Resenha: Labirinto

Por Giovanna Prates •
14 dezembro 2020

Em Labirinto, conhecemos Tomás, um advogado irreverente e bem sucedido, porém, que leva consigo um enorme vazio de um trauma passado do qual ele não saiu ileso e, assim, passa seus dias se mantendo ocupado, na constante busca da felicidade e do amor.

 “O curioso é que este homem, embora ocupasse a maior parte do seu tempo. Não preenchia o vazio que ele trazia dentro do peito, dentro de si mesmo, como se em cada célula do seu corpo faltasse um pedacinho de alguma coisa indistinta.”

Confesso que tive que sair um pouco da minha zona de conforto para fazer essa leitura, mas tenho que admitir que não me arrependo. Esse livro me trouxe grandes reflexões sobre o amor, sobre a sociedade, sobre o que é certo e o que é errado e até que ponto ser feliz é egoísmo quando se envolve o amor. O autor Francisco Prado sabe te envolver com as palavras e traz questões reais para questionar o leitor de uma maneira única, notável e intensa.
“Será que os momentos de felicidade são tão bons só porque são raros?” 
Espere uma enorme carga de tristeza na trama, mesmo apesar de ser uma leitura fluida, leve e rápida, lidamos bastante com a depressão do personagem e, com ele, seguimos rumo em suas dores vividas, torcendo para que ele fique bem apesar de suas escolhas. Além da amargura que presenciamos, menciono também que a leitura tem influência de temas jurídicos, mas nada de difícil compreensão, muito pelo contrário.

Apenas uma coisa me confundiu na leitura e foi a maneira que as conversas são colocadas, - já que o travessão que indica a fala dos personagens muda de uma conversa para outra, sem mencionar o nome de quem está falando, - às vezes tive dificuldade para saber quem estava falando o que, mas depois que me acostumei a essa maneira de entonação, a leitura fluiu melhor.

“Se existe um lado bom nos infortúnios da vida é que eles nos trazem um certo estoicismo.” 
Uma leitura um pouco sombria, mas que traz ao leitor diferentes lições e percepções atráves da vida. Definitivamente vai ter fazer refletir sobre muitas coisas e trazer consigo, alguns aprendizados necessários. Boa leitura!

Título: Labirinto (exemplar cedido pelo autor) 
Autor: Francisco Almeida Prado
Editora: Novo Século
Páginas: 240
Ano: 2019
Compre: aqui

Comentários via Facebook

8 Revelaram sentimentos:

  1. Giovanna!
    Acho importante sairmos da zona de conforto e fazer leituras diversas.
    Gosto quando um livro, mesmo sendo triste e mais 'dark' de sentimentos,nos proporciona aprendizado.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  2. Confesso que não sou muito de sair da zona de conforto. 95% das minhas leituras são aqueles clichês, sabe? KKKKK considero uma fantasia sair da zona, por incrível que pareça! Mas gostei da sua resenha, me pareceu um livro mais sério, mais reflexivo. Tenho dificuldade com travessão também, acho que deixa mais confuso e precisa de um pouco mais de atenção pra entender quem está falando.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Como fã assumida da nossa literatura nacional, já havia lido algumas resenhas sobre este livro e não vejo a hora de adentrar nesse labirinto.
    Pelo que pude perceber, é bem intensa a leitura, até por trazer todo o questionamento e isso é sempre maravilhoso a todos nós!
    Espero ler!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  4. Gosto bastante desses livros que nos levam a refletir. Não conhecia o autor ainda, mas muito bom ver mais um livro nacional parecendo ser tão interessante e profundo. Acho que eu ficaria incomodada com essa questão de não identificar quem está falando. Curiosa com a "influência de temas jurídicos" (mesmo não entendendo nada sobre).
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Nao conhecia esse livro, mas gostei da vibe do livro. Sempre é bom sair da zona de conforto em qualquer coisa, pois vc sabe ainda onde se encontrar depois. Gosto de livros que tenha essa aura mais dark em relação ao sentimentos, e esse livro parece ser uma otima dica.

    ResponderExcluir
  6. Feliz de ver mais um nacional por aqui. Especialmente um que provoca tantos questionamentos

    ResponderExcluir
  7. OLA
    não conhecia esse livro e parece ser uma trama bem real,sabemos que o ser humano as vezes atravessa periodos sombrios. E livro aborda um assunto tão serio que é a depressão . gostaria de saber como o autor tratou esse tema , dica anotada .

    ResponderExcluir
  8. Olá! Eu gosto dessas leituras que trazem uma história bem próxima da nossa realidade e acaba por nos trazer também vários momentos de reflexões, pelo visto essa não é daquelas leituras fáceis, mas acho que no final, é daquelas que vale muito a pena.

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.

Instagram

© Revelando Sentimentos | Resenhas de livros – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in