Entrevista: Editora Legatus

Por Fabio Pedreira •
06 maio 2020
Fala, pessoal. Hoje vim trazer uma entrevista diferente. Não vai ser com algum autor, mas sim com uma editora. A Legatus Editora é nova no mercado e recentemente abriu as portas, despertando a curiosidade de muitos leitores de terror. E, assim, para ficar sabendo um pouco mais sobre a Legatus, resolvi trazer uma entrevista exclusiva, fique com ela. 

1 - Olá, poderia falar mais sobre o criador da Editora Legatus?
R: O idealizador e criador da Legatus sou eu mesmo, Giancarlo D'Anello. Sou tradutor formado em Letras na USP e hoje desenvolvo uma tese de mestrado em literatura gótica pela Universidade de Stirling, na Escócia. Mas também tem papel fundamental para a identidade visual da editora a designer e ilustradora Natalia Strazzeri, que é diretora de arte dos projetos gráficos e criará as belezuras que vocês vão conhecer nas edições.

2 - Como surgiu a ideia de criar a editora?
R: Foi em fevereiro de 2019, durante uma viagem que fiz para a Romênia. Desde criança sempre fui fascinado por este país por causa do Drácula. Pensar em conhecê-lo sempre me pareceu um sonho de infância distante, que se tornou realidade ano passado. A ideia surgiu quando eu estava no trem, que partiu da capital do país, Bucareste, rumo à cidade de Brasov, no coração da Transilvânia. Ali eu decidi que fundaria uma editora especializada em literatura gótica e em ficção clássica de horror, um gênero que ainda é muito pouco valorizado no Brasil. Que iria criar edições traduzidas impecáveis e anotadas de clássicos do horror ainda inéditos em nossa língua mãe, além de resgatar obras brasileira esquecidas e dar a dignidade que elas merecem.

3 - O corvo foi escolhido como o símbolo da Editora Legatus, e como o foco é o horror gótico, logo lembramos do corvo de Edgar Allan Poe. Foi alguma homenagem, ou também tem algum outro significado? E de onde surgiu o nome Legatus?
R: O corvo é um pássaro extremamente inteligente. Representa a sabedoria, astúcia e, graças ao seu simbolismo mítico, é bastante explorado nas artes. Na literatura sua figura é ainda mais intensa por causa do poema de Edgar Allan Poe, em que ele também aparece como uma espécie de mensageiro.

Ainda em nossa logo, a janela na qual o corvo se encontra representa a receptividade e a abertura para as influências externas. É pelas janelas que a luz entra (daí também a correlação com as catedrais góticas medievais, cujas janelas pontiagudas também representavam isso). Nesse sentido, a janela simboliza o acesso ao conhecimento e a um mundo novo.

Por fim, o nome da editora: Legatus é um substantivo latino que significa emissário. O Legatus romano era a figura encarregada de transmitir ao destinatário a mensagem do Imperador, conectando os interlocutores em um mesmo plano de conhecimento das coisas. Daí nasceram as palavras legar, ligar e legado. É nesta associação que baseamos nossa atividade, conectando literaturas e leitores e transmitindo títulos inéditos para que juntos possamos construir um legado. O Corvo e o Legatus são, em última instância, a mesma figura simbólica, pois ambos são, cada um a seu modo, mensageiros.

4 - Como foi dito anteriormente a editora está focada no horror, principalmente o horror gótico, esse seria o único foco ou vocês pensam em expandir no futuro com Ficção Científica, Dark Fantasy entre outros?
R: Existem milhares de obras fundamentais da literatura gótica e do horror clássico que ainda se encontram inéditas em português. Acreditamos ter muito trabalho pela frente pois queremos traduzir e editar algumas dessas obras fundamentais e ajudar o brasileiro que não lê em inglês ou em outras línguas a ter acesso a elas. Por enquanto o foco é esse. Mas, mais pra frente iremos expandir sem dúvidas pro Sci-Fi e pra fantasia mais obscura, sempre mantendo a linha dark na escolha dos livros e nas edições.

5 - Já sabemos também que o primeiro livro da editora já foi escolhido. "O Testamento de Magdala Blair" irá marcar a estreia da Legatus no mercado brasileiro. Qual a importância dessa obra para a literatura gótica e também para a editora?
R: Escolhi "O Testamento de Magdalen Blair" para inaugurar a Legatus pois acredito que esta é a história de terror desconhecida mais aterrorizante que existe. O conto é simplesmente brutal e ainda é largamente desconhecido, mesmo nos países de língua inglesa. Tomei conhecimento dele através de uma edição italiana, que me chocou e me fascinou ao mesmo tempo. Aleister Crowley é um personagem enigmático, e dialoga com várias áreas diferentes - ele foi importante pro cinema, pra música, pro rock do Raul Seixas, Beatles e Led Zeppelin. Ele tem exercido um fascínio constante no último século em pessoas dos mais variados interesses, então o hype em torno de sua figura é forte. Tenho lido sobre ele desde sempre, e quando dava aulas de português nas escolas costumava citá-lo quando ensinava sobre o modernismo português e Fernando Pessoa - os dois eram amigos e trocaram várias correspondências. Escolhi "O Testamento..." por feeling mesmo.

6 - Será muito bom ver obras inéditas do terror aqui no Brasil. Poderemos contar também com escritores brasileiros?
R: O Brasil tem uma produção de ficção de horror muito forte, e mesmo no passado vários autores publicaram obras-primas da ficção especulativa de linhagem mais gótica que acabaram sendo ostracizadas devido a vários fatores: desde preconceito ideológico dos críticos literários até diversas outras razões. Penso nos vários gênios que hoje não são valorizados como merecem, como os nossos Cornélio Penna, Lúcio Cardoso e Coelho Neto, para citar alguns exemplos. Determinamos que nossa missão também será resgatar algumas obras brasileiros e de língua portuguesa (não descartamos obras portuguesas, angolanas, etc.) que foram esquecidas injustamente. Na verdade, nosso segundo título será um livro brasileiro, pois acreditamos ser fundamental passar essa mensagem de que a produção brasileira também merece ser protagonista dessa redescoberta.

7 - No atual cenário brasileiro a Legatus meio que vai contra a maré abrindo suas portas em um período conturbado para as editoras e também com a questão do COVID-19. Como você vê essa questão?
R: Entrar nesse mercado nunca foi fácil, e não será nem mesmo agora. Mas precisamos ter coragem pra fazer o que é necessário mesmo quando o contexto não ajuda. A Legatus, pra mim, é mais que uma editora ou uma empresa. É uma vocação de vida, uma missão que eu procuraria construir independentemente de qualquer coisa. Um país sem livros é um país que não respeita o seu passado, e um país que não respeita o seu passado não pode almejar nenhum tipo de futuro. Eu quero continuar acreditando no poder da Literatura, e quero que vocês acreditem nisso também.

8 - Uma coisa que o leitor é sempre exigente é em relação às edições dos livros. Poderemos contar com livros em capa dura? E e-books?
R: Uma de nossas maiores preocupações é com a estética dos livros. Queremos que a produção gráfica seja absolutamente impecável, até porque o leitor também gosta de sentir que o livro oferece uma experiência sensorial. A beleza importa, e muito. Vamos procurar disponibilizar edições ilustradas e em capa dura. Além dos livros físicos, E-Books também serão produzidos, e no futuro pensamos em produzir audio-livros, para contemplar a população deficiente visual ou até mesmo aqueles que preferem consumir esse formato. Quanto maior o número de formatos, melhor. A ideia é democratizar essas obras.

9 - Querendo já matar a curiosidade do leitor, vocês já tem outros lançamentos em mente? O que poderia adiantar sobre eles?
R: Temos sim algumas outras obras na lista, brasileiras e internacionais. Posso adiantar que são livros escritos em épocas e países diferentes, então vão oferecer para o leitor experiências plurais sobre esse universo. Além das produções brasileiras esquecidas, vamos privilegiar as obras britânicas da era vitoriana, a literatura gótica clássica e o horror italiano. Nossos próximos lançamentos girarão em torno deste arco geo-temporal.

10 - E para finalizar, uma pergunta bem simples, mas que provavelmente é a curiosidade da maioria dos seguidores… Vocês pretendem abrir parcerias?
R: Pretendemos sim! Fiquem ligados nas nossas redes sociais e em nosso site, que em breve irá ao ar!

E aí, gostaram da entrevista?
Conheçam e sigam o IG da editora @legatuseditora

Comentários via Facebook

18 Revelaram sentimentos:

  1. OLA Fabio
    muito boa a sua entrevista O criador da editora me pareceu uma pessoa super centrada ,apaixonado pela literatura gótica e por esse genero que é pouco explorado por aqui que é terror
    é muito legal ver como funciona todo o processo de uma editora e achei interessante a escolha do nome e a figura do corvo
    assumo que quase não livro de terror é algo que preciso mudar ,sair da minha zona de conforto
    desejo boa sorte a nova editora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Eliane

      Verdade, ele parece ter uma visão bem planejada sobre do que está fazendo. Tem muito livro de terror bom e que vale experimentar. A editora disponibilizou um conto gratuito no site deles, experimenta pra ver. =D

      Excluir
  2. Fábio!
    Precisávamos mesmo de uma editora mais gótica e dark, trazendo obras de outros países e nacionais nessa linha.
    Já fui lá no instagram, porque quando abrir as vagas para parcerias, estarei por lá.
    Adorei saber como foi a escolha no nome e do logo da editora.
    Desejo muito sucesso.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rudynalva

      Boa, tenta mesmo. Também acho que é preciso viu. Agora que já temos no terror, meu sonho é ver uma com esse comprometimento voltado para a fantasia kkkk. Também, bem interessante =D.

      Bjs

      Excluir
  3. Fábio, você é um achado nesse blog!!!Amo muito tudo isso!!!
    Eu sou uma negação(pra não dizer medrosa) em relação ao terror visto(só assisto filme de terror de dia..vai que:? rs) Mas confesso que o terror escrito me fascina e pelo que pude ver, a Editora vai caprichar no quesito.
    Adorei a explicação sobre o corvo. Na época do filme, eu fiquei tão fascinada por ele que fui atrás e isso da sabedoria deles é algo magnífico!!!
    Vamos ficar no aguardo, com certeza, a literatura nacional tem coisa boa demais e nossos corações medrosos, irão agradecer!rs
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Angela

      kkkkk que nada. S2. A editora liberou um conto grátis no site deles, experimenta ler =D. Eu gostei bastante. Também gostei bastante da explicação. Também estou bem ansioso pela editora kkkk.
      Bjs

      Excluir
  4. Oi!
    Já estou no aguardo para conferir os livros, ainda mais sendo do melhor gênero que existe! (na minha opinião kkkkk)
    Adorei toda a simbologia por trás do logo, e de cara lembrei do Poe também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Giovanna

      kkkk Boa, espero que goste, também estou bem curioso, os livros apresentados até agora são bem interessantes. Eles já disponibilizaram um conto gratuito, entra no site deles para ver mais. Sim, lembra o Poe, mas é legal ver que tem muito mais por trás

      Excluir
  5. ingriD Figueiredo08/05/2020 10:53

    Nossa, que proposta diferente essa editora traz, adorei! E toda essa simbologia por trás da logo...

    Vai ser ótimo pois tem muitos brasileiros que fazem contos de terror, mas ao mesmo tempo parece que não tem a devida atenção que merecem, talvez essa editora possa proporcionar uma mudança de ângulo no mercado.

    Sério, gostei demais de entrevista assim, com uma editora, deixa a gente ter um pequeno vislumbre de como é por trás dos livros, espero que consigas fazer com outras também :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ingrid

      Sim, bem diferente, bem legal. Verdade, leio bastante esses contos, mas parece que pelo menos no momento vão ser autores nacionais antigos. Mesmo assim já é uma mudança.

      Obrigado =D. Sim, SPOILER já tenho outra encaminhada kkk. Fique atenta que em breve sai =D.

      Excluir
  6. Oi, Fábio
    Legal a proposta da editora ir para o lado mais Dark e gótico.
    Assim muitas pessoas que não conhece esse tipo de livro, os fãs vão se sentir representados. A possibilidade de conhecer livros esgotados, lançamentos inéditos.
    Adorei o significado do nome, a simbologia, a logo ficou massa.
    Sucesso para a Legatus!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luana

      Sim, a editora tem uma proposta muito interessante. Tem muito potencial. =D
      Verdade, é uma historia bem interessante.
      Bjs

      Excluir
  7. Achei bem legal a proposta dessa entrevista, assim dá para ter uma ideia sobre os livros que serão lançados e sobre a editora.
    Achei tão interessante que fui procurar mais sobre ela, e achei incrível as edições dos dois primeiros livros que serão lançados. Nunca li nada do gênero, mas depois dessa fiquei com muita vontade de começar a ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fabiolla

      Sim, verdade, bem legal conhecer um pouco mais da editora.
      Siim, as edições estão lindíssimas. Tenta. Eles lançaram um conto grátis e vão lançar outro nessa sexta. Aproveita.

      Excluir
  8. Olá! Mas gente, mesmo eu que não sou tão fã assim do gênero me vi tentada a conhecer esse lançamento (risos). É sempre muito legal ver editoras dando espaço para aqueles trabalhos não tão conhecidos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Elizete

      Olha ai uma oportunidade kkkk Vai que acaba gostando? Verdade, e parece que vem muita coisa boa por ai.

      Excluir
  9. É muito legal ver o desenvolvimento de algo novo no mercado, apesar do risco que é grande, mas a persistência faz parte para a vitoria. Eu gostei muito da entrevista, com certeza quero ler algo dessa nova editora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana

      Verdade, e nesses tempos o risco é maior ainda. Exatamente, e espero que possam se dar bem.

      Excluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.

Editoras parceiras

Instagram

© Revelando Sentimentos | Resenhas de livros – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in