15 outubro 2019

Resenha: O príncipe cruel


Jude tinha sete anos quando viu os pais serem assassinados. Ela estava em casa com suas duas irmãs, e não só teve que aguentar o sofrimento de ver seus pais morrerem, como também foi tirada de casa e levada para o mundo das fadas. Foi lá que descobriu que sua irma Vivi era feérica, e que ela e sua irma gêmea, Taryn, eram humanas e que isso era um problema. Dez anos se passam, Jude e suas irmãs aprendem a viver com Madoc, o responsável pela morte dos pais e por cuidar delas como filhas, no reino das fadas.

Essa é minha segunda experiência com Holly Black, e como a primeira não foi lá essa coisas, fui sem muita expectativa. Mas fui surpreendida com o ritmo da história e das intrigas da corte. Sem falar que o mundo é cheio de lendas, reinos e detalhes. Tudo tem um nome específico, e tudo é perigoso para os poucos humanos que vivem lá. A autora criou uma atmosfera de medo, onde Jude precisa estar sempre atenta e desconfiada. Mesmo estando com os férricos há dez anos, eles ainda a odeiam. Os humanos nesse mundo são desprezados e tratados como nada. Eles são menos do que o mínimo, não merecem qualquer tipo de respeito. A vida dela e de Taryn só não é pior por causa de Madoc, que tem um cargo de respeito e é muito temido pela sua fama em batalha. 

Mas, mesmo assim, os dias são difíceis e inconstantes. Às vezes ela consegue ter um dia normal na escola, em outros é envenenada com uma fruta que deixa os humanos totalmente sujeitos aos feéricos. Sujeitos em um nível de tirar toda a roupa e deixar fazerem o que quiserem na frente de todos, ou de pular do prédio e se matar. Confesso que essa vibe de perigo constante e medo foi o que me conquistou, rs. Porque no começo temos uma Jude indo para escola e sendo maltratada, até que ela começa a revidar. Vivi sente um ódio mortal de Madoc, e é a ovelha negra da família, não indo nem mais para a escola. Taryn é uma sem noção que faz de tudo para ser aceita. Esse combo escola + irmã chata do caramba me entedia. Então, quando Jude começa a ficar com ódio é que as coisas ficam interessantes. Principalmente por que esse ódio traz um plot twist muito interessante, mudando a vida de Jude e, consequentemente, a história.


Jude é uma personagem que não consegue mais aceitar ser tratada como lixo. Se não é para ser aceita, ela decide que vai colocar fogo no parquinho. Estar sempre alerta e ser melhor do que todos é algo que aprimorou ao longo dos anos. Fora que precisa lidar com Madoc, que sempre a tratou como pai, o que ele não é. Ela não consegue odiá-lo totalmente, porque muito tempo se passou, e ele sempre a tratou bem, e isso é conflitante para ela. Precisa também lidar com Taryn que é submissa em um nível absurdo, se coloca em problemas, despreza a irmã me favor dos feéricos e acha que tudo que Jude faz é errado.

Jude acredita que aquele mundo agora é o dela e vai lutar para se manter nele. Seu principal problema se chama Cardan, o príncipe feérico que é abusador e insuportável. Conhecemos bem pouco dele nesse livro, mas o ranço já está instalado. Os feéricos no geral são ardilosos, cruéis, egoístas e violentos. Todo cuidado é pouco para os humanos. Humanos esses que, quando vimos pelo reino, estão sempre em posição de submissão e abuso. Claro que vamos descobrir um pouco por que Cardan é assim tão cruel, o que para mim não justificou nada, e como a vida dele e de Jude se junta de forma inquebrável.. E não, não é por um romance.

Talvez essa resenha tenha ficado um pouco vaga, sem falar de outros personagens, mas o legal no caso dessa história é você conhecê-los conforme lê. É você sentir o nível de maldade dissimulada ou real em cada feérico que fala com Jude. É perceber como funciona a corte, que se aproxima da data de escolher um novo Rei, como isso pode deixar as pessoas ainda mais perigosas. Talvez ir sem expectativas tenha ajudado, mas curti demais a história. Existem duas reviravoltas principais, e a segunda me deixou de queixo caído. Já estou 100% pronta para a continuação. 


Título: O príncipe cruel
Autora: Holly Black
Editora: Galera Record
Páginas: 321
Ano: 2018

13 comentários

  1. Apesar de ainda não conhecer o trabalho da autora, amo o gênero, por isso fiquei encantada com a resenha acima. Jude é o tipo de personagem que vai crescer no enredo e é outro ponto que me fascina!
    Ela vai aprender a se defender a também a defender o lugar que acredita ser seu. Mas oh, acredito que virão muitas reviravoltas nos demais livros!
    Com certeza, vai para a lista de desejados!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi!

    Conheça a autora, ela é bem famosa por fazer protagonistas femininas legais. Quando a Jude aprende a jogar e se defender, que o livro fica realmente bom, rs. Também estou ansiosa pelas reviravoltas!
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Jéssica. Quando eu vi este livro fiquei muuuito na vontade de ler, pois gosto da autora até. O negócio é que eu me desanimei com a premissa cem por cento pois histórias de seres feéricos não são para mim. Me anima a protagonista ser uma personagem tão forte, mesmo com seus traumas recentes. Parece ser uma ba história.

    Silviane, blog Memento MoriParticipe do Top Comentarista de Outubro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Silviane!

      É uma boa história sim, mas entendo seu pé atrás, também fiquei. Mas como tem uma vibe mais dark, e os féericos são perigosos, acho que pode gostar da leitura, pois ela sai do comum sobre essa mitologia.
      Bjs

      Excluir
  4. Jéssica!
    Muitos detalhes a serem observados durante a leitura para um melhor entendimento.
    Não li esse livro ainda da autora, mas gosto muito da ficção fantasia criada por ela, porque gosto de toda mitologia de seres fantásticos, como fadas, feéricos, etc...
    Gostei foi muito de sua resenha e fiquei curiosa e interessada por fazer a leitura.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy!

      Que bom que gostou! Se gosta dessa mitologia, com certeza vai amar. É bem diferente dos que li do mesmo assunto, gostei bastante.
      Bjs

      Excluir
  5. Jade Passos17/10/2019 12:18

    Já li um livro da Holly Black e gostei. Fiquei louca para ler esse livro desde que saiu, amo fantasia, só não comecei ainda por que ainda não saiu a continuação e se o livro for tão bom quanto dizem, vou querer devorar tudo de vez.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jade,

      A continuação sai no começo do ano que vem, já dá para ir lendo, é uma boa fantasia!
      Bjs

      Excluir
  6. Oi!
    Imagina o susto das garotas de sair de uma vida comum para um mundo de fadas, um tanto traquinas.
    Gosto dessa reviravolta de "hoje você brinca, amanhã você é o brinquedo" kkkkk.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Giovanna,
      kkkkkkkkkk, é isso mesmo. Elas surtam, e ela fica triste e é abusada psicologicamente várias vezes, e daí quando mete o loko que o livro fica bom!
      Bjs

      Excluir
  7. Oi, Jéssica!
    Gostei da premissa, gosto bastante de literatura fantástica. É a primeira resenha que leio sobre esse livro, e gostei, acredite, não está vaga, achei divertida por conta das expressões que você utilizou rs.
    Já ia perguntar isso: certeza de que vai rolar uma continuação?
    Fiquei interessada em saber como a personagem vai lidar com tantas questões conflitantes, principalmente pela idade em que se encontra.
    Obrigada pela indicação!

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Acredita que estava de olho nesse livro, a capa me chamou bastante atenção. A trama é interessante, me deixou super curiosa. Gostei dessa mistura de humano com a fantasia, fada e etc. Espero poder ler!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  9. Oi, Jéssica
    Não li nada da autora, via sempre o livro quando entro nas lojas online e nunca pensei que se tratava de algo tão bom assim.
    Gostei muito do enredo nesse universo onde os humanos não valem nada e ainda podem sofrer abusos de qualquer tipo dos feéricos.
    Quero poder ler Jude parece ser uma personagem forte que ainda vai crescer muito na trama.
    Beijos

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.