Resenha: O homem de São Petersburgo


Estamos em 1914, tudo está prestes a mudar. A Alemanha se prepara para a guerra e a Inglaterra precisa garantir o auxílio da Rússia. De forma silenciosa, Winston arquiteta uma negociação com o príncipe Orlov. Nem tudo pode ser tão fácil quanto parece, pois Feliks está disposto a impedir que seu país envie milhões de rapazes para os campos de batalha de uma guerra sem ao menos entender os motivos.

Um anarquista e sem nada a perder, Feliks decide se infiltrar na Inglaterra com o objetivo de assassinar o príncipe e acabar com essa possível aliança entre os russos e os britânicos. Parece fácil? Ledo engano.


Resenha: O vilarejo


Olá pessoas mais queridas,
Depois de tanto ouvir falar em O vilarejo, resolvi conferir o motivo do auê!


Vem por aí: Novo Conceito


Olá pessoal!

Hoje eu trouxe para vocês os lançamentos de fevereiro da editora Novo Conceito. Novidade é sempre bom mas quando se trata de livro nós leitores damos uma piradinha né?! Vamos aumentar nossa lista de desejados? Confiram.


Resenha: Não conte para a mamãe


“– Não conte para a mamãe – disse ele, dando-me uma breve sacudida. – Isso é um segredo nosso, Antoinette, você me ouviu?
– Está bem, papai – respondi. – Não vou contar.
Mas contei. Eu sentia segurança no amor de minha mãe. Eu a amava, e ela, eu sabia, me amava. Ela o mandaria parar.
Mas não mandou.” (p. 55)

Parece algo surreal, mas o índice de abuso sexual infantil é alarmante, não apenas aqui no país como no mundo. No Brasil, cerca de três denúncias de abuso e exploração, por hora, foram registradas em 2014, sem contar os não notificados. O estupro está cada vez mais comum em países desenvolvidos. Numa pesquisa realizada, pode-se constatar que os Estados Unidos, Canadá, Suécia e Reino Unido estão no topo da lista de países com maior índice de estupro.

Resenha: Boa noite


Boa noite conta a história de Alina, uma boa aluna, boa filha e uma boa pessoa – embora isso seja taxado pelos padrões da sociedade. Ela precisa deixar sua casa, família, comida na mesa e roupa lavada pela mamãe para ingressar numa universidade longe de sua residência.

Ao consultar os anúncios na faculdade, ela verifica que existe uma república com uma vaga e decide se candidatar. Manu, Talita, Gustavo e Bernardo são os moradores e decidem aceitar a garota por ser considerada nerd e por parecer útil, já que estudaria Engenharia da Computação.

Quotes: Me ajude a chorar


Preparei para vocês quotes do livro de Fabrício Carpinejar, um autor que encanta e nos inspira. Para quem não conhece a obra Me ajude a chorar, ela foi resenhada para o Blog e vocês podem conferir aqui.


Resenha: "Mr. Mercedes" e "Achados e perdidos"


Estava precisando de uma leitura que fluísse, que não me desse vontade de parar. E aqui está! Reafirmo que me surpreendeu, mas não por causa do conjunto, até porque a narrativa é bem simples (me fez ler com uma velocidade estranha até) e a história não demonstrou dificuldades e reviravoltas para que os personagens conseguissem o que queriam. Mas, um ponto que me chamou muito a atenção, tem a ver com as descrições do King.

Recentemente eu disse em alguns comentários que ele não tem mais medo de descrever o que acontece quando, por exemplo, um carro explode com cinco pessoas dentro. King destrincha o que consegue. Porém, ele está indo além, e esse livro tem uma característica muito peculiar do Naturalismo Brasileiro, que trata de uma descrição cruel dos personagens, como na passagem: "Eles deixaram os aleijados e os debiloides entrarem primeiro" e muitas outras que eu presenciei.

A diferença, claro, é que no Naturalismo, as pessoas eram retratadas, literalmente, como animais, muito bem observado em "O cortiço". Também percebi que agora King não abre mão de algumas referências. Em Mr. Mercedes podemos encontrar Hitchcock, Agatha Christie e até De Niro, quando fez Taxi Driver (um filme espetacular, diga-se de passagem). E claro, por que não uma referência a ele próprio, citando Pennywise? Tem também!!

Enfim!! Depois da pequena decepção em Revival, foi bom ler um livro que não me desse vontade de parar.


Lançamento: Box de luxo Quarteto Smythe-Smith


Olá, leitores. Trouxe para vocês a novidade da Editora Arqueiro que está chamando a atenção dos leitores do gênero: o Box de luxo Quarteto Smythe-Smith.

Há quase vinte anos o sobrenome Smythe-Smith é sinônimo de música desafinada. Ainda assim – talvez por pena, talvez por surdez – a sociedade londrina continua a se reunir anualmente para assistir ao catastrófico concerto das jovens solteiras da família.

Lançamentos da Editora Sextante


Olá, leitores. Separei hoje para vocês os lançamentos da editora Sextante. 

Resenha: Carrie, a estranha


Creio que a essa altura do campeonato todos conhecem a história de Carrie. O primeiro filme foi gravado em 1976, teve outro em 2002, e, mais recentemente, em 2013, fizeram um remake, estrelado por Chloë Grace Moretz e Julianne Moore.

Então, eis um breve resumo:
Carrie é uma menina (vista como estranha pelos colegas) criada sob a extrema rigidez religiosa da mãe. Descobre apenas aos 16 anos o que é a menstruação. E junto a essa descoberta, ela desenvolve um poder que até então estava escondido. Ela descobre que é telecinética, ou seja, tem o poder de mover as coisas apenas com a força mental. Não tem amigos, então é alvo de bullying constantemente.

Resenha: A vida em tons de cinza


Heey pipous, quando li A vida em tons de cinza dei uma desidratada básica, chorei tanto que a professora do curso em que eu estava ~ viajando durante as aulas ~ perguntou se eu estava bem. Estava nada, eu estava era com o emocional abalado e o coração sangrando por todas as pessoas que sofreram nas mãos nazistas.

Ninguém mereceu ser alvo do ódio nazista. Nesse livro, que apresenta “o outro lado da guerra", acompanhamos a maldade de Stalin dirigida aos alemães que, quando não concordavam com a perseguição feita aos considerados impuros, eram considerados cúmplices e traidores, tinham seus bens confiscados e eram deportados na calada da noite e enviados a campos de trabalho forçado sob a falsa acusação de serem criminosos e com uma pena de 25 anos a cumprir, isso se sobrevivessem a esse tempo porque as condições de vida ofertadas a eles nesses campos eram tão sub-humanas quantos as oferecidas aos judeus.

Vem por aí


Novidades é sempre bom, mas quando se trata de livros a gente fica até preocupado: mais desejados, mais compras, mais livros para ler e, automaticamente, menos tempo. Mas, mesmo assim, não deixamos de lado o desejo ardente de olhar quais são os lançamentos das editoras e, para isso, o Blog selecionou algumas para vocês conhecerem (clique na imagem para ser redirecionado às sinopses).

Resenha: Memórias de uma gueixa


Olá,
O livro Memórias de uma gueixa, escrito pelo autor norte americano, Arthur Golden, narra a história de uma pequena garota, de olhos muito peculiares, que se tornou uma das maiores gueixas de sua história.

Chiyo tem olhos azuis e profundos, característica muito rara entre japoneses. Todos que a veem declaram: existe muita água em sua vida. De fato, a menina vem de uma família de pescadores, que vivem em um casebre, localizado em uma encosta. Sua irmã, Sato, cuida dela, pois a mãe sofre de uma doença terrível, com dores que a deixam de cama, o que a impede de cuidar corretamente das meninas. Seu pai permanece o dia fora pescando para sustentar a família. 


Resenha: Me ajude a chorar


Me ajude a chorar é uma obra que pode ser lida de diversas formas e acredito que a melhor seja aos poucos, absorvendo uma crônica por dia, mergulhando nas palavras do autor de forma moderada, pois o desejo é que elas não acabem.

Carpinejar tem um dom, aquele de tocar sem usar as mãos, de derramar lágrimas sem nos magoar e, de brotar sorrisos, ainda que nosso corpo queira chorar. Ele consegue mudar nossa forma de ver as coisas quando lidamos com as suas.

Promoção: Ano Novo, Livro Novo

Quer começar 2017 com livros novos? Os blogs Fabricando Sonhos, Conjunto da Obra, Livro Lab, Pétalas de Liberdade, Leitora descontrolada, Traveling between pages, Lendo e apreciando, Passaporte literário, Gettub, Mundo literário, Blog In The Sky, Revelando sentimentos, Relicário rosa, Sempre nerd, Da imaginação a escrita, Seja cult, Ler para divertir, Livreando, House of stories, Tudo que motiva, Minhas escrituras, Leituras da Mary, Perdida na biblioteca estão juntos em uma mega promoção.

São dois kits, e 4 vencedores. No kit 1, o primeiro ganhador escolhe 6 livros e o segundo fica com os 5 restantes. Já no kit 2, o primeiro ganhador escolhe 6 livros e o segundo fica com os 6 restantes.


Resenha: Até você ser minha


Nem tudo é o que parece!

Até você ser minha é um título que não gostei, no início; criei diversas possibilidades para a história por conta do nome, mas nenhuma era o que de fato é. Esse elemento foi um dos fatores positivos da obra – embora não seja assim o tempo todo.

Alguns detalhes me incomodaram no decorrer da leitura e, por esse fator, demorei uns longos meses para ler. Não foram três ou quatro, foram uns seis meses enrolando para dar continuidade e não abandonar a obra.

Resenha: A casa do céu


Olá, quem aqui ama viajar? o/
quem gosta de conhecer pessoas diferentes? o/
e comer coisas diferentes? o/
Amanda descobriu que também gosta disso; ela cresceu em uma família problemática, violenta, e, para esquecer as coisas que estavam acontecendo no outro cômodo, ela mergulhava em revistas da National Geographic, conhecendo assim o mundo através dessas revistas. Sempre sonhando em estar naqueles lugares, com pessoas diferentes, com comidas diferentes, fazendo coisas diferentes.

Quando chegou à idade adulta, Amanda virou garçonete e, por ser muito bonita, conseguiu virar atendente em baladas caríssimas, onde recebia gorjetas altas e um salário bom. Decidiu guardar dinheiro e resolveu que iria viajar com seu namorado nas férias e assim ver o mundo por conta própria e não mais através dos olhos de outras pessoas.


Baixe gratuitamente o Conto de Marcos Ferraz


Olá, leitores. Venho hoje anunciar que o Conto de Marcos Ferraz, A bailarina, o mar e a lua, está gratuito na Amazon. Para baixar, basta clicar aqui.

Aproveite que a história é excelente! O download gratuito é por tempo limitado.

Resenha: Amityville


Resenhado por Marcos Ferraz

Simples... porém foda!

Amityville é de fato um livro daqueles que você não tem vontade de largar. Isso porque o autor Jay Anson mantém uma narrativa cadenciada, ao mesmo tempo envolvente, até em casos corriqueiros, como quando explica as funções da profissão de George, patriarca da família Lutz. Porém, para este que vos escreve, fica evidente uma certa falta de emoção naqueles momentos mais excitantes. Você lê, gosta do que leu, arregala os olhos no modo “PQP!!”, mas sente falta desse acabamento por parte do narrador. Mas isso é ruim? Não! Analisando por outro ponto de vista, fica claro que é possível fazer uma ótima história de terror (ou uma história qualquer) tendo uma linguagem simples. Simples, mas eficaz, porque em todos os capítulos há uma passagem que te arrepia até os pelos da batata da perna, e são, essencialmente, esses momentos que te fazem não querer parar de ler.

A bailarina, o mar e a lua


Quando vemos algo muito bom queremos proclamar ao vento, para petrificar no coração das pessoas e deixarmos sua marca, não é mesmo? Esse é o sentimento que nasceu quando li o conto A bailarina, o mar e a lua.

Estava com a intenção de resenhá-lo, mas ele é tão pequeno e gracioso que não teria a mesma graça de o leitor mergulhar sem saber para onde está indo. É assim que nos encontramos ao ler a história de uma pobre garota esquecida.


Resenha: Um ano na vida de um gênio


Quando vi o lançamento, imaginei que seria um livro totalmente diferente do que de fato é. Um ano na vida de um gênio possui uma pitada de humor e uma dosagem extra de lição para a vida. No entanto, não é só isso...

Existem personagens que são chatos, outros que são péssimos e existe o desse livro que vai além disso. Arthur A. Bean é um garoto que se acha o maior gênio da face da Terra e de outros planetas que existem (ou possam existir). Ele acredita ser um grande escritor de sucesso e que consegue tudo o quer, até mesmo ficar em primeiro lugar no concurso de contos.

Resenha: O segredo do meu marido


Cecília é uma mulher muito organizada e metódica; casada com John Paul e tem três filhas: Isabel, Esther e Polly. Tem uma vida confortável e certa estabilidade financeira. Sua filha do meio, Esther, fica sazonalmente obcecada por algum assunto e o estuda exaustivamente, até que ele perca a graça. Tempos atrás foi o Titanic, o do momento é o muro de Berlim.

Para puxar papo, Cecília menciona que esteve na Alemanha e que adquiriu seu pedaço do muro, este porém se encontra guardado no sótão, no meio de suas "bagunças" (ela é muito organizada, não tem bagunças). Ao procurar o pedaço do muro, acidentalmente esbarra em uma das bagunças de seu marido, John Paul, e encontra uma carta escrita por ele, endereçada para ela, mas que só deve ser aberta na ocasião da morte dele. Qualquer mulher teria imediatamente aberto a carta, mas Cecília não é assim. O problema é que os dias passam e aquela voz ruim que todo mundo tem nos seus pensamentos diz que ela deveria abrir e ler o quanto antes.

Top Comentarista de Janeiro


Primeira postagem do ano e eu não poderia deixar de trazer um sorteio para vocês, através do Top Comentarista, não é?

No início do ano fazemos tantos planos, queremos tantas coisas, mas nem sempre sobra aquele valor extra para comprarmos mais um livro. Então, o que acham de poder escolher qual livro deseja ganhar? Não importa qual editora, vocês escolhem o livro e a gente premiará o primeiro colocado.