Resenha: Wild Cards: Ases nas Alturas

Por Fabio Pedreira •
11 setembro 2020

Hoje vou falar sobre Wild Cards: Ases nas Alturas, segundo volume da série Wild Cards. Mas antes vou fazer algumas observações. Começando pelo fato de que o primeiro livro foi resenhado pela Natalia, mas esse segundo ficou sob minha responsabilidade. E segundo que já que isso aconteceu, resolvi que antes de começar a falar sobre o livro atual irei falar sobre o primeiro. Isso é para que vocês tenham uma noção do que achei e assim emendar com o segundo. De qualquer forma, recomendo ler a resenha da Natalia antes de ler essa, clicando aqui.

Bom, para começar que Wild Cards é uma série de livros organizada pelo George Martin. Os livros contam com a participação de vários autores, é como se fosse uma antologia, porém, com uma história mais ou menos linear. Mais ou menos porque o primeiro livro é como se fosse uma introdução, servindo para cada capítulo apresentar um personagem. Isso faz com que ele seja considerado um livro fraco pelos leitores, pois se torna bem introdutório e parece que a história fica sem uma trama principal.

A verdade não está muito distante disso aí, mas o que ela esconde é que Wild Cards: O Começo é justamente o que o subtítulo diz, o começo. Ele prepara o leitor para os acontecimentos que virão, fazendo com que entendam o cenário político, as diferenças sociais entre os Ases (seres com grandes poderes) e os Curingas (seres afetados pelo vírus e que acabaram deformados), quem são os personagens principais e por aí vai.

Mas ao chegar no segundo volume, o que parecia um livro vazio se torna um grande livro, com uma história linear que se passa por vários pontos de vista diferentes, mas que acabam se conectando de alguma forma. O salto de qualidade da obra é grande, talvez enorme, mas o certo é que vale muito a pena a leitura.

A história vai girar em torno de um grupo secreto de maçons que deseja ajudar uma entidade alienígena dominadora de mundos. Falando assim parece até história clichê de super herói, mas Wild Cards trata tudo isso de uma forma única. Todos os personagens inusitados criados pelos autores, proporcionam um leque de infinitos modos de a história ser contada, variando das histórias de assalto, terror e até de romance. Tudo de forma fluida e com personagens marcantes.

Inclusive, a linearidade começa daqui, já que o plot principal se baseia em uma história contada no volume 1, respondendo pontas soltas e criando outras. Por sinal, isso pode gerar dúvida na cabeça daqueles leitores que ficam desanimados quando sabem que a série de livros é muito grande, pois Wild Cards é disposto no formato de arcos, ou seja, apesar de ser uma série, ele é dividido em mini histórias, e essa é concluída no terceiro volume pelo que fiquei sabendo (apesar de ter uma história fechada para os alienígenas).

A leitura é fluida e a curiosidade que desperta com o que pode acontecer é grande. Devido a quantidade enorme de personagens nem todos podem chegar a ser adorados, vai variar bastante, mas acredito que a maioria acabe caindo no gosto de quem for ler. E falando em leitura, o livro antigamente saía pela Leya, mas agora sai pela Companhia das Letras pela selo da Suma, e com ela vem uma nova tradução. Eu tenho esse livro nas duas versões e pude comparar que a tradução da Suma é boa, mas nada que diferencia muito da que a Leya fez, ou seja, pode ler as duas sem problema.

Para finalizar, Wild Cards: Ases nas Alturas é um livro que você deve dar chance. Não considerar um possível deslize do primeiro e encarar essa continuação com gosto, porque a coisa melhora significativamente. Um livro divertido, que dá ao mundo dos super heróis uma visão incrível e nova (apesar do livro ser dos anos 80) e que o Martin soube escolher muito bem quem colocar pra criar as histórias. Recomendo muito e boa leitura.

Ps: Alguns anos atrás vi que os direitos de uma série tinham sido vendidos para a HBO, mas até hoje nada mais foi dito. Aguardar que um dia saia.


Título: Wild Cards: Ases nas Alturas (edição cedida pela editora)
Autor: George R. R. Martin
Tradutor: Petê Rissatti
Editora: Suma
Páginas: 376
Ano: 2020 (Ano Original 1987)
Compre: aqui

Comentários via Facebook

18 Revelaram sentimentos:

  1. Oi Fábio,
    Apesar de não ser o tipo de livro que escolheria ou que costumo ler normalmente, não posso deixar de dizer que achei bem interessante. Acho que em parte devido a genialidade de Martin

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Chele

      Sim, é bem legal. Acho muito interessante a forma que construiram tudo. =D

      Excluir
  2. Confesso que fui lá dar uma olhadinha na resenha da Natália rs(memória ruim demais) e como não é um gênero que eu tenha intimidade, muito se perdeu.
    Pelo que pude perceber, o ideal é ler os livros na ordem certa, até pela introdução legal dos personagens no primeiro livro, coisa que sim, pode ter parecido lento e chato.
    Mas o segundo livro, parece que flui melhor e oh, tem George né? O cara pode assinar uma bula de remédio pra calo no pé, que eu tenho vontade ler!!!
    Com certeza se puder, quero dar uma chance aos livros!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Angela

      kkk acontece. Sim, é bom ler na ordem, porque ai da pra entender tudo certinho. Sim, tem uma historia dele em cada livro, mas ele organizou muito bem e os outros autores não ficam pra trás.

      Espero que consiga ler sim =D.
      Bjs

      Excluir
  3. Fábio!
    Li a resenha da Nat e confesso não ter gostado muito, justamente pelo que falou, ficar um tanto vago e aleatório, mesmo que tenha sido um livro introdutório, mas se tu tá dizendo que esse segundo tem um enredo mais linear, mesmo sem todas as respostas que ficarão para o terceiro, acredito que dá para encarar a leitura e vamos aguardar que se torne filme.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rudy.

      Siim, vale a pena ler essa continuação. O primeiro é mais para introduzir mesmo os personagens e as historias. Esse da um grande salto de qualidade. Espero que a serie vire realidade kkkk

      Excluir
  4. Ola Fabio
    Náo conhecia esse livro e apesar do primeiro volume ser um pouco vago ,creio que é preciso ler para se situar na trama .e mesmo náo sendo uma leitora assidua desse genero esse eu me arriscaria a ler .
    Pelo menos náo tem tantas paginas náo é mesmo ?
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Eliane

      Sim, é bom ler para ficar por dentro das coisas e dos personagens. Vale a pena ler os dois em um período próximo de tempo. É, juntando os dois volumes, da menos de 1000 páginas.
      Bjs

      Excluir
  5. Devo ser uma das únicas pessoas que nunca leu nada do autor haha confesso que nem tenho tanto interesse em ler futuramente, mas acho algumas histórias dele interessantes. Não conhecia essa, que bom que o segundo livro melhorou bastante.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Amanda

      AAhh, conheço mais pessoas que não leram e nem querem kkkk. Mas acho uma boa pedida viu. Ele tem todo tipo de livro. Então quem sabe algum não te conquista? kkkk
      Bjs

      Excluir
  6. George R. R. Martin é um grande autor e de muito sucesso. Mesmo não fazendo muito meu estilo, dou muito crédito ao autor depois de Guerra dos tronos, que foi muito comentado. Gostaria muito de ler Wild Cards, acho que seria uma leitura interessante e até diferente do que leio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana

      Sim, muito sucesso e merecido. Da uma chance pra ele, se não com Wild Cards, com As Crônicas de Gelo e Fogo. Vale a pena.

      Excluir
  7. Olá! Continuo gostando bastante das capas dessa série, e pelo visto essa é daquelas que não devemos abandonar (por mais confuso que possa ser o primeiro livro), esse segundo parece que vai nos explicar melhor os rumos da história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Elizete.

      Olha, admito que prefiro as capas da Leya do que essas da Suma kkkk. Sim, o primeiro é a explicação de tudo e o segundo já é algo mais focado. Vale a pena continuar sim. =D

      Excluir
  8. Oi, Fábio
    Adorei essa capa, está belíssima!
    O primeiro livro sempre apresenta o universo que os autores criaram, então nem sempre todo leitor gosta. Dependendo da série eu gosto do primeiro livro porque a partir desse posso entender muitas coisas que estão por vir.
    Nesse segundo livro a trama se amplia e apresenta muitas coisas ao leitor, pelo jeito parece sanar as dúvidas.
    Estou curiosa para saber mais, beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luana

      Ela é legal, mas admito que prefiro a antiga kkkk. Verdade, as vezes as pessoas não gostam por isso, mas espero que pelo menos tentem ler o segundo kkkk. Espero que possa ler e descobrir mais. A historia melhora bastante, vale a pena.

      Bjs

      Excluir
  9. Oii!
    Gosto bastante de ficção cientifica, já vi esse livro mas nunca parei para saber mais sobre a historia. Fiquei até curiosa pela trama, meio que me chamou atenção. Ainda mais, nunca li nada do autor!

    Blog: Tempos Literários

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lily.

      É uma mistura, de FC com Fantasia, levando mais pro lado da fantasia. É muito bom, recomendo. E o Martin escreve bem demais =D

      Excluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.

Instagram

© Revelando Sentimentos | Resenhas de livros – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in