06 março 2019

Resenha: A pequena caixa de Gwendy


Stephen é Stephen… E quando estamos diante das obras desse autor não importa a fila, a gente passa na frente e só sorri por ter um exemplar tão lindo em mãos.

O lugar:
A cidade de Castle Rock foi palco de alguns acontecimentos estranhos há muitos anos. Existem três formas de se chegar até Castle View a partir dessa cidade: pela rodovia 117, pela Estrada Pleasant e pela Escada Suicida. Há um mistério nesta última, pois duas pessoas se suicidaram nela. 

A personagem:
O livro inicia em 1974, quando Gwendy Peterson tinha apenas 12 anos, além de ter preocupações com seu peso excessivo e o bullying na escola. Em todos os dias do verão, a garota vai até a Castle View pela escada, subindo em ziguezague. Ao ver que consegue enxergar a ponta dos seus pés com a coluna ereta (como os colegas de escola zombavam dela, que toda garota deveria conseguir), isso lhe dá mais disposição para continuar. Seu ritmo começa a melhorar e ela passa a correr.


O homem e seu chapéu:
Certo dia, um homem a chama no alto. Ele usava um chapéu e parecia velho, segundo ela. Por isso, não deveria conversar com ele. Porém, o estranho insiste. E, com muito custo, a garota cede. Richard Farris, o até então desconhecido, dá uma caixa muito especial para Gwendy. Mas, afinal, por quê? Por que logo ela? Para quê?

A caixa:
O objeto recebido, capaz de produzir algo delicioso e mágico, também é cheio de botões coloridos. Ele será capaz de transformar a vida de Gwendy, só que ela não sabe muito bem disso. Tudo o que sabemos é que o botão vermelho realiza os desejos do guardião da caixa. Existem outras cores, também, mas não vou dizer uma por uma para não perder o encanto de ler e descobrir o que acontece. Detalhe… cada cor representa um continente e a cor preta representa o mundo.

Com essa caixa em mãos a protagonista precisa ter responsabilidades, afinal, ninguém poderá saber desse segredo. Ninguém. Com isso, ela precisará lidar com as consequências desse poder em mãos. O que essa caixa tem de tão diferente? Por que é necessário esconder das pessoas? 


A caixa tem o poder de realizar coisas capazes de levar a felicidade à garota, todavia, ao mesmo tempo, isso pode representar um grande perigo.

Sobre a obra:
A história é repleta de magia, de encanto e a gente fica ansioso e curioso para saber o que acontece com a garota e a caixa misteriosa. Tudo é bem pensado e nos passa uma lição, nos faz refletir como é e como seria o comportamento humano quando exposto a situações que lhe atribui poder. 

Senti que a premissa foi uma ótima proposta, mas o que se observa é apenas a promessa de uma história que tinha tudo para ser mais detalhista, ter sido mais explorada. A quantidade de páginas me deixou receosa quanto a isso. Porém, não é uma obra mal elaborada, que não deixa respostas durante a leitura; não é nada disso. O livro cumpre com o que promete, no entanto, o leitor espera que tenha mais, que vá além do básico.


Não é o típico desfecho que estamos acostumados nos livros do King, isso é fato. Todavia, a obra é uma ótima pedida para ler aos filhos, sobrinhos e até mesmo presentear um adulto.

Sobre os autores:
King é o mestre do terror e, nesse caso, não é necessário falar tanto dele, já que é muito conhecido no mundo literário. Quanto a Richard Chizmar, ele é fundador e editor da editora Cemetery Dance Publications, dedicada ao terror e ao suspense. Ele participa de revistas e antologias.

Nessa história, King teve a ideia do enredo, mas não conseguiu desenvolvê-la. Decidiu então entregar ao Chizmar para finalizá-la. Quem conhece as obras do King consegue perceber que a história é sua, com as suas características. No entanto, no quesito personagens a coisa muda e percebemos a superficialidade nisso. 


Sobre a edição:
A beleza vai além da capa e contracapa. O trabalho interno é bem feito, os números das páginas são diferentes e os traços mostram que a editora teve todo um capricho para deixar a obra chamativa. A cor da capa é bem diferente, atraente e tem tudo a ver com a história.

Ainda observamos ilustrações, o que deixa a história mais real e aconchegante. Não encontrei erros de revisão e nem tampouco uma tradução mal feita. Foi tudo muito bem encaixado, inclusive com expressões que aproximam o brasileiro à história.

É uma obra que poderia ser melhor? Sim, sem dúvidas. Mas é uma edição que faço questão em ter na estante, preenchendo a minha coleção. King continua sendo King, ainda que tenha um deslize ou outro… Um defeito aqui ou acolá não tira o mérito dele e nem de suas obras.

Outras fotos:




Título: A pequena caixa de Gwendy (exemplar cedido pela editora)
Autores: Stephen King e Richard Chizmar
Editora: Suma de Letras
Páginas: 168
Ano: 2018

28 comentários

  1. Respostas
    1. Hahaha. Vai ler em 2030 só... Se seguir seu ritmo de ler em ordem kkkkkkkkk.

      Excluir
  2. Oi, Nat

    Eu recebi o livro e ele está aguardando aqui a vez dele. Compreendo quando você diz que faltou algo mais, acho que há certos tipos de enredo que pedem um maior aprofundamento e esse era um deles, ainda que a história não seja ruim.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Tamires.
      O livro é muito bom, mas poderia melhorar na questão do enredo e aprofundamento da história rs.
      Beijos

      Excluir
  3. Eu acredito que sim, Mestre King é Mestre King! E quando se é fã, mesmo que a história não seja lá estas coisas, a gente nem detona totalmente..rs
    Li recentemente que este livro é como se o autor já tivesse escrito sobre tudo e não tivesse mais assunto, daí veio este enredo furado e pronto. Toca o nome do autor e acabou.
    Mas pelo que li acima, não é apenas isso. Pode sim ter faltado uma pancada de coisas,mas tem uma história, e por si só, já vale a pena a leitura.
    Eu quero muito poder conferir!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente... King é King e isso já vale a leitura.
      Leia sim e depois me conte rs.

      Excluir
  4. Bem, achei bem interessante pelo mistério da caixa e da garota e como ela vai lidar com isso. São muitas situações para explorar e tem muita coisa pra prender o leitor, deixar aquela curiosidade boa ao ler. Não li muita coisa do autor, então não saberia o que esperar do final também. Vi algumas pessoas, fãs, que reclamaram de umas coisas assim por esperar demais ou imaginar uma coisa do estilo do autor, mas aí fiquei foi boiando mesmo por não saber muito xD
    Acho que iria gostar. A narrativa dele parece legal, o mistério é bom e pelo jeito da história acho que teria uma leitura bem gostosa com ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito legal, sim, Cris.
      Super indico e espero que goste.

      Excluir
  5. Oi, Natalia!

    Confesso que tenho alguns problemas com os livros do SK justamente por serem longos e terem uma narrativa pesada, então gostei de saber que esse é mais curto, e a premissa da história também me interessou bastante. Dica anotada!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol.
      Esse é totalmente o oposto.
      Bem curtinho, dá pra ler numa sentada, bem rápido.
      Então vale a tentativa para ter a experiência.

      Excluir
  6. Amei essa sua postagem, sempre estou visitando seu blog e lendo suas postagens.. Seu blog está salvo em meus favoritos..

    Parabéns!

    Amo seu blog ❤️..

    Meu Blog: Resultado Totolec Show

    ResponderExcluir
  7. Acho que esse vai ser um do King que vou ler sem me tremer por inteiro kkkk confesso que fujo do gênero que ele escreve mas esse livro se mostrou totalmente diferente. Gostei bastante dessa pegada de magia e mistério que ele abordou, fiquei curiosa com a escada e principalmente com essa caixa. Acho que a mensagem que ele quis passar sobre como o poder pode transformar as pessoas ficou bem clara, só faltou mesmo a história ser melhor explorada. Olha acho que vou ler sim kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é super tranquilo, Luana.
      Não tem nada que cause medo ou coisa do tipo haha.
      Tente e me conte. Você vai curtir.

      Excluir
  8. Olá! De início acreditei que seria mais um livro que teria que passar, pois no momento ando fugindo do terror, mas foi bacana descobrir que teremos mais suspense, logo a curiosidade levou a melhor e já quero muito conferir a história completa, apesar de alguns detalhes. A edição está realmente linda e só por isso, vale muito para ter na estante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse dá pra você enfrentar, Elizete.
      Super calmo, tranquilo e nada que cause medo rs.
      A edição é invejável. Super adorei.

      Excluir
  9. Aaaa, eu amo um livro com suspense e mistério
    Já coloquei aqui na minha listinha para ler muito em breve. Estou com difícil meta de voltar a ler 100 livros em 1 ano.

    Abraços,
    Bananices

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Victor.
      Espero que goste.
      Sei como é, até tinha essa meta, mas acabei abandonando rs.

      Excluir
  10. Oi Nat, tudo bem?
    Sem dúvidas, o livro é lindo. Edição caprichada, ilustrações bacanas.
    Mas a trama em si não me chamou muito a atenção. Só tive uma boa experiência com King até agora, não sei se pretendo dar novas chances tão em breve. :(
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pri.
      Tudo bem. Uma pena. Esse é um livro que tem uma história tão legal.
      Mas é assim mesmo, não atrai todo mundo rs.
      Tente dar uma nova chance, quem sabe...

      Excluir
  11. Naty!
    Como disse, King é King e mesmo errando, ele acerta...kkkkk
    Fiquei foi curiosa, sabe?
    E se é um livro que pode ser lido em família e para os filhos, não deve ter algo aterrorizante, deve ser mais algo relacionado ao poder e nossos desejos.
    Gostei, quero ler.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaah, Rudy...
      Ele é fantástico!
      Sem dúvidas pode ser lido para os filhos, sim. E recomendo.
      Serve até de lição.

      Excluir
  12. As obras do King sempre dividem opiniões, né? Fiquei encantada com a capa desse livro, mas não me identifiquei muito com o estilo da história!

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma pena, Kaila.
      Quem sabe um dia você dê uma chance rs.

      Excluir
  13. Oi, Naty
    Ainda não conheço a escrita do King, porém morro de vontade e medo ao mesmo tempo para ler sua obras.
    Amo um bom suspense e tenho certeza que vou adorar esse livro, já que passa mensagem sobre poder entre outras que nos leva a refletir. E todos podem ler crianças e adultos.
    Estou querendo saber o significado da caixa, seus botões e se Gwendy soube usar ou se abusou seu poder.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Eu tô precisando ir no oculista, só agora vi que esse livro era do mestre x). Me interessei demais tudo que ele poe a mao vira ouro (e pesadelo). Vou precisar pesquisar mais sobre esse Richard. Fotos incríveis, parabéns.

    ResponderExcluir
  15. á vi essa edição na livra e fiquei encantada, é muito bonita. Confesso que tenho certa resistência com Stephen King, apesar de nunca ter lido nada do autor. Sei de alguns clássicos mas, como não tenho o terror como minhas preferências sempre deixo para lá leituras assim. No entanto, gostei da resenha e talvez daria uma chance ao livro afinal, é curto e acho que seria mais tranquilo para ler.

    ResponderExcluir
  16. Oi, Nat!!
    Realmente King e King e sempre vamos querer furar a fila e querer os livros do mestre!! E fiquei muito curiosa para ler mais essa obra fantástica do Stephen King. E a edição está linda demais!

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.