Resenha: Ritos de passagem

by - julho 01, 2022


É difícil a gente começar a leitura dessa obra sem altas expectativas. William Golding é ganhador do Prêmio Nobel e autor de Senhor das Moscas, um clássico da literatura. Então não tem como esperar menos.

Em uma viagem à Austrália, no início do século XIX, Edmund Talbot mantém um diário, no qual narra suas aventuras para informar e distrair o tio na Inglaterra. A forma como ele deseja diverti-lo é agradável, começa contando fofocas dos passageiros, além de suas experiências sexuais enquanto está a bordo. Ele utiliza temas leves, até para deixar a nossa leitura mais leve.

Talbot é um jovem com uma carreira promissora à frente, no serviço público da Coroa Britânica. Cheio de mordacidade e algum desprezo, ele relata o dia a dia dos marujos e oficiais e descreve os emigrantes em busca de uma nova vida.


A bordo de um navio, os tripulantes e os passageiros precisam se habituar a um espaço pequeno, e é claro que isso não será coisa boa, já que a tensão entre eles se torna evidente. Talbot se envolve com uma passageira e não é o único a se envolver com ela.

De forma lenta, a gente vai entrando na história, conhecendo as verdades, os lados sombrios, os podres de cada companheiro daquela viagem. Não espere que tudo seja jogado de uma vez, a leitura é devagar. Por ter uma narrativa epistolar em alguns momentos, a gente imagina que a leitura será rápida – mas não acontece.

É uma obra para ler sem pressa, sem urgência. E pode ser que ao final não seja uma excelente experiência. O importante é dar uma chance. Afinal, o autor não é pouca coisa e as suas obras principalmente. Então vale a pena tentar.

Título: Ritos de passagem (exemplar cedido pela editora)
Autor: William Golding
Editora: Alfaguara
Páginas: 216
Ano: 2022
Compre: aqui

You May Also Like

8 comments

  1. Senhor das moscas tenho muita curiosidade em ler, e esse qdo li a sinopse tb achei interessante. Pela sua resenha me lembrou um pouco a vibe, que sei pelas resenhas, de moby dick, talvez esteja comparando coisas muito diferentes n sei. Mas to bem curiosa em ler.
    Como disse, vale a pena ler algo do autor.

    ResponderExcluir
  2. Impossível não ler William sem altas expectativas....
    Achei a história um tanto quanto parada

    ResponderExcluir
  3. Não é um livro para qualquer leitor, eu acho rs como Senhor das Moscas, tem muito leitor que torce o nariz, talvez esse livro também seja meio assim, pelo ritmo, pela lentidão em inserir o leitor dentro das histórias!
    Mas deve ser prazeroso demais, a quem curte!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  4. Já ouvi falar sobre o livro Senhor das moscas .Nunca li nada do autor. É confesso que não fiquei com vontade de ler esse livro no momento pois estou com tantos livros para ler

    ResponderExcluir
  5. Naty!
    Não li ainda nada do autor, embora já tenha ouvido muito sobre sua obra.
    Gosto de escrita epistolar, embora seja um pouco mais morosa mesmo.
    E se alguns capítulos são engraçados, por que não dar um chance de leitura?
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  6. Tenho vontade de ler Senhor das Moscas, afinal sempre leio vários comentários. Claro que isso pesa em despertar meu interesse para essa obra da resenha. O enredo não me assusta, pois gosto de narrativas que se desenvolvem a partir de detalhes de cada personagem e situações que vão se entrelaçando diante das relações. Esse ritmo mais lento pode funcionar dependendo de como nos é apresentado. Fiquei interessado em conhecer e ver como será minha experiência com a obra.

    ResponderExcluir
  7. Olá! Confesso que (ainda) não li nada do autor, mas depois de ler tanta coisa boa em relação a suas obras é claro que fica sempre aquela curiosidade (e necessidade) de mudar isso, não tenho nada contra essas leituras mais lentas, por isso, acredito que isso não será um problema.

    ResponderExcluir
  8. Oi,
    Parece ser um livro simples e com uma narrativas leve, bom para entreter, passar um tempo relaxando, embora não seja aquelaaa história de tirar o fôlego.
    Quero ler algo do autor, então talvez eu comece por ele.
    Bjs

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.