Devaneando: Vamos falar sobre plágio

Por Naty Araújo •
22 maio 2020

Como vocês sabem, aqui no blog temos a coluna "Devaneando" para fazermos uma reflexão sobre determinado assunto do momento e hoje trago para conversarmos um pouquinho sobre um assunto tão recorrente... O plágio. Quem me segue no IG (@natalia.araujo8) sabe que eu levei esse debate lá e gostaria que vocês tivessem o conhecimento por aqui também. 

Você já foi copiado? É tão triste você preparar um conteúdo, se dedicar para fazer uma postagem sobre um livro, fazer uma resenha, de um filme, uma série ou até mesmo, levando para o IG, criar stories legais, um feed com temas diferentes e, no final, ver outra pessoa fazendo a mesma coisa. Uma coisa é se inspirar e dar os créditos de onde veio a ideia, copiar e dizer a fonte, mais direto, com integridade. 

Já fui copiada muitas vezes antes e nem sequer sabia. Aqui no blog mesmo, já vi resenhas iguais em outros blogs, quando coloquei um trecho do meu texto em busca no Google apareceu a minha resenha na íntegra. Na verdade, eu nem sabia. Me avisaram e eu fui olhar. Também já encontrei uma foto minha em outro blog que tinha usado numa resenha em PARCERIA com outra editora. Acreditem! Na época, eu paguei pelo livro, tirei a foto e ele simplesmente recebeu o livro em parceria e se achou no direito de usar a minha, apenas alegando que pesquisou no Google e achou legal. Inclusive, esse argumento não foi o primeiro que “ouvi” no meio desses plágios. Tanto aqui quanto no IG, já encontrei esse tipo de cópia – o que é lastimável. 

Diferente das que sofri, estou sendo copiada novamente, mas agora se trata de uma cópia indireta, disfarçada. Aquela que é, mas passa o pano fingindo não ser – o que entristece da mesma forma. 

Se você pensar em quem está copiando, é muito injusto para nós, que damos as dicas, que inspiramos, que temos todo o trabalho e não recebemos os créditos, nem mesmo uma consideração de ser mencionado. Injusto é ter o seu trabalho copiado a troco de nada. Injusto é ver como as pessoas copiam o que você fala, o jeito que você dá "bom dia" para os seus seguidores ou as fotografias que você tira... O jeito que você posta, que você cria. Isso é muito mais desgastante. 

Mas, parando para pensar melhor, talvez essas pessoas queiram ser como nós, os copiados; queiram ter o dom que alguns têm; ser o que não é... E isso é muito mais triste para elas do que para nós, pois elas vão tentar fazer o que já fazemos. 

Quem é copiado está um passo à frente do plagiador! 

Se você foi vítima, denuncie. Se você viu, denuncie. Criadores de conteúdo são diferentes de copiadores de conteúdo. Contamos com vocês sempre ❤️. 

O que vocês pensam a respeito disso? Gostaram da temática? É tudo tão triste, mas vamos superar, de novo! Ah, e a imagem acima é só para demonstrar amor... Temos muito por aqui. O blog está há mais de 13 anos no ar apenas para proclamar o nosso amor, independente dos plágios da vida.

Comentários via Facebook

12 Revelaram sentimentos:

  1. Naty!
    Nunca soube se já fui plagiada ou não.
    Confesso que não acho justo se não colocar os créditos.
    E acho que é muita falta de capacidade plagiar os outros.
    Por vezes, uma palavra ou uma frase, pode até ser igual, mas um texto inteiro, a maneira de falar, as fotos, isso é mais que plágio é stalkear a ideia dos outros.
    Devia denunciar quem são para que possamos estar alertbém.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sempre triste isso, Rudy.
      Vamos denunciar, sim. Oremos!

      Excluir
  2. ingriD Figueiredo23/05/2020 03:06

    poderia falar mais a respeito do denunciar? como faz isso? onde faz?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Indrid. Tudo bem?
      Posso falar, sim. É uma excelente ideia. Inclusive.
      Farei um post esclarecendo mais sobre isso. Adorei a sua pergunta. Eu deveria ter colocado no texto. Não me atentei. Peço desculpas.
      Um abraço

      Excluir
  3. Eu acho isso tão injusto. Tipo, eu estou no Ig(usando) há pouco tempo. Antes tinha, mas nem ia lá. Hoje em dia, procuro interagir muito lá(quando não levo bloqueio.rs)
    Mas sempre preferi os blogs. Há uns anos, teve uma campanha muito grande em torno desse assunto.Sobre pessoas que faziam suas resenhas no capricho e alguém sem vergonha ia lá e copiava na cara dura.
    Depois o assunto amornou e? Voltamos tudo de novo.
    Tudo isso é lamentável,mas penso que deveria ter lugares mais divulgados para se fazer a denúncia. Muita gente nem sabe que tá copiando ou as vezes, acha normal fazer isso(tá, eu sou a boazinha que ainda acredita na bondade humana)
    Sei que é feio, é feio demais e se não tem criatividade para se fazer algo, melhor ficar é quieto(a)
    Eu te admiro demais e vou pedir na gentileza,lembre sempre a todos nós dessas coisas?? Não deixa esse assunto morrer não.
    Se calarmos, mais aproveitadores surgirão!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Angela.
      É um desgosto de ver, de saber, e com tanta falta de honestidade nesse mundo... Pior, por uma coisa tão besta.

      Excluir
  4. nossa Nathalia que coisa chata
    não sabia que existia isso
    criei uma conta no instagram essa semana ,ja estou te seguindo e ainda não sei bem como funciona essa ferramenta
    quando eu li o seu relato eu fiquei pensando como pode existir esse tipo de atitude
    é como voce escreveu é realmente injusto ter o trabalho copiado
    espero que isso cesse e voce vao superar isso sim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Eli.
      Fico muito feliz com seu contato por aqui. Pois é, existe e existe MUITO. Muitos perfis literários são alvos disso. Aliás, não apenas. Também são alvos perfis que falam de séries, filmes, de músicas, de jogos... Todas as classes. Muitos nem sabem que estão sendo copiados. A verdade é essa. Uma triste verdade.
      Seja muito bem-vinda por aqui.

      Excluir
  5. Olá! Isso é muito triste mesmo, não custa para a pessoa dar os créditos para quem lhe serviu de inspiração, mas nesse mundo virtual é muito difícil você conseguir acompanhar tudo o que pode ser feito com o conteúdo que você pública, ainda mais porque não existem muitas ferramentas para denúncias ou punição, o jeito é seguir em frente e sempre que possível denunciar os culpados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Eli.
      Fico me perguntando até que ponto o ser humano é capaz. Se até marcas grandes são roubadas quem dirá nós, reles mortais hahahaha.

      Excluir
  6. Acho muito chato e muito injusto quando a pessoa sofre plágio. Se o conteúdo é bom merece ser tido como exemplo, mas não custa nada a pessoa dar os devidos créditos ao criador, seja um post ou até uma simples frase.
    Mas sigo com o pensamento: quem pratica plágio é porque não tem criatividade e caráter.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Fá.
      E ainda colocam a desculpa no "tudo se copia, nada se cria", quando a pessoa copia tudo de ponta a ponta.
      Mas temos que ter paciência, né? Isso é sinal que a pessoa admirou o trabalho de alguma forma. Porém, sei que é difícil aceitar.

      Excluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.

Editoras parceiras

Instagram

© Revelando Sentimentos | Resenhas de livros – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in