Resenha: A Oração dos Miseráveis

Por Fabio Pedreira •
13 setembro 2021

Na guerra dos deuses, Guerdon é uma cidade que consegue permanecer neutra. Contudo, nem sempre foi assim. Em seus primórdios, Carniçais e os Deuses do Ferro Negro lutaram entre si para decidir o futuro da cidade. A luta teve fim, mas agora, eras depois, parece que algo vem acordando nos subsolos de Guerdon, que pode trazer caos e destruição para todos.

Três ladrões acabam envolvidos nessa trama sem ter ideia do que os aguarda. Cari, uma jovem com um passado trágico; Mastro, um homem de pedra, filho do antigo chefe da guilda dos ladrões; e Ratazana, um carniçal. Juntos, os três irão sofrer com traições e mudanças, buscando vingança contra quem armou para eles, ao mesmo tempo que tentam entender o que está acontecendo com cada um.

Adianto que A Oração dos Miseráveis é uma das melhores fantasias que li em muito tempo. Um livro bem completo, com uma história intrigante, personagens carismáticos e uma construção de mundo muito boa. A história e a construção dela se misturam de forma muito satisfatória. O autor conseguiu criar uma vibe que mistura um pouco da era vitoriana, com suas ruas de pedra e carruagens, ao mesmo tempo que adiciona uma pitadinha de steampunk com seus lampiões alquímicos e toda a alquimia envolvida na série.

Aliás, esse é um ponto interessante, pois além da guerra dos deuses, existe a briga entre ladrões e mestres de alquimia, guerras políticas e pelo controle da cidade. Tudo isso com uma escrita muito boa por parte do autor, interligando tudo de uma forma coesa.

Claro, para quem não é acostumado com esse tipo de leitura (e talvez, até para quem seja) é bom ler com mais atenção para não perder algum detalhe, principalmente em relação à guerra dos deuses, que às vezes pode parecer um pouco confuso, mas que depois acaba sendo mais explicado e fazendo mais sentido.

Um dos pontos que mais chamou a minha atenção foram as criaturas presentes no livro. A criatividade do autor é grande e todas elas têm uma história muito bem criada também, não sendo apenas algo criado e jogado.

Apesar de ser uma trilogia, o livro tem um final fechadinho, então, se você é daqueles que prefere livro único, dá pra ler também.

A Oração dos Miseráveis alterna entre um ritmo mais explicativo e um ritmo frenético, em que há momentos que você não para de ler. Encontra-se muita ação e um pouco de investigação. Então, recomendo demais para os fãs de fantasia. Só vão.

Título: A Oração dos Miseráveis
Autor: Gareth Hanrahan
Editora: Trama
Páginas: 512
Ano: 2021 (Ano original 2019)
Compre: aqui

Comentários via Facebook

8 Revelaram sentimentos:

  1. O título não me levou a imaginar uma história desse tipo.
    O mundo criado parece ser bem interessante.
    Gosto de trilogias ou séries em que cada livro tem seu final, mas deixa um gostinho de quero mais para os próximos.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  2. Caramba, que história legal!!! Fui lendo a resenha e sendo surpreendida a cada linha. Adoro histórias com ladrões, sabe? kkk não são bem os heróis que a gente espera e de repente se torna muito bom! Tomara que os outros sejam tão bons quanto esse.

    ResponderExcluir
  3. Bem curiosa em ler essa historia e estou ouvindo coisas boas sobre.
    Fiquei curiosa mais ainda com a Cari, sua historia. Adoro quando tem personagens femininos nos livros de fantasia, suspense enfim...com importancia.
    Espero gostar.

    ResponderExcluir
  4. Sua empolgação é contagiante!
    E mesmo não sendo meu tipo de leitura, achei a história bem interessante e diferente. E também completa

    ResponderExcluir
  5. Fábio, estou fascinada com o trabalho da Trama! Tive a oportunidade de ler Onde Está Daisy Mason e chegou Ex Mulher(que ainda não li) mas a diagramação é perfeita demais! Isso para pessoas como eu que enxergam pouco, é um ponto maravilhoso!
    Eu ando amando me aventurar em mais fantasias e sim, esse lançamento é um muito desejado. Só admito que não sabia que tinha tantas páginas rs mas com o ritmo, isso nem assusta!
    Com certeza, quero demais poder ler!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  6. Eu adoro os livros da trama, esse trio de personagens parecem serem incríveis. Gosto quando alterna desse jeito principalmente em livros maiores.

    ResponderExcluir
  7. Oi Fábio!
    O livro me pareceu bem elaborado, com uma história fantástica bem criativa e ainda com essa mistura de steampunk e com a era vitoriana.
    Fiquei intrigada com a escolha dos nomes de alguns personagens, na minha opinião, poderiam ser melhor escolhidos, a menos que tenha alguma coisa haver com a trama.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  8. Olá Fábio
    É tão bom ler um livro onde percebemos o cuidado que o autor tem com seus personagens .como você disse todos eles tem sua história. Bom saber que apesar de ser uma trilogia esse primeiro livro fecha direitinho a trama .
    Bjs

    ResponderExcluir

Gostou da postagem? Deixe um comentário. Se não gostou, comente também e deixe a sua opinião.
Se tiver um blog deixe o endereço e retribuiremos a visita.
Aproveite e se inscreva nas promoções e concorra a diversos prêmios.

Instagram

© Revelando Sentimentos – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in