sabia do que se tratava... Gostei do que li na sua resenha, fiquei curiosa! Vou botar na listinha 😉
    Olhando essa capa parece até um sick lit...
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Eu ja tinha visto em umas postagens no instagram esse livro e apesar de achar a capa muito linda eu confesso que nao fiquei nem um pouco interessada na historia. Apesar de a capa dar indicio de ser um romance chick-lit

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.