Resenha: Na hora da virada

Por Je Vasques •
18 dezembro 2019

Bri é uma adolescente de 16 anos, que sonha em se tornar a maior rapper de todos os tempos. Vivendo no Garden, um bairro de periferia, ela tenta dar o seu melhor, criando suas músicas e vivendo com o preconceito diário. O bairro só tem duas escolas, e Bri estuda na que tem, em sua maioria, adolescentes brancos.

Os negros e latinos entram por um tipo de subsídio para escola, o que é bom para a Bri, e faz como que ela tenha a oportunidade de estudar ali, onde o ensino é melhor. Mas essa escola, por ser em sua maioria de alunos brancos, não tratam os demais da mesma forma. Um dia, quando Bri vai para a escola, ela é abordada por um segurança na porta da escola, que a joga no chão como se ela oferecesse perigo. Ela é taxada de marginal e traficante, mesmo não sendo nenhuma das coisas, e se revolta pois esse tipo de tratamento nunca foi dispensado a nenhum aluno branco. Essa revolta se transforma em uma música, que viraliza, trazendo a atenção que Bri sempre sonhou para sua música, mas não exatamente como imaginou. 

Esse é o segundo livro de Angie Thomas. Com O ódio que você semeia, ela já nos mostrou como o racismo destrói vidas, e agora nesse, ela nos mostra mais uma forma disso acontecer. Bri mora em um bairro onde as coisas são diferentes. Tem dias que ela precisa se preocupar com o que vai comer, se tem luz em casa, se sua mãe não vai sucumbir ao vício das drogas de novo. Quando a música viraliza, ela percebe que pode ser uma boa oportunidade de tirar a família dali, mas a música fala de coisas que ela sentiu na raiva, e que podem ter milhares de interpretações. Então ela começa a se pergunta se é essa imagem que quer passar. Como qualquer adolescente, ela é teimosa e acredita na sua música, acredita que as pessoas saberão entender, mas o tempo mostra a ela que nada é fácil no Garden. 


Quando você é negra e pobre, seu julgamento já está feito. As músicas que você escuta, que você canta, o jeito que anda, o jeito que fala. Bri é constantemente julgada antes de fazer qualquer coisa, e a música acaba reforçando o estereótipo de marginal que ela tanto odeia. Acompanhamos ao londo do livro ela entendendo isso e percebendo, que se deseja mudar algo, precisa começar dela mesmo. Como ela quer ser mostrada? Ser lembrada? Ela fará tudo pela fama e dinheiro que tanto precisa, ou vai se ater ao seus princípios? A autora sabe conversar com os jovens, mas esse livro não é só para eles. Nos mostra como os pré julgamentos afetam pessoas que não vemos e não sabemos nada da vida. Como podemos julgar uma realidade que não é nossa? 

Bri vê o crime e a violência na porta de casa, e percebe como está diante de nós o poder das escolhas. Eu amei ela, mas também amei a mãe, os amigos, o dia a dia. Eles são unidos, brigam como toda a família, e tentam acreditar no melhor, todos os dias. Ela tem melhores amigos que nem sempre entendem ela, e dúvidas normais da idade. Conhece todos os rappers possíveis, e tem uma opinião formada sobre tudo, como a boa adolescente que é, rs. Eu amei particularmente o Curtis, e sua mãe. a relação delas é linda e cresce durante a leitura. amo o carinho que elas tem. Amei também a tia Pooh, e o papel importante que ela tem na história sobre escolhas erradas.

Bri apende e ensina, e corre atrás das coisas certas e dos seus sonhos. É um livro forte e necessário, mas também engraçado e muito divertido. Fácil de ler, ele nos envolve, nos ensina e nos faz rir. Mostra claramente as escolhas erradas que as pessoas fazem, as oportunidades que talvez você não deveria seguir, ao mesmo tempo que dá esperança para você seguir atrás dos seus sonhos, mesmo com as circunstâncias que você vive. Você pode ser o que você quiser, está na suas mãos, e ninguém pode te dizer o contrário.

O livro será adaptado para o cinema, não tem nenhuma informação ainda, mas já fiquei feliz em saber!


 

Título: Na hora da virada (exemplar cedido pela editora)
Autora: Angie Thomas 
Editora: Galera Record
Páginas: 378
Ano: 2019
Compre: aqui

Comentários via Facebook

11 Revelaram sentimentos:

  1. Eu não li o primeiro livro da autora, mas em contrapartida, vi a adaptação de O Ódio Que Você Semeia e foi sem sombra de dúvidas, um dos filmes mais lindos e tristes que já vi na vida!
    Por isso, já fiquei feliz de saber que este segundo trabalho da autora já vai virar filme também!
    O racismo existe e não dá pra fugir disso. Se você é negro, já nasce com um alvo na testa.
    E a autora grita isso de uma forma quase poética, sem precisar de muitos elementos e mesmo assim, falar tudo!
    Quero demais ler os dois livros!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ângela!

      Espero que consiga conhecer essa autora o mais breve possível, ela é maravilhosa e suas obras ensinam muito!
      bjs

      Excluir
  2. Jéssica!
    Fico bem feliz que tenha gostado e que vá ter adaptação para o cinema.
    Bem, um livro mesmo voltado para o público jovem, mas que vem com tantos temas importantes sendo abordados, merecem crédito e uma leitura.
    Nunca li nada da autora, mas tenho muita vontade, mesmo que em alguns blogs, não tenham boas críticas.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy,

      São livros fortes, e que conversam muito com o público jovem,acho super válido a leitura! Espero que consiga conhecer logo essa história!
      Bjs

      Excluir
  3. Olá! Muito bom que a autora tenha nos presenteado com outro livro, com uma história tão boa quanto a do primeiro, estou bem curiosa com esse livro e em finalmente conhecer a escrita da Angie e conferir como ela consegue fazer essa mistura de tantos assuntos importantes, dos quais podemos tirar várias reflexões e momentos preciosos para repensar nossas ações.

    ResponderExcluir
  4. Caramba que leitura forte, não conhecia nem esse nem o primeiro e fiquei muito curiosa. Como é importante que o racismo seja cada vez mais debatido no mundo inteiro e acho que esse livro faz isso muito bem, mostrando de fato a realidade e a maldade que existe nas pessoas.

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Li tantas resenha em relação ao livro que fez eu ficar com muita vontade de ler. A trama é muito interessante, a forma de como a autora aborda temas como preconceito é incrível. Quero poder ler ano que vem, que eu tenha essa oportunidade.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Mesmo sendo uma ficção, é ao mesmo tempo tão real, né?! Isso é bem triste, na verdade...
    Será excelente ver essa história nas telinhas!

    ResponderExcluir
  7. Olá, Jéssica
    Tenho O ódio que você semeia e de 2020 não passa, quero muito conhecer a escrita dessa autora que mesmo sem conhecer já admiro.
    Nem vi o filme do primeiro livro e Na hora da virada vai ter adaptação, socorro.
    Angie aborda o preconceito de uma maneira brilhante, é uma leitura que se faz necessária.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá! <3 Preciso ler os livros da autora, a maneira com que ela passa tanta verdade, realidade em seus livros parece incrivel. É tão triste que vivemos em um mundo tão cheio de preconceitos, de julgamentos.
    Espero poder fazer essa leitura em breve, quero muito conhecer a escrita da Angie, oa temas que ela aborda precisam ser mais trabalhados e discutidos.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oiii ❤ Eu quero muito ler O ódio que você semeia e Na hora da virada, já que sempre leio resenhas falando muito bem dos livros da Angie Thomas.
    Estou curiosa para ver como Bri vai dar a volta por cima depois da sua música ter viralizado pelo motivo errado e ver como ela vai lutar pelos seus sonhos.
    Gostei que a autora trata de temas importantes na trama, ainda mais o racismo que é que infelizmente ainda é muito presente em nossa sociedade.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.

Instagram

© Revelando Sentimentos | Resenhas de livros – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in