05 junho 2018

Resenha: Bem atrás de você


Eu não sei quando comecei a ler este livro, também não faço ideia do dia que finalizei a leitura. Só sei de uma coisa: a história tira-nos toda a ideia que podíamos ter e nos leva para um rumo que, cara, não sei nem explicar! Conseguem entender o motivo de eu ter demorado para fazer essa resenha? Porque eu simplesmente não sei o que falar. E isso é muita coisa, acreditem! 

Uma tragédia separou os dois irmãos, Telly de Sharlah. Oito anos distantes, sem contato, sem mensagens, sem nem sequer a proteção que a garota tanto tinha do seu irmão. Por quê? Esse é o motivo de muitos leitores terem adorado a trama e se emocionado com a história desses dois. 

Após esses oito anos, algo acontece e pode ocasionar um contato entre eles: o garoto torna-se o principal suspeito de uma onda de assassinatos. E então nos encontramos atados, sem respostas para tantos questionamentos. Porém, apenas por enquanto, pois, do meio em diante, o livro é um acumulado de respostas para todas aquelas perguntas. 


Logo no prólogo a autora nos mostra que lágrimas podem rolar, precisamos estar preparados. Percebemos como aqueles dois garotinhos viviam num ambiente familiar hostil, repugnante e desesperador. Os pais eram viciados em drogas e em álcool, por aí já percebemos a deficiência das crianças quando o assunto é amor e carinho. Sem essas palavras mágicas, eles buscavam refúgio na biblioteca. 

Certo dia a coisa parecia desandar de vez e o pai, em absoluta embriaguez, avançou para matar a própria mãe. O instinto de Telly foi proteger a irmã, claro. Todavia, ele acabou matando seu pai sem querer. Tudo pareceu ruir, de uma vez por todas. E foi, tenha certeza disso. 

Parece uma história com drama da capa à contracapa, mas, na verdade, estamos diante de um romance policial. O que estamos acostumados a ver nesse cenário? Uma, duas, várias mortes e uma busca incansável para encontrar o assassino. Aqui é absolutamente diferente. Toda a ação gira em torno de Telly. Engana-se aquele que pensa que teremos ódio dele. Não! Nutrimos um sentimento de carinho e sentimos o quão vítima ele pode ser nessas acusações e até mesmo em tudo o que passa no decorrer das cenas. É essa a dúvida que temos do início ao fim. 


Eu poderia falar horas sobre esse livro, contar sobre o enredo, sobre os policiais, detetives, os pais adotivos de Sharlah, de Telly. Poderia falar tudo e ainda faltaria muita coisa. Poderia mostrar os ensinamentos desse livro e tantas coisas mais. Poderia até mesmo deixar várias postagens aqui para incentivar cada um a ler. Seria inútil, pois isso causaria um cansaço tanto em mim quanto em vocês. Portanto, não há mais nada a dizer aqui. 

Só espero que as crianças nesse mundo não passem pelo que esses garotinhos passaram durante a infância. 

A indicação fica para todos os leitores, até mesmo os que não são. É uma leitura que vai agoniar, vai sufocar, vai surpreender e, regras à parte, vai ensinar. Ensinar tantas coisas que ficaremos nos perguntando o que aconteceria se isso se passasse no Brasil. 


Uma observação: Esse livro se trata de uma série, daquelas que temos os detetives como principais em todos eles. Porém, não é necessário ler todos para compreender esse. Esse é o primeiro que leio e não tive dificuldade alguma. 

Sobre a edição: A revisão é ótima, não recordo de ter achado algum erro. As páginas seguem o padrão da Gutenberg: páginas amareladas, espaçamento e fontes agradáveis. Só tenho uma ressalva que, para mim, é considerado um ponto negativo, mas para outros é algo bem comum: os diálogos são entre aspas. Sempre achei ruim esse método de diagramação, pois dificulta a fluidez. 

 

Título: Bem atrás de você (exemplar cedido pela editora) 
Autora: Lisa Gardner 
Editora: Gutenberg 
Páginas: 352 
Ano: 2018

13 comentários

  1. Oi, Natalia.

    A trama com toda essa carga familiar abordada, é algo tenso e ao mesmo tempo, envolvente, com personagens bem construídos.

    Que espero que o livro me reserve surpresas, quanto ao desenrolar dos acontecimentos.

    ResponderExcluir
  2. Oi Natalia,
    Na primeira viz que li esse livro, achei que tivesse alguma pegado de sobrenatural e terror. Mas mesmo assim fiquei interessada em ler, sua resenha só aumentou minha vontade de ler!

    ResponderExcluir
  3. Oi Natalia, tudo bem? Quando o livro foi lançado não captou tanto meu interesse, mas ao ler tua resenha me despertou a atenção para essa leitura. Eu gosto desse tipo de trama que prende o leitor e há algum tempo que não leio um bom romance policial. Vou colocar o livro na lista de desejados.
    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Amei sua resenha, ainda não tinha visto nada sobre esse livro e amei a abordagem! Já anotei a dica!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Nat,
    Terminei o livro recentemente, e assim como você disse, em todo momento senti empatia por Telly, na verdade um pouco do que ia acontecer eu consegui descobrir antes do desenrolar da trama, e quando li fiquei até aliviada porque torcia muito para ser diferente, rs.
    Também me prendeu mto, a cada segredo da família adotiva de Telly revelado eu queria saber mais e mais...
    Enfim, já passei a recomendar o livro também, foi uma leitura incrivel.
    Não sabia que se tratava de uma série, fiquei curiosa e vou buscar saber mais sobre os outros livros.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi, Natalia!
    Adooooooro o gênero.
    Já me fisgou logo no começo da sua resenha.
    Ainda não conhecia essa leitura, mas já adorei, apesar de que tenho certeza que vou chorar, pelo pouco que você disse.
    Dica anotada.
    :D

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Natália, que resenha inspiradora! Adorei! Eu ando lendo alguns romances nos últimos tempos e comecei a apreciar o gênero, por tudo que vc diz é um tipo de livro que eu ia adorar a leitura!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  8. Esse é um dos livros que preciso ler para já!! Adoro tramas bem construídas, com aquele suspense que não conseguimos mais largar a leitura até concluir!! Já fiquei curiosa quanto ao passado dos irmãos, sei que ambos sofreram bastante na infância e isso acarreta certos sentimentos, coisas que não sao construtivas, como também, pode ajudar a pessoa que o vive, a superar de uma forma boa. Só lendo mesmo para descobrir os motivos!!

    ResponderExcluir
  9. Naty!Dessa autora já tive oportunidade de ler uns três livros e gosto muito da forma como ela cria seus enredos.
    Esse ainda não li, mas por sua resenha, vejo que é carregado de suspense e mistério que nos prende do início ao final.
    Preciso ler.

    “Sou uma pessoa insegura, indecisa, sem rumo na vida, sem leme para me guiar: na verdade não sei o que fazer comigo.” (Clarice Lispector)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA JUNHO - 5 GANHADORES
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  10. Olá, Natália!
    Ainda não li obras dessa autora, mas já li várias resenhas deste livro. e cada vez fico mais curiosa, com mais vontade de ler.
    Mesmo sendo um pouco triste o que acontece com os irmãos, imagino que a leitura deve ser maravilhosa.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Eu já tinha visto esse livro em outros blogs e fiquei bastante interessado. Ler suas considerações só me enche de mais ansiedade por essa leitura. Gosto de enredos fortes envolvendo dramas e se unirmos a isso uma boa trama policial fica perfeito. Estórias com crianças geralmente nos pegam de jeito e acabamos nos envolvendo e sofrendo junto. Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  12. Olá, Natália!

    Bem atrás de você trás uma trama diferente para os romances policiais. Dois irmãos separados exatamente pelo amor de um pelo outro e do que esse amor é capaz de fazer. E o que matou o pai é acusado de outros crimes. O fato de ter sido preso não o ajuda, já que há o latente preconceito da sociedade com os ex-presidiários, já os taxando de capazes de repetirem os seus crimes. Ao descansarem esses crimes novos, torcemos para que Telly seja inocentado e que os irmãos se reencontrem, para que essa dor acabe e que possam viver como irmãos.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  13. Adorei a capa, ainda não li nada da autora. Fiquei surpresa por ser um romance policial. Já me emocionei só lendo a sua resenha, a infância desses dois foi tão triste. Com certeza entrou para a minha lista de desejados, tambem gostei da capa

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.