09 outubro 2019

Resenha: Trilogia Alien


Como a maioria das franquias de filmes clássicos, Alien é um verdadeiro namoro de cobra quando o assunto é a linha do tempo: tudo enrolado. Criada originalmente para quatro filmes, a franquia narra a aventura da tenente Ripley nos confins do universo.

Tudo começa no ano de 2122 (Alien - O oitavo passageiro) quando os tripulantes da Nave Nostromo, que voltava para a Terra, são acordados de seu hipersono para atender um chamado bastante estranho e descobrem que há uma nave alienígena encalhada no local com milhares de ovos (que posteriormente descobrirão ser de xenomorfos) prestes a eclodir.

O segundo filme (Alien - O resgate) se passa em 2179, 57 anos após os desastres ocorridos na nave Nostromo. Ripley é a única sobrevivente. Ela é encontrada em sua cápsula de hibernação e levada para um satélite da Weyland-Yutani, uma megacorporação. Quando descobre que o planeta LV426 (onde se passa a história do primeiro filme) está colonizado pelas estranhas criaturas que eclodiram dos ovos, Ripley decide voltar para avisar os moradores do perigo, uma vez que o planeta serve de base para a corporação WY e há muito trabalho por lá. Mas quando ela chega, encontra apenas uma pequena sobrevivente, a garota Newt, que lutava para se manter viva em meio às infestações dos xenomorfos.


"Alien - Surgido das sombras" está localizado entre o primeiro e o segundo filme: passa-se exatamente no ano de 2159. A história muito se assemelha com uma mistura dos dois. A nave com a cápsula onde Ripley hiberna é encontrada por tripulantes de uma outra nave, a Marion; nave mineradora em missão no planeta LV178, planeta bastante inóspito que além das fortes tempestades de areia, abriga algo maligno que dorme nas sombras. Quando a tenente é socorrida pela tripulação, não só ela é salva, mas também um ser que se esconde nos recônditos da nave de Ripley, esperando a hora certa de agir. Agora, ela e os outros tripulantes travarão uma batalha de vida ou morte contra o passageiro inesperado.

Tim Lebbon é muito bom no que faz. Sua literatura é leve, tranquila e facilita bastante a leitura, fazendo o texto fluir remansamente e as páginas passarem sem percebermos. A história segue uma linearidade mantendo o foco no que realmente importa e não nos permite muitos devaneios; poucas são as partes em que Ripley se recordo de acontecimentos do primeiro filme, mas ela é constantemente arrebatada por pesadelos provenientes dos traumas na Nostromo.

Os personagens são bem construídos, mas de certo modo estereotipados. São aquelas figurinhas carimbadas de grupos com mais de cinco pessoas; tudo construído, lógico, e adaptado para o universo Alien.

Sem mais nem porquês, eu, particularmente, não vi muita coisa, do tipo informações que podem ser inseridas para tapar algum buraco ou sanar alguma dúvida que tenha ficado dos filmes. Em todo caso, é uma expansão oficial do Universo Alien, que vale muito a pena ser lido.


Livro I: Alien - Surgido das sombras (Alien - Out of the shadowns) 
Autor: Tim Lebbon
Páginas: 288 
Ano: 2016 

°°°°
Alan Decker é funcionário da Weylnd-Yatune. Lotado à Comissão de Comércio Interestelar, sua função é encontrar problemas que venham a atrapalhar as atividades da megacorporação. Atualmente sua labuta está destinada ao planeta Nova Galveston, onde ele deve analisar as circunstâncias do solo para a expansão da atividade de mineração. Mas o que ele encontra é mais do que um simples problema. No meio de suas atividades, ele sofre um ataque convulsivo e quando entrega seu relatório de trabalho, os chefes dizem que ele será dispensado para descanso, sem honorários. A verdade é que o relatório poderia colocar toda a WY em xeque. Afinal... o que havia no relatório? Um lugar já explorado, submerso sob uma extensa área de areia tóxica, conhecida como Mar de Angústia.

Certo dia, enquanto acordava de um sono conturbado, Alan é surpreendido por dois homens em seu quarto. Ele luta, mas é em vão e é levado para a presença de uma mulher muito dura. Durante o ataque convulsivo, Alan disse coisas que eram impossíveis de qualquer ser humano comum saber. Por isso, ele foi obrigado a integrar uma missão quase suicida. 

Ele era muito conhecido. Tinha uma linhagem sanguínea famosa. Sua missão era voltar ao Mar de Angústia e encontrar um possível espécime vivo de uma coisa que ele não sabia o que era, mas queria a todo custo matá-lo.

Alan Decker era, de certo modo, muito especial.


"Alien - Mar de Angústia" é um livro daqueles que verdadeiramente podem ser chamados de "um livro de tirar o fôlego". James A. Moore cria uma história que a cada página revela uma surpresa diferente, fazendo nos manter acordados e curiosos para o seu desenrolar. Ele possui um estilo narrativo que cadencia a história de forma a não enrolar, o que é bastante difícil no ambiente no qual se passa a história. Assim, ele cria uma atmosfera de terror e ação sem fim em um enredo simples, mas muito bem elaborado e desenvolvido.

As personagens são bastante estereotipadas. Alan é o bonzinho, cercado por dezenas de mercenários que farão de tudo para ganhar o dinheiro deles, e comandado por uma chefe linha dura que, no final das contas, não será tão diferente dos mercenários.

"A trilogia Alien" é uma expansão oficial do universo Alien (TM), mas cada livro é escrito por um autor diferente. Em se tratando de linha do tempo, o segundo livro é a última história da franquia. Ou seja, os seis filmes, o primeiro e inclusive o terceiro livros (kkkkkkkkkkkkk) vêm antes deste. Porém, não considero que haja necessidade de ter acompanhado toda a saga para entender esse livro. Ele é muito bem explicado, não faz retomadas que o leitor ficaria perdido e quando é necessário, como quando ele cita a tenente Ripley, ele explica quem era, o que fez e pra onde foi. Me arrisco dizer que é uma história praticamente independente.


Livro II: Alien - Mar de Angústia (Alien - Sea of sorrows) 
Autor: James A. Moore
Páginas: 352 
Ano: 2016 

°°°°
Fechando a trilogia da expansão original do universo Alien, "Rio de sofrimento" conta a história de uma personagem bastante conhecida pelos fãs.

Anne e Russel Jordan decidem viver a vida no espaço, em busca de aventuras; alguma coisa diferente para a vida deles. Conseguem empregos na famosa Weyland-Yutani e decidem nunca mais voltar para a Terra. Seus dois filhos nasceram no espaço. Tommy agora tem dez anos. E Rebeca, mais conhecida como Newt, tem seis.

Eles vivem no planeta Aqueronte, nome herdado do homônimo rio grego, e significa a expressão que nomeia o subtítulo do livro. Esse planeta Aqueronte um dia foi conhecido como LV426. Planeta em que fora encontrado o primeiro xenomorfo.

Depois de muito esperar, o casal recebe a missão pela qual mais sonhava. Visitar um sítio propriamente dito e ver a possibilidade de iniciar a terraformação. Chegando no local indicado, eles descobrem o que poderia mudar a vida deles para sempre. Uma nave alienígena, com alienígenas mortos e um local repleto de ovos incubando. Mas, o que deveria ser um sonho torna-se um pesadelo.


Russel é atacado e volta para a base com um alienígena grudado em seu rosto. Quando a administração da WY descobre o que houve, manda outros soldados para o local em busca de espécimes para estudo. Ledo erro. As baixas foram muitas. E os resultados catastróficos.

Infelizmente, quem acompanhou a franquia "Alien" sabe o que vai acontecer nesse livro. Na linha temporal, ele se encontra (também) no meio do primeiro e do segundo filme.

Neste, inicia-se com a Tenente Ripley sendo resgatada à deriva. Após algumas conversas, ela descobre que ficou em hibernação por 57 anos e que o planeta do qual ela fugiu, atacada pelos xenomorfos, está agora habitado por seres humanos. Depois de alguns incômodos e obstáculos colocados pela WY, ela é chamada para uma missão de resgate e destruição nesse planeta, que agora se chama Aqueronte. Lá, ela encontra Newt... e um campo de desolação. "Alien - Rio de sofrimento" conta a história de Newt, do seu nascimento até ser encontrada por Ripley.

Christopher Golden fecha muito bem essa trilogia. Ele segue o estilo dos outros autores e cria uma narrativa que não te cansa a leitura. O início do livro é monótono, vale dizer, e foge muito da ação e do terror encontrado nos outros. Acredito, porém, que isso faça parte, uma vez que os outros não apresentam um cenário político e filosóficos da mesma forma que este. Assim, ele monta todo o ambiente sem deixar claro quem é o protagonista da história, nos fazendo pensar ora ser um, ora ser outro.


Na segunda metade do livro, porém, são guardadas as grandes surpresas. Golden evoca a presença dos xenomorfos e a história se desenvolve de tal forma a não nos deixar largar o livro. A ação é constante e mesmo as atividades sendo repetitivas, a história não perde intensidade, mantendo a narrativa num extenso clímax.

A criação dos personagens não passa por nenhum processo mais bem-elaborado, mas produzem o efeito desejado para o papel que lhes foi designado.

O desfecho da história, pra quem não acompanha a franquia, pode ser frustrante, porque ela só termina junto com o segundo filme. Já para quem conhece toda a história do Universo Alien, me arrisco a dizer que qualquer dos livros pode ser lido a qualquer momento, não necessariamente na ordem em que foram publicados; isso porque apenas o livro III cria uma ramificação mais conectada com os filmes.


Livro III: Alien - Rio de sofrimento (Alien - River of pain) 
Autor: Christopher Golden
Páginas: 294 
Ano: 2017 

14 comentários

  1. Olá!
    Eu me lembro muito pouco do 1º filme de Alien, que assisti quando era criança. Por algum motivo nunca mais acompanhei a franquia e talvez seja por isso que tenho um leve interesse nos livros. Acho que tem seus pontos fortes, como ficção cientifica, e como todos os livros que seguem uma série acaba tendo problemas de continuidade que irritam o leitor em algum momento. O importante é valer a pena como um todo.

    Silviane, blog Memento Mori • Participe do Top Comentarista de Outubro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os livros complementam bem os filmes. E, como sempre, são melhores. Vale a pena dar uma conferida!!

      Excluir
  2. Marcos!
    Já assisti todos os filmes da franquia, porque sempre tive curiosidade de saber tudo sobre os tais Aliens.
    E ver essa trilogia escrita me deixou tão curiosa para ler, primeiro porque cada livro é escrito por um autor diferente, o que dá uma nova visão para os enredos e também, porque pelo que vi, nem tudo é tão fiel ao filme, o que acho bom.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, Rudy, esses livros são complementos, são raízes da quadrilogia original.

      Excluir
  3. Este é um universo que gosto demais,mesmo que minha cabeça seja um horror com nomes e datas. Mas me recordo muito principalmente do primeiro filme, que aliás, considero um ícone do cinema mundial. Até hoje vale a pena ser revisto. Os demais foram até agradáveis, mas penso eu que nunca chegaram perto do que foi o primeiro(aliás, sou sempre meio pé atrás com sequências)
    Mas voltando aos livros, parece que é na bagunça que tudo se organiza né? rs Pelo que li e vi acima, é bem isso. Uma bagunça que somente mais pro final é que se ajeita.
    As edições parecem lindíssimas e com certeza, se tiver oportunidade, queria muito poder conferir todos!!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com vc! O primeiro filme é muito bom, mas a sequência cai bastante.
      Esses livros são ótimos. Tanto pra quem conhece como pra quem não conhece os filmes.

      Excluir
  4. Oi!
    Acredita que nunca assisti aos filmes?
    Não sou muito fã dessa temática extraterrestre, e mesmo as capas sendo lindonas, não sinto interesse em lê-los. (sou meio lerda para leitura, ver os filmes seria 120% mais rápido kkk)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Giovanna.
      Dependendo da sua idade, acredito sim rsrs
      Os filmes são antigos e não agrada a pessoas mais novas.
      Mas esses livros não são dos filmes originais. São ramificações que complementam o universo Alien. É possível lê-los sem assistir aos filmes, dá pra entender bastante coisa. Mas conhecer o universo completo é bem melhor!!

      Excluir
  5. Jade Passos16/10/2019 07:41

    Já assistir os filmes a muito tempo atras, nunca me interessei pelo livro, então apesar de parecerem incríveis, não estou muito animada para ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma pena. Mas se vc gostou dos filmes, insisto que leia. Os autores são muito bons e as histórias criadas por eles para complementar os filmes, são excelentes!!
      Vale a pena sim, viu?!

      Excluir
  6. Eu não assisti todos os filmes da franquia Alien, mas gostei bastante do primeiro quando assisti. Os livros eu nunca li mesmo e nem pensei em ler. Mas sabe que eu gostei muito de todas as ilustrações que você mostrou? Me fizeram lembrar do filme. Talvez acabe assistindo aos filmes que faltam, mas os livros não me interessaram tanto assim dessa vez.

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Não sou muito fã de Alien mas sempre me chama atenção a historias e essas coisas fora da Terra. Gostei bastante dos livros, tem uma ótima premissa. Não sei se leria mais talvez em outro momento né.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  8. Oi, Marcos
    Assisti apenas o primeiro filme da franquia e nem lembro muito do filme.
    Mas gostei de saber que os livros complementam os filmes, que foram escritos por autores diferentes.
    Os três livros são bem interessantes mas gostei muito da premissa do terceiro livro.
    Quero ver os filmes e poder ler os livros.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Mesmo com a loucura da ordem dos filmes, adoro a franquia Alien. Eu e a minha casa adoramos Sigourney Weaver!
    Tenho muita vontade de ler essa trilogia, mas sempre acabo deixando para comprar depois. Por sinal, estava conversando sobre ela no domingo com uma amiga que está lendo o primeiro livro.
    Acredita que só agora percebi que cada livro foi escrito por um autor diferente?!
    Nossa, ficando perdida já com a ordem cronológica do filmes versus livros Rs...
    Abraços!

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.