04 junho 2019

Resenha: A Rainha Aprisionada


Esse é a continuação do livro A Caçadora de Dragões, que tem resenha aqui no blog. Nesse livro nós vamos ter uma nova protagonista, e por mais que você não precise necessariamente ler o primeiro, agora que li esse, recomendo que leia na ordem.

Depois dos acontecimentos do primeiro livro, Dax e Roa começam a estruturar seu novo governo e a sua aliança. Roa é uma rainha estrangeira que não tem o apoio das pessoas de Firgaard. Ela veio das Savanas, um território sob o domínio de Firgaard. O casamento foi de grande ajuda para Dax e seus planos, mas agora Roa precisa que seja de grande ajuda para ela e seu povo também. Assim como no primeiro, esse livro tem um pano de fundo cheio de lendas. No primeiro tivemos dragões, nesse temos a morte e os espíritos que não encontram a paz. É falado de outra forma, mas sendo bem simplista, é isso.

Roa tinha uma irmã gêmea, Essie, que morreu ainda criança. A ligação que elas tinham é tão forte que Essie não encontrou a paz como deveria ser, e se mantém ligada à irmã. A história da morte de Essie e de como funciona a Renúncia, que é a passagem dos mortos para o descanso, é intercalada com a história atual do novo governo de Dax.


Roa acredita que Dax é um rei fraco, e cada atitude dele mostra isso a ela. Ela esperava que ele cumprisse suas promessas e ajudasse seu povo, mas percebe que as coisas podem ser bem mais lentas do que gostaria. Junto com isso, ela precisa lidar com seu povo que acredita que ela foi uma tola, e a perspectiva de perder a ligação que tem com sua irmã, já que está chegando a data de uma nova renúncia e ela teme que, dessa vez, sua irmã não volte para ela. 

Gostei muito da mitologia e o conceito que, às vezes, é necessário deixar partir, que não podemos adiar algumas coisas. Essa ligação entre elas é profunda e legal de se ver, mas também errada. Roa se deixa em situações ruins tentando salvar essa ligação, sem parar para pensar que talvez o melhor seja deixar que ela faça a renúncia. Mas mesmo me irritando eu entendo, se despedir não é fácil, ainda mais pela causa da morte de Essie e de quem foi o responsável. Apesar de que, na minha opinião, não temos de fato um culpado.

Eu fiquei extremamente incomodada com o começo, pois o Dax que conhecemos aqui é péssimo. Mulherengo e nem um pouco preocupado com a esposa e o reino que conquistou. Porém, não demora muito para que a história nos mostre que sempre existem dois lados. E o plot twist sobre Dax chega em algum momento. Roa quer fazer as coisas com pressa já que seu povo sofre há anos, mas Dax conhece melhor como funciona o governo. O choque entre eles é absurdo, e por isso as atitudes e alianças nada corretas que Roa faz ao longo do caminho me deixaram angustiada. 


Acho que por isso gostei mais do primeiro livro. Existem coisas que poderiam ser conversadas e resolvidas muito facilmente nessa história, mas é necessário criar uma grande trama para elas e fazer os personagens sofrerem. Se isso tivesse sido feita de uma forma um pouco menos cansativa, talvez não me incomodasse, pois entendo que precisa rolar um sofrimento. O romance demora bastante para acontecer, e como vimos as coisas do ponto de vista da Roa, entender o lado de Dax e o que ele planeja leva bastante tempo. 

Mas, mesmo assim, é uma leitura fácil e gostosa de fazer. Tinha sentido falta de saber mais sobre o povo da savana no primeiro livro, e fique satisfeita nesse. A autora soube criar um povo diferente em sua religião, roupas, costumes. Sempre bom ver coisas assim. Temos também um pequeno vislumbre de Asha e do que anda fazendo pelo reino, o que me deixou curiosa de como a autora vai juntar essas coisas no final, pois, mesmo que sejam protagonistas diferentes, a história parece ter uma ligação. No terceiro livro também será uma nova protagonista que já conhecemos e que estou ansiosa para ler, pois desde o primeiro livro já quero saber mais sobre ela.

Essa continua sendo uma trilogia que gosto muito, e que quero finalizar. Leve, divertida, com romance, mitologias diferentes e amor de irmãs.

 

Título: A rainha aprisionada (exemplar cedido pela editora)
Autora: Kristen Ciccarelli
Editora: Seguinte
Páginas: 369
Ano: 2019

11 comentários

  1. Olá Jessica,
    Não conhecia esses livros, mas já amei a capa e quero muito ler HAHAH Amo essas histórias fantasia e reinos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Theresa,

      Quem bom que curtiu, quando ler, me conta o que achou!
      Beijos

      Excluir
  2. Olá! Adorei a indicação, nunca tinha ouvido falar sobre esses livros.
    Livros de fantasia e mitologia são alguns dos meus favoritos. Estou bem curiosa para conhecer essa nova mitologia.
    Quero muito conhecer Dax e Roa, a relação de Roa com seu povo e sua irmã, os costumes e a religião do povo da Roa.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rayssa,

      Eu amei esse casal, espero que você goste também.
      Beijos

      Excluir
  3. Oiii ❤ Gostei muito de saber que esse livro tem lendas como pano de fundo, me agrada quando autores abordam esse tipo de tema em seus livros.
    Vou adorar conhecer essa cultura toda criada pela autora. É fascinante o fato dela ter conseguido criar um povo com costumes, religião, etc próprios ❤
    Achei legal que cada livro tem uma protagonista diferente, acho que isso ajuda a aprofundar os personagens da história e assim podemos conhecer melhor cada um deles.
    Espero poder ler tanto o primeiro livro como esse em breve. Obrigada pela indicação ❤

    ResponderExcluir
  4. Oi Rayane,

    Eu não curti muito esse negocio de trocar de protagonista, rs, mas agora já acostumei e gosto mais. Feliz que você gostou!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Puxa, engraçado que lendo a resenha deste segundo livro(a primeira que leio dele) parece que não é uma continuação do que se tratou o primeiro livro.
    A Caçadora parece ter agradado bem mais, não apenas por trazer personagens ainda desconhecidos sendo ali, bem apresentados, mas até o desenrolar foi mais...gostoso!
    Mas como eu adoro isso de lendas, de culturas diferentes e oh, sobrevivência, com certeza quero muito conferir os dois livros!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, a editora mesmo diz que pode ser lido separadamente. por isso que parece um livro único, mas acho legal ler na ordem. Gostei mais do primeiro sim, mas esse também vale a pena!

      Beijos

      Excluir
  6. Eu gosto muito dessas histórias que possuem mitologia, esse desenvolvimento de um mundo totalmente diferente. Achei muito interessante a autora escolher personagens diferentes dentro do reino para encabeçar a trama. Quero muito ler essa trilogia e conhecer a escrita da autora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nil,

      Confesso que no começo não fui muito fã de protagonista diferente,mas agora to curtindo e ansiosa pelo último!

      Beijos

      Excluir
  7. Olá!
    No momento vi muito esse livro mas não parei para ler uma resenha dele. Agora aqui lendo fiquei bem curiosa com a historia, tem uma premissa muito boa. A protagonista é interessante com uma personalidade diferenciada.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.