18 setembro 2018

Resenha: Garota-Ranho


Talvez você até não conheça o escritor e ilustrador canadense Bryan Lee O’Malley por nome, mas, certamente, conhece algum de seus trabalhos. O mais famoso deles é Scott Pilgrim, série de HQs que deu origem a um filme dirigido por Edgar Wright em 2010.

E neste ano, a quadrinhos na Cia, selo da Companhia das Letras, lançou aqui no Brasil a HQ Garonha-Ranho, mais um título do quadrinista, o primeiro trabalho de O'Malley que não foi desenhado por ele, as ilustrações ficaram a cargo de Leslie Hung.

Garota-Ranho traz a história de Lottie Person, uma blogueira de moda que vive uma vida perfeita e incrível — ou pelo menos é o que ela quer que a gente acredite. A verdade é que sua alergia está fora de controle, seu nariz não para de escorrer, o namorado acabou de trocá-la por uma garota mais nova e é possível que ela tenha cometido um crime.


Ao longo da HQ, Lottie passa por diversos momentos de conflito entre seu ego, inflado pela fama, e o desastre que se tornou sua vida pessoal. É durante essa confusão que a protagonista conhece Caroline, uma também blogueira de moda que já no primeiro encontro demostra uma série de afinidades com ela. Lottie, que considera Carol uma pessoa “perfeita”, e em muitos aspectos melhor que ela mesma, passa a desesperadamente tentar ser amiga da garota.

Ao contrário das principais obras de O'Malley, a Garota-Ranho não se utiliza de elementos fantasiosos. Entretanto, em momento algum tenta se pautar no realismo. A HQ é recheada de eventos estranhos e situações irreais, as quais não dá para saber com certeza se realmente aconteceram ou se são devaneios causados pela atual situação da personagem.

A trama traz temas interessantes como uma leve crítica a "cultura da aparência", como o fato das pessoas criarem versões de si mesmas online, tentando passar uma imagem de felicidade que não condiz com a realidade, o que pode ser claramente visto entre Lottie e suas amigas. 


Outro ponto que preciso comentar com vocês é a linguagem dessa HQ. A sensação que temos quando estamos lendo é que estamos em uma conversa dentro de uma rede social repleta de "termos abreviados" e expressões características da galera teen. Quase precisei de um dicionário. Rsrsrs. 

Apesar de não ser o tipo de histórias em quadrinhos que estou acostumada a ler eu recomendo a leitura de Garota-Ranho. Vale a pena conferir a história das garotas blogueiras e de seu universo. 

 

Título: Garota-Ranho (exemplar cedido pela editora)
Autor: Bryan Lee O' Malley e Leslie Hung
Editora: Quadrinhos da Cia.
Páginas: 136
Ano: 2018

5 comentários

  1. Oi, Thais!

    Não tenho o costume de ler HQs, mas achei bem legal a premissa e também a razão do título do livro hahaha ótima resenha!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Como já disse algumas vezes, não tenho o hábito de ler HQ, mas ultimamente eu tenho ficado cada vez mais curiosa. Esse livro está bem marcado na minha memória, primeiro por esse nome hahahaha, segundo porque eu to vendo muita gente falar bem da história ☺ Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir
  3. Olá Thais.

    Gostei da resenha. Quero muito ler Scott Pilgrim, mas acho que vou arriscar nessa HQ ai também.

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá, Thaís.
    Eu já vi alguns comentários positivos sobre essa HQ e me interesso por ela. As ilustrações são bem bonitas. Acho que só vou ter dificuldade com essa linguagem usada porque mesmo usando as redes sociais sou de outra época hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  5. A HQ parece ser maravilhosa e eu já tinha lido vários outras hq´s do autor e inclusive sou fan de uma das adaptações dos quadrinhos deles. Gostei particulamente dos traços das ilustrações eu só não gostei especialmente do titulo do livro.

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.