30 dezembro 2018

Melhores livros do ano

Olá, leitores. Nós preparamos uma postagem com os melhores livros lidos por cada um durante esse ano e seus respectivos quotes, é claro. Para mim não foi um ano tão produtivo no quesito leitura, mas espero que para vocês a coisa tenha sido diferente.

Vamos lá? Preparem o papel e a caneta, pois as indicações são ótimas e para todo gosto.



No começo do ano finalmente dei início a série da Roda do Tempo, uma série de fantasia épica com simplesmente 14 livros (6 lançados aqui no Brasil por enquanto). O livro me ganhou logo de cara, com personagens incríveis, tanto masculinas como femininas, uma história muito envolvente e várias referências ao O Senhor dos anéis sem deixar de ter sua própria identidade.

Mas, o melhor de tudo, é que apesar do primeiro livro ter feito eu me apaixonar de cara, a sua continuação conseguiu elevar isso a outro patamar. A história é simplesmente impossível de largar, com um final que deixa qualquer sujeito de boca aberta. A grande caçada é um livro digno de grandes adaptações cinematográficas (não é em vão que A Roda do Tempo vai virar série de TV). É um livro que recomendo para todo mundo e foi impossível para outro livro superá-lo.
"Alguns homens [...] escolhem buscar a grandeza, ao passo que outros são forçados a ela. É sempre melhor escolher do que ser forçado. Um homem que é forçado nunca é inteiramente senhor de si, precisa dançar de acordo com os cordéis de quem o forçou" (p. 274)

Fernanda (Almas gêmeas)

Eu criei uma expectativa muito grande quando soube do lançamento desse livro e confesso que por vezes temi ficar frustrada. Mas tio Nicholas nunca decepciona e me presenteou com essa obra maravilhosa e completa.

Almas gêmeas não foi meu melhor livro do ano apenas por ser do meu autor favorito, mas por me despertar várias emoções e me fazer refletir sobre muita coisa sobre a vida. Eu terminei essa leitura engasgada e confesso que há muito não sentia o que essa leitura me proporcionou.
"– Uma das coisas maravilhosas em relação a uma folha – disse ele – é que ela nos lembra de viver da melhor maneira possível pelo máximo de tempo possível, até enfim chegar a hora de se soltar e se permitir sair de cena flutuando com leveza." (p. 38)


Esse ano foi bem diferente para mim. Li uma quantia de livros que jamais sonhei em ler no período de um ano. Foram 62 livros. Sete do mestre Stephen King, dentre eles a releitura do meu preferido “A dança da morte”, mas também teve Edgar Allan Poe, teve Douglas Adams, Paulo Coelho, Asimov, Bram Stoker, Lewis, Vianco, Ariano Suassuna, enfim… uma infinidade de leituras maravilhosas. Sem contar que adquiri um forte gosto por não-ficção e li três livros maravilhosos: um sobre o ano de 1968, um sobre a história das invasões sobre Roma e o último sobre o Holocausto. Além de muito sci-fi. Porém, nem tudo foi um mar de rosas. Tudo isso aconteceu por causa de um acidente que eu sofri, me machuquei, precisei fazer uma cirurgia e ficar pelo menos três meses de cama. Logo, sem trabalhar é igual a ler muito. Este ano também foi bom porque ganhei meu primeiro sorteio: quatro livros da Dark Side. 

Como eu disse, foram muitas leituras e graças a Deus a grande maioria foi muito boa, então fica difícil escolher um único livro para ser eleito o melhor do ano. Mas, para não perder o costume, elegerei a minha melhor leitura do ano, o livro À espera de um milagre, do Stephen King. É um livro lindo, muito longe do terror habitual que as pessoas tanto têm medo, e que precisa ser lido, independente do gosto literário de cada um. 
- “Você fala, garotão?
- Sim, senhor, patrão, falo.
- Seu nome é John Coffey.
- Sim, senhor, patrão, como o que se toma com leite, só que não se escreve do mesmo jeito.
- Então você sabe soletrar, é? Ler e escrever?
- Só meu nome, patrão” (p.29-8)
“Brutal estava olhando para mim, a sobrancelhas erguidas, imóveis, a máscara nas mãos. Seus olhos indicavam que a decisão era minha, que eu faria o que decidisse. Pensei o mais rápido e o melhor que pude, mas era difícil com a cabeça latejando como estava. A máscara era uma tradição, não era lei. Na verdade, ela se destinava a poupar as testemunhas. E, de repente, decidi que elas não precisavam ser poupadas, não dessa vez. Afinal de contas, John não tinha feito uma única maldita coisa na vida para merecer morrer com uma máscara. Eles não sabiam disso, mas nós sim, e resolvi que lhe ia conceder seu último pedido” (p.377).


Ah, que TODO MUNDO estava esperando que eu fosse confessar isso, não é mesmo?

Impossível chegar aqui e não reafirmar que As crônicas dos mortos, do Rodrigo de Oliveira, foi o melhor que eu li esse ano. Poderia falar de vários outros livros internacionais ou mesmo nacionais, mas eu quis muito sair do looping de romance que sempre acabam me atraindo. E essa saga fez exatamente isso comigo.

Narrado com maestria, destruindo cidades que eu conheço e amo, arrasando com os personagens aos quais me apeguei… Caminhar ao lado de Ivan e Estela e depois dos seus descendentes me fez suspirar de emoção e reafirmar que muitas vezes os verdadeiros monstros são os seres humanos. 
"A raça humana tem demonstrado ao longo dos séculos uma imensa capacidade de resistência, de adaptação aos cenários mais desfavoráveis."  (O VALE DOS MORTOS)
"O inferno, naquele momento, sem dúvida explodia em festa. O Anticristo agora caminhava pela Terra. O profano finalmente havia sido desencadeado" (A BATALHA DOS MORTOS)
"Não creio que o destino esteja escrito, Ivan. Acho que nosso futuro é apenas os resultados de nossas escolhas, simples assim." (A SENHORA DOS MORTOS)


Diferente do Marcos, li pouquíssimos livros, infelizmente. Fiquei bastante em dúvida na hora de eleger qual livro foi o melhor: Segredo de sangue ou Matem o presidente. Na verdade, este não ganhou por pouco. O desfecho me incomodou e fez com que Segredo de sangue merecesse destaque.

Ele nos apresenta a história de dois assassinatos e, num primeiro momento, pensamos que não há ligação entre eles, todavia, é aí que estamos enganados. Completamente enganados. É necessário apenas pensarmos um pouquinho mais, lermos adiante e teremos respostas, afinal, Cassandra Coyle e Timothy Mcdougal foram assassinados de forma cruel; seus corpos foram encontrados mutilados.

Cassandra tinha apenas 26 anos quando foi encontrada morta na cama de seu quarto com os dois globos oculares arrancados e deixados na palma de sua mão esquerda. Já Timothy tinha 25 anos e foi encontrado morto na véspera de Natal num píer com três flechas enfiadas em seu peito.

Eu não conhecia a escrita da Tess, mas já ouvi muitos elogios a respeito. E não se enganem, pelo fato de ela ser médica e narrar coisas bem técnicas, a história não se torna cansativa, pelo contrário.
“Monstros podem aparecer em diferentes formas e tamanhos, e os mais perigosos são aqueles que passam insuspeitos, aqueles em que se acha que pode confiar.”
Contem pra gente qual foi a melhor leitura de vocês. Nos encontramos nos comentários.

21 comentários

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Quanta indicação maravilhosa!!!E vou admitir que fiquei com aquela pontinha de inveja por terem lido tantos livros!
    Eu ultrapassei e muito minha meta e fico feliz com isso, pois nunca as faço mesmo.rs por não conseguir cumprir. Mas mesmo lendo bem pouco, fui além do que tinha me proposto.
    Adorei as leituras do Marcos, principalmente por trazer o Mestre King(amo)..
    Eu vou citar It, A Coisa como minha melhor e também como o maior desafio deste ano. Um livro enorme, com um enredo maravilhoso.
    Mas vieram coisas muito lindas também, como Deixada Para Trás, Mulheres Sem Nome.
    Beijo e que 2019 seja ainda melhor a todos nós, em leituras e vida!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      It também foi um dos meus favoritos, só que do ano passado kkkk. Pouco ou muito o bom é que teve boas leituras. Bom que conseguiu passar a meta, espero que ano que vem supera novamente.

      Beijos e feliz ano novo =*

      Excluir
  3. Gostei da sua lista!
    Fiquei interessada por todos, principalmente por À espera de um milagre e Alma gêmea.
    Esse ano li bastante, mas só tive 13 preferidos.
    O que mais gostei e indico é o Amor plus size da Larissa Siriani, é maravilhoso!
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, "À espera de um milagre" é maravilhoso! Coloca ele na sua lista para esse ano ;)

      Excluir
    2. Oi, Ana!
      Leia Almas gêmeas, vai amar!

      Feliz Ano Novo (:

      Excluir
  4. Oi!!
    Gostei muito de saber quais livros foram os melhores para todos os colonistas aqui no blog. Não li tanto assim mas foram boas leituras, espero que em 2019 eu possa ler mais os livros do King e mais livros nacionais. E Feliz Ano novo, que 2019 nos traga leituras maravilhosas e muita paz, saúde e felicidade para todos nós.
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto mais King melhor kkkkk

      Feliz ano novo =*

      Excluir
    2. Coloca "À espera de um milagre" na sua lista! *.* Ele é muito lindo, um dos melhores do King.

      Excluir
  5. Ainda não li nenhum destes citados, mas tenho maior interesse no estilo de leitura do Marcos.

    Feliz ano novo a todos!!

    ResponderExcluir
  6. Natalia e equipe!
    Desejo um novo ano de realizações, saúde e muito amor! Que possamos estar juntos em 2019 com boas leituras!
    “Que a paz, a saúde e o amor estejam presentes em todos os dias deste novo ano que se inicia. Feliz Ano Novo!” (Desconhecido)
    cheirinhos
    Rudy
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Nátalia
    Adorei os melhores livros de todos do blog, mas não li nenhum desses livros.
    Não costumo colocar metas de livros para ler, nesse ano pretendo cumprir uma meta. Em 2018 li e torno de 20 ou 22 livros, não contei.
    De todos os livros citados ainda não conhecia Segredo de Sangue.
    Feliz Ano Novo para todos!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luana.
      Que bom que gostou, recomendo obviamente todos os livros citados e tambem Ninfeias Negras, excelente livro. Feliz ano novo e que sua meta de leituras só cresça.

      Excluir
    2. Oi Luana!
      Que bom que gostou!
      2019 terá ainda mais leituras!

      Feliz Ano Novo! (:

      Excluir
  8. Oi gente!!!
    Feliz ano novo para todos vocês 💕
    Fábio, é tão gostoso quando nossas expectativas são elevadas e ainda assim conseguimos atingir não é? Confesso que não é uma série que me encanta tanto, mas fico feliz que curtiu!!!
    Fer, Sparks é vida né? Ainda não li "Almas gêmeas", mas acho bem difícil não gostar KKK
    Marcos, suas leituras são sempre as diferentonas para mim, adoro kkkkkk também li King esse ano, 3 livros só, mas quero aumentar isso porque ando curtindo o autor.
    Sissi, essa série anda bem famosa!! Bom ver um autor nacional com esse destaque, não tive oportunidade de ler, mais pretendo.
    Nat, não conhecia o que você elegeu como favorito, fiquei curiosa, parece ser um enredo ótimo!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vitória

      Feliz ano novo =D.

      Verdade, a cada livro Jordan consegue se superar. o que é raro para uma serie tão grande.

      Bjs

      Excluir
    2. Leia então, Vitória! Tenho certeza de que vai amar!
      Feliz Ano Novo! (:

      Excluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.